conecte-se conosco


Policial

Dois são procurados por incendiarem viatura da Polícia Civil; ataque foi represália contra ações policiais

Publicado

O incêndio ocorreu na madrugada desta sexta-feira e foi provocado por dois menores

A Polícia Civil já identificou os autores do incêndio de uma viatura TrailBlazer Grupo Armado de Resposta Rápida (Garra), ocorrido por volta das 4 horas da manhã desta sexta-feira (17), que estava estacionada na frente do Delegacia de Água Boa (730 km a Leste), na vaga destinada a viatura. O incêndio foi provocado por suposta represália da intensificação das ações policiais contra integrantes de facção criminosa na região.

Os dois suspeitos são menores de idade e um deles de apenas 15 anos teria sido abordado na quinta-feira (16), na companhia de mais três infratores, por suspeita de tráfico de drogas. Com eles não foram encontrados drogas, mas o menor de 15 anos (que já foi apreendido em várias ocasiões por tráfico de drogas, roubos, ameaças a policiais e outros delitos), acabou sendo conduzido à Delegacia para prestar esclarecimento referente a um aparelho celular sem procedência encontrado com ele.

Após ser ouvido, ele foi liberado, mas deixou a Delegacia proferindo ameaças aos policiais e seus familiares. Na madrugada desta sexta-feira, houve o incêndio da viatura policial.

A delegada Luciana Batista Canaverde informou que as imagens do incêndio mostram duas pessoas com rostos cobertos, jogando alguma substância na viatura, que rapidamente pega fogo. Após os criminosos correrem.

Ambos já foram identificados e em buscas realizadas na sequenciais foram apreendidas na casa do adolescente de 15 anos a camiseta vermelha e uma bermuda usada por eles, as quais aparecem nas imagens. Uma motocicleta que o grupo do adolescente havia roubado na noite anterior, que nem havia registro ainda da ocorrência, também foi apreendida. Os menores estão foragidos e as equipes policiais seguem em buscas.

A Polícia Civil já apurou que o menor estava monitorando a viatura que geralmente fica guardada na Delegacia Regional, que fica no mesmo bairro, mas em outra quadra. O menor foi visto rondando a localidade e depois a Delegacia Municipal.

A delegada disse que as equipes locais foram reforçadas e que a Polícia Civil, assim como a Polícia Militar, não irá desanimar no enfrentamento à criminalidade. “Não vamos esmorecer. Foi uma afronta não somente a Polícia Civil como um todo, mas a toda a segurança pública, e principalmente a sociedade que é quem paga pelos custos”, lamentou.

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Policial

Polícia Civil prende homem que matou mulher encontrada em veículo em Alta Floresta

Publicado

O homem identificado como autor do feminicídio de uma mulher encontrada morta dentro de um veículo na manhã desta quinta-feira (19.05) no município de Alta Floresta (803 km ao norte de Cuiabá) foi preso em flagrante pela Polícia Civil poucas horas depois do crime. A motivação do crime seria uma dívida de drogas.

Após ser identificado, o suspeito foi conduzido à Delegacia de Alta Floresta, onde foi autuado em flagrante pelos crimes de feminicídio, tentativa de destruição de cadáver e fraude processual (uma vez que tentou alterar a cena do crime).

O corpo da vítima, Aniely Alves de Souza, de 29 anos, foi localizado por volta de 08h50, parcialmente queimado, no interior de um veículo Toyota Corolla, estacionado na região central de Alta Floresta.

Assim que foi acionada dos fatos, a equipe da Polícia Civil esteve no local, e durante os trabalhos uma das equipes verificou câmeras de segurança da região, identificando o momento em que a mulher chegou no veículo, estacionou em frente a uma residência e entrou pelo portão, enquanto outra pessoa ficou aguardando do lado de fora.

Em continuidade as diligências, os policiais entrevistaram o morador da casa que o veículo estava estacionado na frente, que durante a conversa apresentou bastante nervosismo ao responder as perguntas, apresentando diversas contradições.

Durante os questionamentos das informações apresentadas, o suspeito decidiu confessar o crime, revelando que matou a vítima com uma faca de serra em decorrência de uma dívida de drogas que ele tinha com ela.

Após a vítima cair no chão, o suspeito a colocou dentro do veículo e ateou fogo no corpo, que só não queimou tudo, pelo fato das portas terem sido fechadas evitando a entrada de oxigênio, extinguindo as chamas.

Diante das evidências, o suspeito foi conduzido à Delegacia de Alta Floresta e após ser formalmente interrogado pelo delegado Thiago Marques Berger foi autuado em flagrante pelos crimes de feminicídio, tentativa de destruição de cadáver e fraude processual.

“A perícia preliminar realizada pela Politec apontou o uso de arma perfuro cortante na execução do crime, o que corrobora com a narrativa do suspeito, que foi preso em flagrante graças a rápida atuação da Polícia Civil na apuração dos fatos”, disse o delegado.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Policial

Polícia Civil participa de eventos de combate ao abuso e a exploração sexual infantil em Água Boa

Publicado

A Polícia Civil do município de Água Boa, região leste do Estado, participou nesta semana da campanha “Maio Laranja”, promovida pela Prefeitura de Água Boa, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social.

São parceiros da ação social o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS,), o Centro de Referência da Assistência Social (CRAS), o Conselho Municipal de Direitos da Mulher, o Conselho Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente e o Conselho Tutelar.

O trabalho preventiva e integrado faz parte da programação, visando a prevenção e a conscientização da sociedade, acerca dos crimes de abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes.

No domingo (15.05) os policiais civis estiveram presentes no encontro de “pit stop” onde foram feitas adesivagens de veículos e distribuição de cartilhas orientativas.

Já na quarta-feira (18.05) foram realizadas palestras sobre a temática, ministradas pelo delegado Matheus Soares Augusto e pela psicóloga Polyana Borhz Giacomolli.

Conforme o delegado Matheus Soares Augusto, a idéia é dar continuidade com ações e realizá-las em escolas na zona urbana, rural e nas aldeias da região de Água Boa.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana