conecte-se conosco


Geral

Resultado final do seletivo do novo PS de Cuiabá será divulgado terça-feira

Publicado

Resultado será publicado no Diário Oficial. Candidatos podem conferir os editais de convocação pelo site www.selecon.org.br [F- Vicente Aquino]

A lista final dos candidatos aprovados no processo seletivo promovido pela Prefeitura de Cuiabá para a contratação do quadro de profissionais do Hospital Municipal de Cuiabá (HMC), Dr. Leony Palma de Carvalho, será homologada e publicada no Diário Oficial do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso (TCE) na próxima terça-feira (13).

Conforme os critérios estabelecidos no Edital nº 01/2019/ECSP, as convocações para às 1.247 vagas imediatas ocorrerão de forma gradual, a partir de 15 de agosto de 2019. Dessa forma, após a publicação, os candidatos poderão conferir os editais de convocação pelos sites www.selecon.org.br e www.cuiaba.mt.gov.br.

Ao todo, o certame ainda ofertará mais 600 vagas para cadastros de reserva. Quanto aos proventos, os novos servidores receberão entre R$ 1.127,39 e R$ 5.522,02 mensais.

De acordo com o diretor geral da Empresa Cuiabana de Saúde Pública (ECSP), Alexandre Beloto, além dos salários iniciais, os aprovados ainda terão acréscimos como insalubridade, auxílio alimentação, dentre outros inerentes ao regime jurídico dos contratos temporários com base na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

“O HMC é o maior hospital público já inaugurado na história de Mato Grosso e, após estar 100% em funcionamento, vai representar um marco na saúde da nossa cidade, com mais humanização e atendimento de qualidade para a nossa população, conforme determinou o prefeito Emanuel Pinheiro. E para coroar esse acontecimento, os profissionais que estarão atuando no HMC, terão, além de seus salários iniciais, adicionais como insalubridade, auxílio alimentação, dentre outros inerentes ao regime jurídico dos contratos temporários, com base na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Esse é o mais profundo gesto de respeito à população, que recebe um hospital altamente preparado para atender com supremacia e aos servidores que terão salários compatíveis com os recebidos em nível nacional, por categoria”, frisou Beloto.

O seletivo irá atender, excepcional e temporariamente, o exercício das funções com exigência em níveis médio, médio técnico, superior e superior com especialização terá validade de oito meses – podendo ser prorrogado conforme prerrogativas legais da Prefeitura e órgãos de controle por igual período.

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Mato Grosso registra três mortes e 249 novos casos de Covid em 72 horas; quase 1,4 mil pacientes estão em isolamento domiciliar

Publicado

Há 46 internações em UTIs públicas e 17 em enfermarias públicas; taxa de ocupação está em 25% para UTIs e em 4% para enfermaria

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta segunda-feira (6), 553.658 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 14.004 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas três mortes e 249 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 553.658 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 1.388 estão em isolamento domiciliar e 537.779 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 46 internações em UTIs públicas e 17 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 25,70% para UTIs adulto e em 4% para enfermaria adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (114.372), Várzea Grande (41.935), Rondonópolis (38.538), Sinop (26.854), Sorriso (18.613), Tangará da Serra (17.871), Lucas do Rio Verde (15.785), Primavera do Leste (14.886), Cáceres (12.029) e Alta Floresta (11.386).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 402.742 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, não restam amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

No domingo (5), o Governo Federal confirmou o total de 22.143.091 casos da Covid-19 no Brasil e 615.636 óbitos oriundos da doença. Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados desta segunda-feira (6).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Continue lendo

Geral

MPE recorre de decisão que rejeitou denúncia contra padre por homofobia

Publicado

Denúncia por homofobia foi rejeitada pela Justiça

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por meio da Promotoria de Justiça de Tapurah, recorreu da decisão que rejeitou a denúncia oferecida contra o padre Paulo Antônio Muller pela prática de homofobia. O recurso em sentido estrito foi interposto no dia 1º de dezembro.

Ao contrário do entendimento do magistrado, que não viu a utilização de discurso de ódio por parte do padre, a promotora de Justiça que atua no caso afirma que o líder religioso “ultrapassou os limites da livre manifestação acerca de suas crenças religiosas, uma vez que no dia dos fatos, durante a celebração religiosa de domingo da Paróquia Nossa Senhora Aparecida, proferiu ofensas e manifestações discriminatórias contra os jornalistas Erick Rianelli e Pedro Figueiredo, bem como contra a população LGBTQIA+”.

O MPMT, com base em decisões do Supremo Tribuna Federal, argumenta que é dever do Estado criminalizar as condutas atentatórias dos direitos fundamentais, inclusive a que se fundamenta na orientação sexual das pessoas ou em sua identidade de gênero. Enfatiza ainda que o direito à igualdade sem discriminações abrange a identidade ou expressão de gênero e a orientação sexual.

Consta nos autos que, durante a celebração religiosa o padre fez várias declarações polêmicas. Entre elas, “que chamem a união de dois viados e duas lésbicas como querem, mas não de casamento, por favor: isso é falta de respeito para com Deus, isso é sacrilégio, é blasfêmia. Casamento é coisa bonita e digna”.

A missa foi transmitida ao vivo pela rede social Facebook no dia 13 de junho e causou repercussão nacional.

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana