conecte-se conosco


Política MT

Dr. Eugênio vai debater alergia alimentar com profissionais e população na AL

Publicado

Foto: ANGELO VARELA / ALMT

O deputado estadual Dr. Eugênio vai debater com profissionais, especialistas e a população  a alergia alimentar. A audiência pública acontece nesta sexta-feira (20), às 8 horas, no auditório Milton Figueiredo, na Assembleia Legislativa de Mato Grosso. “O tema é muito importante e deve ser colocado em pauta para um debate com toda a população”, explicou o parlamentar estadual.

À Cerca de um mês o deputado vem fazendo constantes postagens em  suas redes sociais com o intuito de chamar a atenção de seus seguidores para a importância do debate do assunto. “No decorrer dos dias eu e minha equipe fomos produzindo materiais com a ajuda de profissionais da área da saúde para mostrar que existem muitas alergias, que acabam sendo desprezadas por falta de conhecimento”, explicou.

Médicos e especialistas da área de alergia alimentar vão palestrar durante a audiência pública, conheça os convidados:

Agnes Saraiva Bezerra é advogada atuante na área da saúde, em especial na área de alergia alimentar e membro consultivo da Comissão de Saúde da Organização dos Advogados do Estado do Ceará. Ana Carolina Sousa San é médica e especialista titular em alergia e imunologia pela Associação Brasileira de Alergia e Imunologia. Leda Alves é professora da língua portuguesa e inglesa e defensora da conscientização da alergia alimentar e mãe de alérgicos. Lanna Beatrice Tavares Maluf é médica especialista em pediatria e gastropediatria. Cristiane Marques Caldeira consultora, palestrante e consultora em educação positiva e coach familiar. Aldemir Soares Mangabeira Júnior é presidente do Conselho Regional de Nutrição.

Leia Também:  Fábio Garcia defende que DEM tenha candidatura própria a prefeitura de Cuiabá e não descarta enfrentar as urnas

Fonte: ALMT
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política MT

Estado paga quem recebe acima de R$ 5,5 mil nesta quinta-feira e conclui folha salarial de outubro

Publicado

Serão pagos os servidores públicos estaduais ativos, aposentados e pensionistas

O Governo do Estado conclui nesta quinta-feira (14), véspera do feriado da Proclamação da República, o pagamento dos salários e proventos do mês de outubro dos servidores públicos estaduais ativos, aposentados e pensionistas. Na segunda e última parcela será depositado o restante do salário para quem recebe acima de R$ 5,5 mil.

Nesta quarta-feira, foram encaminhadas as ordens de pagamentos ao Banco do Brasil para processamento e depósito nas respectivas contas. Os depósitos perfazem um total de 96,403 milhões.

No sábado, dia 9, foram depositados até R$ 5,5 mil nas contas dos servidores, quitando na ocasião 80,79 % da folha, com um valor total de R$ 405,598 milhões. A folha total de pagamento do mês de outubro soma R$ 502.002.743,35.

Leia Também:  Fábio Garcia defende que DEM tenha candidatura própria a prefeitura de Cuiabá e não descarta enfrentar as urnas
Continue lendo

Política MT

Casa Civil prevê déficit de R$ 30 bilhões em 10 anos se reforma da Previdência Estadual não for aprovada

Publicado


O secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho

O secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, revelou que o Governo do Estado prevê um déficit de R$ 30 bilhões na Previdência Estadual nos próximos dez anos, caso a proposta de reforma apresentada na manhã desta quarta-feira (13) ao Conselho da Previdência de Mato Grosso não seja aprovada.

A proposta de reforma estadual prevê mudanças que seguem o molde da reforma da Previdência Nacional, recém promulgada pelo Congresso Nacional. “Nós temos hoje no Estado mais de dois mil servidores aposentados com 45 anos. Temos um déficit que vai acontecer na previdência, se não houver a reforma, de R$ 30 bilhões em 10 anos”, afirmou.

Carvalho destacou que são retirados mensalmente do caixa do Estado, cerca de R$ 115 milhões para pagar aposentados e pensionistas e que o resultado do uso desses recursos no pagamento de previdenciários são sentidos pela sociedade, que recebe menos investimentos em áreas como saúde e infraestrutura.

“Significa menos investimento na saúde, menos investimos na infraestrutura, menos investimento na segurança, menos investimentos na educação. Todo mundo paga essa conta. Agora, será que a sociedade está disposta a realmente pagar esse déficit com o aumento de impostos? Porque a única alternativa que temos para continuar com a Previdência da forma que está é aumentando os impostos”.

Leia Também:  Projeto de Lei que beneficiaria motoristas de aplicativo é arquivado

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana