conecte-se conosco


Internacional

Diretora da Anistia Internacional na Ucrânia pede demissão

Publicado

Oksana Pokalchuk da Anistia Internacional da Ucrânia pede demissão
Reprodução Redes sociais – 06.08.2022

Oksana Pokalchuk da Anistia Internacional da Ucrânia pede demissão

A diretora da Anistia Internacional na Ucrânia, Oksana Pokalchuk, anunciou o seu pedido de demissão depois da divulgação de um relatório da ONG que acusa as Forças Armadas ucranianas de colocar os civis em perigo. O documento foi muito criticado pelo governo de Kiev.

“Peço demissão da Anistia Internacional na Ucrânia”, afirmou Pokalchuk em um comunicado publicado no Facebook na madrugada deste sábado, no qual critica o fato de o relatório divulgado em 4 de agosto ter servido de maneira involuntária para “a propaganda russa”.

A AI destacou na sexta-feira que “mantém plenamente” o relatório, segundo o qual a Ucrânia coloca em perigo as vidas dos civis ao estabelecer instalações militares em áreas residenciais. O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, acusou a AI de de desculpar o “Estado terrorista” da Rússia e o ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kuleba, declarou que estava “indignado” com as acusações “injustas” da ONG.

No comunicado em que anuncia o seu desligamento da Anistia, Pokalchuk afirma: “Se você não vive em um país invadido por ocupantes que o desmembram, provavelmente não compreende o que significa condenar um exército de defensores”.

Ela acrescenta que tentou convencer a direção da AI que o relatório era tendencioso e não levava em consideração o ponto de vista do ministério ucraniano da Defesa. A Anistia enviou um pedido ao ministério da Defesa, mas “deu muito pouco tempo para uma resposta”, afirma.

Em consequência, a organização publicou um relatório que, segundo a diretora, parecia apoiar involuntariamente a versão russa e que se tornou um instrumento de propaganda russa. Pokalchuk já havia anunciado na sexta-feira que a AI ignorou seu pedido para que o relatório não fosse publicado. 

A secretária-geral da AI, Agnès Callamard, afirmou na sexta-feira que “mantém plenamente as conclusões” do relatório, que segundo ela “são baseadas em evidências coletadas ao final de extensas investigações que respeitaram os mesmos padrões rigorosos e diligentes aos quais são submetidos todos os trabalhos da Anistia Internacional”.

No relatório publicado na quinta-feira após uma investigação de quatro meses, a AI afirma que os militares ucranianos colocaram civis em perigo ao estabelecer bases militares em áreas residenciais e iniciar ataques a partir de locais habitados para impedir a invasão russa.

Segundo a ONG, estas práticas violam o direito internacional humanitário internacional. Em seu relatório, a AI enfatiza que as táticas ucranianas “não justificam de forma alguma os ataques indiscriminados da Rússia” contra a população civil.

Callamard disse que o governo ucraniano não respondeu aos pedidos da AI para comentar as alegações da organização. Por outro lado, lembrou que a Anistia divulgou inúmeros relatórios “documentando crimes de guerra cometidos por forças russas na Ucrânia”.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Internacional

Funcionário de aeroporto rouba mala com rastreador digital e é preso

Publicado

Funcionário de aeroporto roubou mala que tinha rastreador digital da Apple
Divulgação/Apple

Funcionário de aeroporto roubou mala que tinha rastreador digital da Apple

O funcionário de uma companhia aérea foi preso sob a acusação de roubar itens de bagagens com valor avaliado em 16,6 mil dólares (cerca de R$ 85,8 mil na cotação atual) em um aeroporto da Florida, nos Estados Unidos . Mas a prisão só aconteceu graças à ajuda de um equipamento eletrônico bem específico. 

Giovanni De Luca, de 19 anos, roubou uma bagagem que continha um AirTag, rastreador digital da Apple criado com o objetivo de encontrar objetos perdidos. A empresa recomenda que ele seja usado exatamente em malas, mochilas e chaveiros. 

De acordo com Gabinete do Xerife do Condado de Okaloosa, o homem natural de Mary Esther, cidade localizada no estdo da Flórida, roubou a bagagem de uma passageira em julho deste ano. Ela relatou que seus pertences, no valor de 1,6 mil dólares (R$ 8,2 mil) nunca chegaram ao seu destino.

Entretando, a mulher revelou à polícia que um Apple Airtag em sua mala apareceu pela última vez como ativo na região de Kathy Court, justamente em Mary Esther.

Os investigadores, então, cruzaram dados dos funcionários do Aeroporto Destin-Fort Walton Beach que moravam nas proximidades de Kathy Court e chegaram até De Luca. 

As investigações concluíram que o rapaz de 19 anos também havia roubado os pertences de um outro passageiro em agosto deste ano. Foram recuperados mais de 15 mil dólares (aproximadamente R$ 77,5 mil) em joias e outros objetos.

“Esta prisão é um exemplo de excelente trabalho em equipe de nossa Unidade de Segurança do Aeroporto, nossos Investigadores e o Aeroporto para encontrar a pessoa responsável por esses roubos e garantir que ele seja responsabilizado”, resslatou Eric Aden, responsável pela investigação, em comunicado divulgado.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Internacional

Afeganistão: explosão em mesquita de Cabul deixa ao menos 20 mortos

Publicado

Explosão em mesquita de Cabul deixa mortos e feridos
Reprodução/Twitter

Explosão em mesquita de Cabul deixa mortos e feridos

Uma forte explosão foi registrada na mesquita Abu Bakr al Siddiqui, no bairro de Khari Khana, ao norte de Cabul, no Afeganistão , nesta quarta-feira (17), informa a mídia local.

Conforme a emissora Al Jazeera, seriam ao menos 20 mortos e 40 feridos. Já a ONG Emergency informa que apenas seu hospital na cidade já recebeu 27 feridos, entre os quais, cinco crianças e adolescentes.

Pouco após o incidente, o porta-voz do governo do Talibã, Zabihullah Mujadih, condenou o que chamou de ataque e disse “rezar pelas vítimas”. Além disso, afirmou que “os responsáveis serão punidos”.

Ainda nenhum grupo assumiu a autoria da ação, mas os talibãs são rivais históricos dos terroristas do Estado Islâmico de Khorasan (conhecidos como EI-K ou ISIS-K).

Logo após o grupo fundamentalista reassumir o poder político no país, em 15 de agosto de 2021, os terroristas fizeram uma série de atentados contra mesquitas.

Os dois grupos islâmicos são da mesma vertente, sendo sunitas, mas têm visões diferentes de poder: enquanto o Talibã quer um “califado” dentro do território nacional, o EI quer se expandir o máximo possível pelo mundo.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana