conecte-se conosco


Turismo

Dia dos Namorados: 5 destinos românticos perto da capital paulista

Publicado


source
Veja destinos próximos de São Paulo perfeitas para uma viagem de Dia dos Namorados
Pexels/Anastasia Shuraeva

Veja destinos próximos de São Paulo perfeitas para uma viagem de Dia dos Namorados




O Dia dos Namorados este ano cai num fim de semana, o que favorece uma pequena escapadinha a dois. Seja para descansar, aproveitar o friozinho de outono ou contemplar a natureza, as cidades próximas à capital paulista oferecem opções variadas de passeios para casais de todos os estilos. Veja a seguir 5 cidades próximas de São Paulo perfeitas para curtir um fim de semana a dois.


Holambra


Conhecida como cidade das flores, Holambra  fica a 129 km da capital paulista e dá um show por seu clima de romantismo e super clássico. Além de ser a cidade que mais produz flores no país, o local é conhecido pelas charmosas construções coloridas, seguindo pelo estilo arquitetônico holandês.

A pacata cidade conta com pontos turísticos como a Torre do Relógio, o Moinho Povos Unidos, o deslumbrante Parque Van Gogh e o parque Expoflora, com uma extensão de 40 km² que abriga 50% da produção de flores do Brasil. O tempo médio para chegar em Holambra é de 2 horas pela BR-050 da Rodovia dos Bandeirantes.

Campos de Jordão


Fazendas, teleféricos, arquiteturas europeias e trilhas marcam a ambientação de Campos de Jordão , considerada uma das cidades preferidas dos namorados por seu clima frio e romântico. Além das atividades ao ar livre, é possível aproveitar chalés aconchegantes e tomar um vinho na frente da lareira com seu amor.

Você viu?

Entre os pontos turísticos de Campos de Jordão estão o Amantikir Jardins, que reúne mais de 800 espécies de plantas e 22 jardins inspirados em outros paíse; os pedalinhos e teleféricos do Parque Capivari; e o Ice Land, o bar de gelo com uma temperatura que chega até a -20ºC. A cidade fica a 2h40 de São Paulo pela BR-116 da Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro.

São Francisco Xavier


Seja para os amantes de aventuras ou para os mais calminhos, São Francisco Xavier, um dos distritos de São José dos Campos, pode ser a opção ideal de viagem de Dia dos Namorados. Localizada na Serra da Mantiqueira, o local está a 147km de São Paulo e, pela BR-116 da Rodovia Monteiro Lobato, o tempo médio de viagem é de 3h.

Além das acomodações aconchegantes, São Francisco Xavier é conhecida por apresentar ao turista cenários naturais incríveis. O distrito chama atenção às cachoeiras e trilhas, como a Trilha Pedra Onça, que chega a quase 2 mil metros de altitude; o Mirante do Cruzeiro, com uma vista única das serras; e a Cachoeira Pedro David, que possui quedas com mais de 15 metros de altura.

Santo Antônio do Pinhal


Vizinha de Campos do Jordão, Santo Antônio do Pinhal fica aos pés da Serra da Mantiqueira. É um bom destino para os amantes que querem calmaria e descompressão, já que o clima é tranquilo e a natureza é o fio condutor do local. A Estrada do Lageado é uma das trilhas mais conhecidas que leva o viajante a cachoeiras e bosques.

Além de desfrutar do verde, o local é conhecido por incentivar o turismo gastronômico. Em Santo Antônio do Pinhal, o turista pode degustar desde queijos, e cogumelos até cachaças e cervejas artesanais produzidas localmente. A cidade fica a 160km da capital paulista e, pela BR-116, é possível chegar lá em 2h30.

Ilhabela


Para os que querem curtir uma praia durante a viagem de Dia dos Namorados, Ilhabela é propícia para o romance. Localizada no litoral norte de São Paulo, a cidade fica a 202 km da capital e o tempo estimado de viagem é de 4 horas pela Rodovia dos Tamoios. Existem algumas praias que fogem da badalação da cidade sem perder o clima paradisíaco do local.

Se os namorados querem privacidade, é possível visitar a Praia de Indaiaúba, com águas e areia claras, e a Praia da Caveira, que é delineada por parte da Mata Atlântica e possui um mar cristalino. Na parte sul da ilha, o espetáculo fica por conta do pôr-do-sol. As melhores vistas ficam nas praias de Curral e de Julião, em que o sol “mergulha” no mar.

Fonte: IG Turismo

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Turismo

Cinque Terre: saiba tudo sobre o destino que inspirou “Luca”, da Disney Pixar

Publicado


source
Filme mostra infância na Itália e o verão em Cinque Terre
Reprodução/Disney

Filme mostra infância na Itália e o verão em Cinque Terre

Os filmes, séries e novelas  fazem o espectador viajar para diversos lugares e a nova produção da Disney Pixar, “Luca”, não é diferente. A animação fala sobre a amizade e o amadurecimento do personagem central e é retratado na costa norte da Itália , especialmente em Cinque Terre, que fica na região da Ligúria.

Em coletiva de imprensa, Enrico conta que, para fazer o filme, lembrou da própria infância no litoral italiano. “Cinque Terre, Monterosso, Vernazza, Corniglia, essa área da Itália era onde eu visitava nos verões. O filme é inspirado nestas experiências lá”, conta. 

Se está procurando por um local novo para visitar, esqueça os locais famosos da Itália como Roma, Veneza  e Florença e experimente o verão de Cinque Terre. Enrico diz que o local é de encher os olhos. “A costa em volta de Gênova, tem muita água e uma mistura de montanhas e mar. Me sentia um verdadeiro peixe por lá. Cresci praticamente no mar”, se recorda. 

Mas o que fazer em Cinque Terre? O iG Turismo apresenta tudo o que fez o diretor se inspirar para fazer o filme e os melhores pontos para passear e também para aproveitar o local. 

Como chegar em Cinque Terre?

Cinque Terre fica na região da Ligúria, na Itália
Reprodução/Disney

Cinque Terre fica na região da Ligúria, na Itália

Para chegar, o turista pode desembarcar nos aeroportos de Florença, Pisa ou Gênova. Ali, é possível alugar um carro, ir de trem ou de táxi. A cidade de Florença fica a duas horas e meia da região, Pisa fica a uma hora e Gênova a uma hora e meia. Por isso, o mais recomendado é ir de avião até esses locais. 

Saindo de São Paulo, o preço médio da passagem aérea, com conexão, para Florença é de R$ 2,5 mil, já para Pisa é de R$ 2,6 mil e para Gênova é de R$ 3,2 mil. 

Você viu?

Onde se hospedar em Cinque Terre?

Cinque Terre feito pela Pixar
Reprodução

Cinque Terre feito pela Pixar

Por lá, há pousadas, hotéis e apartamentos para se hospedar na região. Para ter uma vista linda, Corniglia é perfeito, mas o visitante terá de encarar pelo menos 360 degraus para chegar ao topo da colina na região ou pegar um ônibus que sai da estação de trens com destino à vila. O preço da diária em Corniglia é de R$ 556. 

Se prefere a vista da marina, opte por Riomaggiore, que tem opções ótimas, mas mais caras e com muita procura. O preço médio para se hospedar lá é de R$ 487 a diária. Agora, quer economizar? Vá para a região de La Spezia, que pode ser acessado de barco ou trens. A hospedagem média é de R$ 418. 

O que fazer em Cinque Terre?

Filme é inspirado na Itália, aproveitar as praias de Cinque Terre é o melhor!
Reprodução/Disney

Filme é inspirado na Itália, aproveitar as praias de Cinque Terre é o melhor!

Obrigatoriamente, Cinque Terre deve ser aproveitada pelo mar. Há diversos passeios saindo de La Spezia, que passam pelas cinco terras e fazem um passeio completo. Outra possibilidade é de alugar um barco privativo, para um passeio romântico ou em grupo, com direito a um capitão que explica a história do local e também curiosidades da região. 

O visitante também pode conhecer Cinque Terre de carro, as estradas são sinuosas, mas lindas. Apesar disso, para entrar nas vilas, é preciso utilizar moto ou andar a pé, já que as ruas são estreitas. Em Cinque Terre, há diversas trilhas para se divertir. A mais famosa é a Sentiero Azzurro, que pode ser feita em dois sentidos: Monterosso-Vernazza, com 4 km de extensão e tempo médio de caminhada de 2 horas, e Vernazza-Corniglia, 4 km de extensão e tempo médio de 1 hora e 40 minutos.

Além disso, aproveite as praias. Monterosso al mare, por exemplo, tem as maiores em extensão e mais confortáveis, já que há praias na região com cascalho ao invés de areia. 

O que comer em Cinque Terre?

Cinque Terre é famoso pelos prédios coloridos
Reprodução/Disney

Cinque Terre é famoso pelos prédios coloridos

Além das pizzas e das massas italianas, Enrico contou na coletiva de imprensa o que mais gostava de comer na infância em Cinque Terre, como os gelattos, os calzones e pratos típicos do verão italiano, como peixes e receitas refrescantes.

Fonte: IG Turismo

Continue lendo

Turismo

Brasileiros embarcam para segunda volta ao mundo

Publicado


source
Anderson Dias em trajeto na Bolívia
Arquivo pessoal

Anderson Dias em trajeto na Bolívia

Seria possível dar a volta ao mundo duas vezes em uma mesma vida? Isso é o que pretendem realizar os amigos Anderson Dias e Lucas Costa. Conhecido como o primeiro brasileiro da história a conhecer todos os países do mundo , Anderson se prepara para a segunda aventura de um jeito diferente: mostrando todos os detalhes, em duas línguas, no canal Bold Souls, ao lado de Lucas, que também já deu uma volta completa em torno do planeta Terra.

Se na primeira volta de ambos o intuito do percurso foi conhecer diferentes lugares pela jornada, o atual objetivo é humanizar: contar novas histórias de novas pessoas. Para bater o recorde do Guiness Book, Anderson precisou de um planejamento objetivo. Na primeira experiência, passou poucos dias em cada país até concluir a jornada. Para o novo projeto, a proposta é diferente: “A gente vai fazer todos os países sem pressa. Só vamos sair dos lugares quando quisermos – um planejamento que pode durar até 10 anos”, conta.

O companheiro de viagem, Lucas, é formado em Relações Internacionais pela Universidade de Brasília (UnB) e completou a primeira volta ao mundo ainda em 2018, quando conheceu Anderson. Juntos, criaram o projeto que se inicia sem patrocínios.

“Todos os vídeos serão em inglês, com tradução para o português e veiculados no Youtube. Temos a pretensão de produzir documentários para plataformas de streaming, mas é um projeto futuro”, conta.

O encontro dos dois brasileiros aconteceu em Israel. “Tivemos experiências muito intensas, como ir à Palestina, onde participamos de jantares e festas em um região ocupada pelo exército de Israel e percebemos que, no meio de todo caos, ainda existia alegria e felicidade. Na cidade antiga de Jerusalém, vimos um passado conflituoso e quatro religiões que convivem super bem”, lembra Lucas.

Segundo o viajante, experiências como essa servem para tirar as pessoas da zona de conforto. “Esse tipo de experiência mostra que o mundo é um lugar muito diferente, com perspectivas totalmente distintas e que precisamos ir nos locais, conhecer as pessoas para ver isso. A gente planeja onde vai, mas nunca quem a gente vai conhecer, e são essas pessoas que fazem a diferença na nossa trajetória”, finaliza.

Cientes do cenário de pandemia do novo coronavírus, Anderson e Lucas concordam em relação ao que vão encontrar pela frente: “Ninguém ou nenhum lugar é mais o mesmo depois do que passamos”.

Fonte: IG Turismo

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana