conecte-se conosco


Mato Grosso

Detran-MT passa por higienização de rotina em todas as unidades do Estado

Publicado


.

Dando continuidade às ações de prevenção ao novo coronavírus, o Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT) passou, nesta segunda-feira (01.06), por uma desinfecção de todos os ambientes da sede da Autarquia, em Cuiabá. A ação foi feita por militares do Corpo de Bombeiros e do Exército Brasileiro.

Os militares explicaram que a sanitização biológica é feita com solução a base de hipoclorito e não é tóxica, sendo muito eficaz no combate à proliferação do novo coronavírus.

No último sábado (30.05), foi realizada a higienização de todas as unidades do Detran-MT no interior do Estado, as Ciretrans. Nesta semana, passarão pelo processo de sanitização os núcleos e postos de atendimentos do Detran-MT de Cuiabá e Várzea Grande.

O Detran-MT está realizando esse procedimento de desinfecção das unidades de forma periódica, atendendo às recomendações do Governo do Estado com vistas a preservar a saúde de servidores e usuários que transitam pelas unidades da Autarquia.  

“Desde que as unidades voltaram a funcionar de forma presencial, foram tomadas todas as medidas de prevenção e segurança necessárias para preservar a saúde dos servidores e da população, com a distribuição de máscaras, luvas, álcool 70%, bem como a manutenção do distanciamento mínimo”, destacou o presidente do Detran-MT, Gustavo Vasconcelos.

Embora o Detran-MT tenha retomado o atendimento de forma presencial, a orientação neste momento de prevenção ao novo coronavírus é que o cidadão verifique sempre se o serviço que ele deseja está disponível de forma digital, no site da Autarquia, para evitar deslocamento desnecessário até alguma unidade, uma vez que o distanciamento social é uma das maneiras de evitar a propagação do Covid-19.

Fonte: GOV MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Mato Grosso

Lideranças comunitárias recebem cestas básicas e cobertores do Governo de Mato Grosso

Publicado


.

As primeiras doações de alimentos da segunda etapa da Campanha “Vem Ser Mais Solidário- MT unido contra o coronavírus” e de cobertores do “Programa Aconchego” foram entregues às lideranças comunitárias do Estado de Mato Grosso na manhã desta quarta-feira (08.07). Foram distribuídos mais de 3,8 mil kits contendo alimentos, cobertores, produtos de higiene e de limpeza. 

O Governo do Estado, com o apoio das Uniões de Clube de Mães, Uniões de Associações de Moradores e Federações de Bairros, irá beneficiar um total de nove mil famílias vulneráveis mato-grossenses em parceira com o movimento comunitário. 

As ações são realizadas pela Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc) e lideradas voluntariamente pela primeira-dama do Estado, Virginia Mendes

A secretária da Setasc, Rosamaria Carvalho, destacou que a importância das ações para beneficiar as famílias mais vulneráveis de Mato Grosso.

“É uma satisfação muito grande atender as lideranças comunitárias, que são muito importantes dentro das comunidades que representam. Sabemos que, mesmo diante desta pandemia, vocês não se furtaram da responsabilidade de ir até as pessoas que mais precisam”, disse. 

O secretário adjunto de Assuntos Comunitários da Setasc, Édio Martins, que ajudou na articulação junto aos representantes das entidades, enfatizou que a pasta tem buscado estratégias para alcançar as famílias em situação de vulnerabilidade e extrema pobreza. 

“Firmamos uma parceria com as Uniões de Clube de Mães, Uniões de Associações de Moradores e Federações de Bairros com a intensão de chegar até as famílias. Neste primeiro momento conseguimos repassar as doações para treze entidades e nas próximas semanas o objetivo é atender trinta e cinco”, comentou.

O presidente da Federação Mato-Grossense de Associações de Moradores de Bairros (Femab), Walter Arruda, falou sobre a importância da ação neste período de crise. A instituição recebeu 200 cestas básicas contendo alimentos e kits de limpeza e higiene pessoal e 200 cobertores.

“Estamos sofrendo junto com os moradores e sabemos a realidade de cada um. Agradeço a primeira-dama e a secretária Rosamaria pela celeridade das entregas e o secretário Édio que fez a articulação, tendo como objetivo de atender as necessidades da população mais carente”. 

Para a presidente da União Rondonopolitana de Associação de Moradores de Bairro, Nilza Maria, as doações são resultado da solidariedade da população e o compromisso do Estado com as famílias carentes. 

“Estamos passando por momentos difíceis onde temos várias famílias desempregadas e com certeza estas cestas vão fazer a diferença na mesa dessas famílias e os cobertores vão aquecer o coração das famílias”, disse. A entidade recebeu 1 mil cestas básicas e a mesma quantidade de cobertores. 

Nesta primeira entrega, treze instituições foram contempladas, entre elas estão: Central de Associações de Mulheres Comunitárias (Camuc), Conseg Bosque da Saúde e Região, Conseg Grande Morada da Serra, Conseg Moinho e Região, Conseg Planalto e Região, Federação dos Conselhos Comunitários de Segurança Pública do Estado de Mato Grosso, (Feconseg-MT), Federação Mato-Grossense de Associações de Moradores de Bairros (Femab), União Coxipoense das Associações de Moradores de Bairro (UCAM), União Cuiabana Clube de Mães (UCCM), União de Chapada dos Guimarães das Associações Comunitárias e Municípios (UCGACM), União dos Conseg de Mato Grosso (Uniconseg), União das Associações de Moradores do Cristo Rei (Unamcrei), União Rondonopolitana de Associação de Moradores de Bairro (Uramb).

Aconchego

O Programa Aconchego, que já está em sua segunda edição, vai distribuir 200 mil cobertores paras as pessoas mais vulneráveis. No ano passado, foram beneficiadas 100 mil pessoas em todo Estado. E este ano a meta foi dobrada, em razão do aumento de pessoas carentes e em situação de vulnerabilidade social. 

Além dos municípios, os cobertores também serão entregues para moradores de rua, comunidades indígenas, entidades filantrópicas e famílias que se enquadram em situação de extrema vulnerabilidade. 

Para o cadastro de atendimento, as instituições, entidades e/ou grupos representativos devem enviar um ofício para o e-mail [email protected], com a lista das pessoas que serão beneficiadas, contendo nome completo, CPF, nome da mãe e número de identificação social (NIS).

Vem Ser Mais Solidário

A Campanha Vem Ser Mais Solidário – MT unido contra o coronavírus, em pouco mais de dois meses, já distribuiu aproximadamente 60 mil cestas básicas às famílias carentes, sendo que 50 mil cestas foram adquiridas diretamente pelo Governo e 5 mil oriundas de doações de empresários e sociedade em geral.

A campanha possibilitou ainda a arrecadação de R$ 5 milhões em recursos depositados diretamente na conta bancária aberta exclusivamente para a ação.

Esses recursos, somados aos investimentos realizados diretamente pelo Governo de Mato Grosso, vão possibilitar a distribuição de aproximadamente 230 mil cestas básicas em todo Estado, beneficiando famílias carentes nos 141 municípios, algo em torno de 1,150 milhão de mato-grossenses.

Nesta segunda etapa da campanha, se você quer doar alimentos e ou materiais de limpeza pode procurar a Arena Pantanal, em Cuiabá. Quem preferir poderá doar recursos diretamente na conta bancária especial, aberta exclusivamente para isso: Banco do Brasil, agência 3834-2, conta corrente número 1.042.810-0 (CNPJ 03.507.415/0009-00). Todas as doações serão revertidas para compra de cestas básicas.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Protocolo clínico da hanseníase é tema de enquete voltada a profissionais da saúde

Publicado


.

Profissionais da saúde de Mato Grosso podem participar, até a próxima segunda-feira (13), da enquete sobre o Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas (PCDT) de hanseníase, elaborado pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec). 

Os interessados em participar da pesquisa devem acessar este link e fazer o registro de suas contribuições. O objetivo da iniciativa é auxiliar os profissionais e gestores na tomada de decisões referentes às questões que apresentem variabilidade na prática clínica ou nas incertezas científicas quanto à eficácia, segurança, custo-efetividade e aplicabilidade do tratamento às pessoas com hanseníase.

Conforme explica a coordenadora de Atenção às Doenças Crônicas da Secretaria Estadual de Saúde, Ana Carolina Landgraf, a enquete é a primeira fase de um possível protocolo clínico. 

“Esta etapa é de suma importância, uma vez que a partir da enquete serão analisadas as contribuições pelos especialistas na área, ajustada a versão preliminar com a incorporação ou não das contribuições e, finalmente, ocorrerá a aprovação final. Uma vez aprovado, o PCDT é incorporado ao SUS, com a oferta dos medicamentos que constam no protocolo do Ministério da Saúde, bem como definidas as responsabilidades de todos os gestores e trabalhadores da saúde quanto a aplicação do protocolo”, explica Landgraf. 

A gestora esclarece que, ao longo dos anos, não houve a apresentação de um protocolo clínico que segue as normativas do Conitec, mas com a união das áreas técnicas do Ministério da Saúde, sociedades médicas e o movimento de reintegração das pessoas acometidas pela hanseníase, o Conselho de Tecnologia de Saúde incorporou este importante a construção desta enquete.

Landgraf destaca a importância da participação dos profissionais da saúde de Mato Grosso na enquete, tendo em vista que o Estado lidera o ranking em número de novos casos de hanseníase no Brasil. Em 2018, foram registrados 4.713 casos, o que corresponde a uma taxa de detecção de 134,1/100.000 habitantes e, por esse motivo, é reconhecido como hiperendêmico.

“Quando bem articuladas estas competências profissionais, o resultado é mais segurança para as pessoas acometidas pela hanseníase, melhor adesão ao tratamento e melhor integração dos demais profissionais das equipes de saúde. Todos convergindo para os mesmos propósitos, o que fatalmente determinará ajustes na linha de cuidado da Hanseníase pelos setores envolvidos com a atenção à saúde. Todos ganham neste processo e por isso a importância da participação de todos”, avalia a coordenadora.

Sobre PCDT e enquetes

Os Protocolos e Diretrizes do Ministério da Saúde são documentos que visam à garantia das melhores práticas para o diagnóstico, tratamento e monitoramento dos pacientes no âmbito do SUS. Os PCDT incluem recomendações de condutas clínicas, medicamentos, produtos e procedimentos nas diferentes fases evolutivas da doença ou do agravo à saúde.

As Enquetes dão mais publicidade e transparência ao trabalho de elaboração de PCDT, desenvolvido pela Conitec. Elas são disponibilizadas como consulta prévia, ainda na primeira etapa de construção do PCDT, para que possa ser discutida uma proposta inicial, de forma a identificar aspectos que podem não ter sido considerados anteriormente.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana