conecte-se conosco


Geral

Doadores de sangue poderão ganhar voo de helicóptero em Cuiabá

Publicado

Somente nesta semana, a meta é receber até 100 doadores por dia para reforçar o estoque e atender alta demanda no final de ano

Com objetivo de atrair doadores e aumentar o número de coletas de sangue para reforçar os estoques para o final de ano, o MT Hemocentro firmou uma parceria com o Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) e realizará o sorteio de 12 voos de helicóptero às pessoas que forem doar sangue a partir desta segunda-feira (2).

Estarão concorrendo ao sorteio, todos os voluntários que doarem sangue entre os dias 2 a 6 de dezembro, das 7h30 às 16h. O sorteio está marcado para acontecer na própria unidade sede, sexta-feira (6), às 17h30. O sobrevoo será no sábado (7) e os ganhadores irão sobrevoar Cuiabá e Várzea Grande.

De acordo com informações da diretora do MT Hemocentro, Gian Carla Zanela, a parceria busca atrair mais doadores, pois, no final de ano, a unidade precisa aumentar o quantitativo de bolsas de sangue para atender a alta demanda nos períodos festivos.

“O mês de dezembro é o período mais crítico, temos uma demanda muito intensa, pois nos meses de férias sobe o número de pessoas acidentadas e que precisam passar por cirurgias e necessitam receber sangue. Por isso, essa campanha é muito importante, vai ajudar no chamamento de doares para reforçar nossos estoques”, explicou a gestora.

Com o atrativo da campanha de sorteio de voo de helicóptero, a meta da unidade é de receber até 100 doares por dia, que vão contribuir para reforçar o estoque de bolsas de sangue. Todo sangue doado é separado em diferentes componentes (hemácias, plaquetas e plasma) e, assim, poderá beneficiar até quatro pacientes com apenas uma unidade coletada. Os componentes são distribuídos para os hospitais e atendem aos casos de emergência e aos pacientes internados.

Requisitos para doação de sangue?

Podem doar sangue pessoas entre 16 e 69 anos e que estejam pesando mais de 50kg. Além disso, é obrigatória a apresentação de documento oficial com foto e menores de 18 anos só podem doar com consentimento formal dos responsáveis.

Pessoas com febre, gripe ou resfriado, diarreia recente, grávidas e mulheres no pós-parto não podem doar temporariamente. O processo para doação de sangue é simples, rápido e totalmente seguro. Não há riscos para o doador, pois o material usado na coleta do sangue é descartável, eliminando qualquer possibilidade de contaminação.

Para doar sangue, é necessário estar em bom estado de saúde e seguir os seguintes passos:

– Estar alimentado e evitar alimentos gordurosos nas 3 horas que antecedem a doação de sangue;
– Caso seja após o almoço, aguardar 2 horas;

– Ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas;

– Pessoas com idade entre 60 e 69 anos só poderão doar sangue se já o tiverem feito antes dos 60 anos;

– A frequência máxima é de quatro doações de sangue anuais para o homem e de três doações de sangue anuais para a mulher;

-O intervalo mínimo entre uma doação de sangue e outra é de dois meses para os homens e de três meses para as mulheres;

Agenda de doação em dezembro

Após o encerramento da campanha com o Ciopaer, o MT Hemocentro continuará realizando normalmente as coletas de sangue na unidade. Na agenda do mês de dezembro, está marcado para o dia 18 de dezembro a coleta externa do Hemobus, que ficará estacionado no Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Serviço

Os voluntários interessados em doar sangue podem procurar o MT Hemocentro. A unidade está localizada na Rua 13 de Junho, nº 1055, Porto, em Cuiabá. Para mais informações, entre em contato pelo telefone: (65) 3623-0044, ramal 220, 221 e 225.
Horário de Funcionamento: segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h30.

Unidade de Coleta do Pronto Socorro Municipal de Cuiabá – MT. Rua General Vale, 182. Bandeirantes. Cuiabá – MT.
Horário de Funcionamento: segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 16h.

 

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Estado adquire mais de 800 mil unidades de sedativos que garantem prestação do serviço em UTIs

Publicado


Por meio das recentes aquisições e da organização do estoque estadual, é possível garantir a continuidade do atendimento em Terapia Intensiva pelos próximos meses [Foto – Christiano Antonucci]

Os principais sedativos e analgésicos utilizados no procedimento de intubação dos pacientes em Terapia Intensiva estão com estoque regular em Mato Grosso. De acordo com dados da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), além de receber componentes do Ministério da Saúde, o Estado também adquiriu mais de 800 mil itens medicamentosos para a composição do atual estoque.

A rede estadual já comprou e recebeu 30 mil ampolas de Atropina e 71,4 mil ampolas de Rocurônio, quantidades que serão suficientes para os próximos 180 dias de trabalho nos Hospitais Regionais.

O Estado ainda adquiriu outros oito componentes que atuam como sedativos e têm previsão de entrega já para este mês. Foram compradas 34,2 mil unidades de Dexmedetomidina, 200 mil de Midazolan, 109 mil de Propofol, 10 mil de Suxametônio, 8,8 mil de Dextrocetamina, 8 mil de Etomidato, 292 mil de Fentanila e 38,2 mil de Morfina.

Por meio das recentes aquisições e da organização do estoque estadual, é possível garantir a continuidade do atendimento em Terapia Intensiva pelos próximos meses.

“O Governo de Mato Grosso se antecipou e efetivou a compra destes medicamentos, de forma a não depender apenas do auxílio do Governo Federal. A falta de componentes é uma realidade em todo o país, mas agimos com efetividade e garantimos a aquisição de 10 itens importantíssimos para a atuação das Unidades de Terapia Intensiva”, disse o secretário Estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo.

A compra integrará o estoque estadual, que também é composto por itens cedidos pelo Ministério da Saúde. A reserva do Estado serve de subsídio para a atuação das unidades hospitalares geridas pela SES e em casos de falta da medicação por parte das empresas prestadoras do serviço de Terapia Intensiva.

É importante frisar que, em Mato Grosso, a maior parte das UTIs é mantida por empresas terceirizadas em regime de pacote completo, com o fornecimento de pessoal, materiais e medicamentos. Isto é, além do estoque estadual e federal, a rede conta com a atuação das próprias empresas que fornecem o serviço.

A gestão estadual também participa de uma compra conjunta dos 27 Estados da Federação, via Ministério da Saúde e Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), para a aquisição de kits de intubação.

 

Continue lendo

Geral

Polícia apreende em média, seis armas por dia em MT; em sete meses, já foram tiradas de circulação 1.230 unidades

Publicado

As armas foram apreendidas nos 141 municípios. Entre elas estão revolveres, pistolas, espingardas, rifles e submetralhadoras, além de munições – tudo recolhido durante o trabalho ostensivo [Foto PMMT]

De janeiro a julho deste ano, a Polícia Militar tirou de circulação em todo estado de Mato Grosso – 1.230 armas de fogo dos mais variados calibres. Na prática, são quase seis armas recolhidas a cada 24 horas.

O resultado é reflexo das abordagens realizadas pelos policiais com o objetivo principal de preservar a vida e a integridade física de cada mato-grossense.

O subchefe de Estado Maior, coronel Wankley Corrêa Rodrigues destaca a importância das ações preventivas realizadas pela corporação.

“Sabemos que um dos principais motivos dos crimes violentos no país é o elevado número de armas ilegais que circulam indevidamente. E o trabalho ostensivo e contínuo realizado pela PM tem contribuído bastante para que os números da violência retrocedam no estado”.

O coronel destaca ainda que com a intensificação das diversas ações policiais, principalmente nos bairros e o apoio do setor de inteligência, a Polícia Militar tem obtido sucesso na apreensão de armas ilegais.

“A obstinação e dedicação de cada policial merece os nossos mais sinceros elogios e o reconhecimento por parte  da corporação e da população”, afirma Rodrigues.

Exemplo da eficiência dessas operações fica evidente nas 24 horas transcorridas entre os dias 25 e 26 de julho, quando a PM conseguiu retirar de circulação uma pistola .40, uma espingarda e três rifles, em Cuiabá, Sorriso, Sinop e Nova Nazaré.

Para coronel Rodrigues, são ações específicas e bem articuladas realizadas em várias regiões do estado que lograram êxito no objetivo de apreender as armas e munições, que é uma das causas principais dos crimes ocorridos.

Outros exemplos foram às apreensões de uma submetralhadora, duas espingardas e um revólver nas cidades de Sinop e Vera, no final do mês de julho.

Interior

No dia 15 de julho, dois homens foram presos na cidade de Nova Ubiratã depois de denúncias de invasões na área rural da cidade. Na ocasião, foram apreendidas três espingardas de calibres 28, 32 e 38, além de dois revólveres de calibre 38.

Batalhão Ambiental

Em continuidade ao trabalho ostensivo no combate ao crime ambiental, essa ocorrência foi atendida na cidade de Sinop e resultou na prisão de um homem denunciado de ser vendedor de armas.

Foram tiradas de circulação uma pistola .380 e várias caixas de munições vazias. Dentro de um cofre estavam as munições intactas de vários calibres. Os militares encontraram ainda uma espingarda, dois rifles, uma espingarda de pressão, 342 munições de cal .380 recarregadas, 52 munições calibre 38 recarregadas, 82 munições calibre 22 original, 150 munições calibre 380 original, 3 mil espoletas para recarregar calibres .380 e .500, além de estojos com munições de calibres 22 e 38.

Foram apreendidos ainda 341 cápsulas de calibres .380, 9 milímetros e uma de .40. Um fraco de um quilo de pólvora, pacotes com bucha para recarregar cartucho calibre 28, dois cases, sendo um de pistola e outro de rifle, além de peãs usadas na máquina, uma luneta e outros equipamentos. A unidade apreendeu durante os sete meses 45 armas de fogo e 114 munições.

As réplicas

Outra preocupação são os simulacros usados nos crimes. Nos sete meses foram apreendidas no estado 198 réplicas de arma de fogo. Uma delas, o suspeito que era traficante intimidava os moradores com um simulacro de fuzil.

A equipe da Rotam realizava patrulhamento pelo bairro Parque do Lago, em Várzea Grande, quando viu o homem com a possível arma na frente de casa. Durante o procedimento, além de descobrir se tratar de um simulacro, os policiais apreenderam mais um simulacro de pistola, 12 tabletes de maconha, dois tabletes de pasta base de cocaína, uma sacola com pasta base de cocaína, mais 11 porções de maconha, oito sacolas com ácido bórico, dois celulares e dois cadernos com anotações do tráfico, além de três balanças, duas máquinas de cartão de crédito e dinheiro.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana