conecte-se conosco


Policial

Dois membros de facção são presos por torturar e executar jovem em Várzea Grande

Publicado

Crime vitimou um rapaz de 20 anos, que foi torturado e morto de forma cruel

Um ‘tribunal do crime’ que subjugou, julgou e executou em Várzea Grande, de forma extremamente cruel, um jovem apenas 20 anos que criminosos supunham ser um informante da polícia. A investigação realizada pela Polícia Civil, por meio da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Cuiabá, chegou aos autores do bárbaro homicídio ocorrido há três anos, em Várzea Grande, ordenado por integrantes de uma facção criminosa.

Nesta quarta-feira (29), a DHPP deflagrou a Operação Comando da Lei para cumprimento de mandados judiciais expedidos pela 1a Vara Criminal de Várzea Grande e que tiveram como alvos quatro pessoas investigadas pelo crime ocorrido no Jardim Eldorado, que vitimou o jovem João Gabriel Silva de Jesus.

Dois envolvidos no crime foram presos, além do cumprimento de mandados de buscas e apreensões em endereços dos alvos da operação, em bairros da região do São Mateus.

Tribunal de execução

João Gabriel Silva de Jesus foi atraído até uma casa no Jardim Eldorado, em dezembro de 2018, onde foi julgado no ‘tribunal do crime’ por supostamente ser informante da polícia e denunciar ações criminosas ocorridas no bairro.

Conforma a investigação minuciosa conduzida pelo delegado Caio Fernando Albuquerque, no celular da vítima, os investigados identificaram que João Victor seria um informante e decidiram, então, executá-lo. O rapaz foi torturado e espancado e depois atingido por disparos de arma de fogo.

Ele também ainda sofreu lesões por arma cortante no pescoço e no crânio, o abdômen dilacerado, o que causou a exposição das vísceras, e teve uma das mãos amputadas. O corpo foi desovado em um terreno baldio no bairro Parque Paiaguás, na região do São Mateus, onde foi localizado no dia 21 de dezembro, em decomposição, três dias após o desaparecimento de João Victor ser registrado.

Investigação

As diligências executadas pela DHPP, que reuniram dezenas de relatórios, oitivas, checagem de dados, laudos de necropsia e balística, chegaram à identificação de quatro envolvidos diretamente na execução, para atrair e levar a vítima até a cena do crime e na execução do homicídio.

Outras pessoas também atuaram indiretamente com ações acessórias que incluíram a remoção do corpo da casa para levar até o local onde foi desovado, o sumiço da motocicleta usada pela vítima e também aqueles que cuidaram, entre outros detalhes, para dar fim aos veículos utilizados no crime.

“Foi um crime chocante, executado para demostrar força e medo e passar um sentimento de poder em relação aos executores. Mas, a atuação da Polícia Civil conseguiu, por meio de um trabalho minucioso, levantar e identificar os envolvidos no crime”, comentou o delegado Caio Albuquerque.

Nesta quarta-feira, dois executores diretos do homicídio foram presos. Um deles é a pessoa que atraiu a vítima para a casa onde ocorreu o crime e trouxe o celular de João Victor para ser vistoriado por outro criminoso, que teria uma função mais importante no grupo criminoso, e determinou a morte da vítima.

As diligências para prender outros envolvidos que estão com mandado de prisão decretado seguem em andamento. Os envolvidos identificados têm passagens criminais.

Os envolvidos identificados responderão por homicídio qualificado (vingança, crueldade, motivo torpe, impossibilidade de defesa da vítima), ocultação de cadáver e por integrar organização criminosa.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policial

PRF apreende veículo por receptação e adulteração de sinal identificador em Rondonópolis/MT

Publicado


Na última terça-feira (07/11), na BR 364, em Rondonópolis, uma equipe da PRF foi acionada para realizar o atendimento de um acidente de trânsito entre um caminhão-cegonha e um automóvel, e após o atendimento, foi solicitado ao condutor do caminhão que se deslocasse até o posto da PRF para preencher o Termo de Declaração e realizar outras consultas.

Em ato contínuo, os policiais identificaram indícios de adulteração nos elementos identificadores de uma Toyota/Hillux que era transportada pela cegonha. Ao realizar novas pesquisas, foi identificado que a caminhonete com ocorrência de furto/roubo.

O motorista declarou que pegou a Hilux num pátio em São Bernardo do Campo/SP e entregaria em Cuiabá/MT, para uma empresa da qual era funcionário.
Além de tudo, o caminhão cegonha ainda estava com o licenciamento atrasado e precisou ser encaminhado ao pátio contratado da PRF.

Fonte: PRF MT

Continue lendo

Policial

PM prende suspeito com taco de beisebol, pistola e munições após briga de trânsito em Cuiabá

Publicado

Policiais do Comando Especializado da Polícia Militar (Cesp) prenderam um homem de 35 anos por porte ilegal de arma de fogo, dano e injúria, na manhã de quarta-feira (8), na Capital. O suspeito foi preso após se envolver em uma briga de trânsito na Avenida Carmindo de Campos.

A equipe da PM realizava policiamento comunitário no bairro Jardim Paulista, quando populares buscaram ajuda para os policiais verificar uma briga, onde um dos suspeitos estava armado, na Avenida Carmindo de Campos.  De imediato, os policiais foram até o local e constataram que o desentendimento entre os suspeitos foi ocasionado após um acidente de trânsito. Na caminhonete L200 Triton, a polícia localizou um taco de beisebol, uma pistola modelo PT111G2C calibre 9mm, um carregador e 12 munições intactas. O suspeito apresentou o documento de registro da arma de fogo.

O outro motorista do carro GM Onix, relatou para a PM que conduzia o veículo pela referida avenida, quando se desentendeu com o condutor da caminhonete, que em seguida, acelerou e freou o veículo, colidindo na traseira do automóvel (Onix). O condutor disse ainda que o suspeito desceu do carro com o taco de beisebol na mão e dizendo alguns palavrões. Diante da situação, os policiais conduziram as partes para a Delegacia de Flagrantes.

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana