conecte-se conosco


Turismo

Destino dos famosos: conheça todo o esplendor de Aruba

Publicado


source
Aruba
Reprodução/Lívia Andrade

A apresentadora Lívia Andrade está passando alguns dias em Aruba, no Caribe

No caribe holandês, próxima da costa da Venezuela, Aruba é uma pequena ilha repleta de belezas naturais, com flamingos,  praias com areia fina e mar cristalino. Estas belezas chamaram a atenção de famosos, como a comediante Dani Calabresa e a apresentadora Lívia Andrade, que visitaram a ilha recentemente.

O iG Turismo reuniu algumas dicas sobre Aruba, dos preços às exigências de documentação para visitar o país. Confira a seguir. 

Como chegar em Aruba?

Você viu?

Para chegar em Aruba saindo do Brasil, é necessário pegar um voo com conexão no Panamá ou países próximos. Saindo de São Paulo, a média de preço dos voos para Aruba é de R$ 3.421. As melhores épocas são de março a agosto, pois é verão no local e se evita as épocas de chuva. 

Para os turistas brasileiros que querem visitar o país é exigida a apresentação de teste negativo de covid-19 e ficar de quarentena por um dia. 

Como se hospedar em Aruba?

Como a maioria das hospedagens são hotéis repletos de benefícios e conforto, a média diária é de R$ 1.635,50. A maioria tem acesso a praias e com infraestrutura completa para os viajantes. 

O que fazer em Aruba?

Aruba é um pequeno país, mas tem muita diversão. Além das praias, é possével fazer cruzeiros de um dia com almoço ou jantar, passeios de off-road e muito mais. As praias e locais naturais mais conhecidos são: Palm Beach, Renaissance Island, De Palm Island e Natural Pool.

Fonte: IG Turismo

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Turismo

Hospedagem Pet Friendly: escolha um bom hotel para ficar com seu pet

Publicado


source
Hotéis e empresas de turismos estão cada vez mais emprenhadas em oferecer serviços para os bichinhos de estimação
Reprodução/Instagram

Hotéis e empresas de turismos estão cada vez mais emprenhadas em oferecer serviços para os bichinhos de estimação

Viajar  é uma das paixões dos brasileiros, mas uma grande preocupação na hora de por o pé na estrada é o que fazer com os pets que ficarão em casa. Existem alternativas como hotéis para animais, mas — para algumas pessoas — a presença do animalzinho é fundamental para aproveitar melhor os momentos. Uma prova disso é que, de acordo com uma pesquisa realizada pela Decode, uma empresa de levantamento de dados, após a quarentena o aumento por hospedagens pet friendly aumentou cerca de 238% na internet.

Não apenas os tutores têm interesse em partilhar seus momentos com os bichinhos, mas o mercado também está de olho nisso. Uma pesquisa feita pela Comac (Comissão de Animais de Companhia) prevê a movimentação de US$ 350 bilhões até 2027, um aumento de 50% no faturamento de 2020.

Armandinho e Nina são as grandes estrelas e mostram que um cãozinho pode e deve ser muito bem tratado nas viagens em família
Reprodução/Instagram

Armandinho e Nina são as grandes estrelas e mostram que um cãozinho pode e deve ser muito bem tratado nas viagens em família

Para a Patrícia, do “Eu, Você e os Pets”, que está desde 2016 viajando com seus dois cãezinhos da raça Yorkshire, o Armandinho e a Nina, o turismo pet friendly vem de fato crescendo ao longo dos anos. Para ela, há mais interesse em hotéis e empresas de turismo com relação aos cães, pois já não são apenas “cachorro de quintal” e sim membros da família.

“Para visualizar um cenário do quanto vêm melhorando, nós fomos para Socorro [São Paulo] recentemente e a pousada onde nós ficamos hospedados inaugurou uma piscina para os pets. Ela é só para os cães, ali eles podem ficar soltos e se divertirem”, conta. “Eles levam o café da manhã para o quarto, montam na varanda um espaço para que você possa tomar café na companhia do seu pet. A cidade de Socorro está se tornando um destino bastante amigável para eles. A gente já tinha ido há três anos e, voltando agora, notamos uma grande diferença”, explica.

Em parceria com as hospedagens, há empresas que oferecem atividades para se fazer com o pet, como passeios em trilhas, cachoeiras, rafting, o que não faltam são opções para se aventurar com o seu bichinho. Parques, shoppings e pontos turísticos também se adaptaram a essas necessidades.

Outra cidade que recebeu destaque foi Campos do Jordão, que também vem evoluindo bastante nessa questão. “Ficamos em um hotel maravilhoso, com piscina para pet e piscina de bolinhas. Eles já ganharam até prêmios de melhor trilha com cachorro. A parte do café da manhã e das refeições no geral, também é tudo adaptado para os cãezinhos, você nota um carinho”.

Hotéis oferecem todo um lazer para os peludos
Reproduão/Instagram

Hotéis oferecem todo um lazer para os peludos

Cuidado para não se enganar

O crescimento do mercado pet também obriga empresas aéreas, hotéis e turismo a se adaptarem, contudo nem sempre o conforto e bem estar dos tutores e dos animais é a pauta principal. Por este motivo é importante estar atento para não ser enganado com falsas promessas.

“Não é só a parte de hotelaria, mas o comércio em geral quer se tornar pet friendly, mas, para atender a esse público, ele precisa primeiro entender o que é o conceito. Qual é o perfil da pessoa que faz questão de levar o seu bichinho para uma viagem? O que que ela espera por isso?”, questiona Patrícia que criou a página no Instagram e o site para dar dicas e uma lista com avaliações de hotéis, para que as pessoas não caiam em armadilhas.

O site foi criado para incentivar novas descobertas, incentivar esse turismo, conectar pessoas que gostam de ter a companhia dos pets nas viagens, em tudo. No início, em 2016, Patrícia lembra que era muito difícil encontrar hotéis que aceitavam animais de estimação.

“Quando aceitavam, era apenas um. Hoje isso já melhorou muito. É normal aceitarem dois animais por hóspede e oferecem muitas opções”. Ela ainda alerta que, ver o potencial do mercado, também gerou o que chama de “pet friendly fake”. Há uma  lista  avaliando o ” nível petfriendly ” de cada local por onde passam em suas viagens. 

“É aquele hotel que diz que é, porém possue uma série de regras e exigências que, se a pessoa não estiver preparada e não pergunta sobre esse regulamento, não se aprofundar nos detalhes, ela cai na cilada!”, conta a influencer.

A influencer explica também que muitos hotéis cobram taxas absurdas e não oferecem nada em troca. Já outro, por sua vez, cobram taxas razoáveis, mas tem um mimo e uma recepção mais calorosa para os nossos amigos de quatro patas.

“Eles colocam a opção de mesas, para o café da manhã, em que você pode estar na companhia do pet. Eles podem cobrar um pouco a mais, mas vale super a pena!”, completa ela lembrando que o preço do serviço deve corresponder ao que oferecem.

Há hotéis que não cobram taxas adicionais pela presença do animal, mas é importante consultar antes.

Os animais tem locais reservados para suas refeições, dando tranquilidade aos tutores
Reprodução/Instagram

Os animais tem locais reservados para suas refeições, dando tranquilidade aos tutores

O que precisa melhorar?

Mesmo com uma aceitação maior de pets em hotéis e empresas, ainda há o problema de portes, a maioria das empresas aceitam apenas raças de pequeno a médio porte, deixando os tutores de cães maiores com menos opções.

“Para quem acompanha de perto, desde 2016, já evoluiu bastante. As companhias aéreas estão mais preocupadas com isso também, tentando melhorar esse serviço no geral. Nas rodovias, hoje você para em uma dessas grandes redes, quase todas já têm o espaço pet para quem está viajando com o seu cachorro poder parar. Ter onde ficar, de fato, não ter que comer no carro, ou em pé”, pontua.

Ela também destaca o caso de hotéis que se mostram amigáveis no site, mas ao chegar no local, se depara com todo um regulamento: o cachorro só pode andar no colo, não pode ficar sozinho no quarto e não é oferecido uma condição para você fazer as refeições na companhia do pet e não pode deixar o animal no quarto, só em um canil, que é oferecido.

“A pessoa que faz questão de levar o bichinho, quer estar com ele o tempo todo, aproveitar a experiência e não deixar em um canil. Você quer que ele se divirta. Tem que ser prazeroso para eles também, como parte da família. Aí você chega no hotel que não te dá condições e ainda cobram uma taxa absurda. Você precisa levar tudo, o potinho da comida, a caminha, então é complicado e você só esquenta a cabeça.”

Fonte: IG Turismo

Continue lendo

Turismo

7 casas mal-assombradas no Brasil para você conhecer (se tiver coragem)

Publicado


source
Veja quais são algumas das casas mal-assombradas no Brasil
Casas mal-assombradas no brasil

Veja quais são algumas das casas mal-assombradas no Brasil


Se você gosta de destinos com histórias arrepiantes ou  pontos turísticos com histórico de atividades paranormais, com certeza vai adorar saber que existem  casas mal-assombradas no Brasil. Alguns desses lugares tiveram acontecimentos tão bizarros que ajudaram a reforçar lendas urbanas locais, o que torna os destinos ainda mais aterrorizantes.

Aparições enevoadas, risos distantes, objetos que flutuam e portas se mexendo são alguns dos eventos sobrenaturais que são relacionados a esses lugares. Consegue encarar? Veja onde estão algumas das  casas mal-assombradas no Brasil e suas histórias.


Castelinho do Flamengo Onde fica: Praia do Flamengo, s/n – Flamengo, Rio de Janeiro (RJ)

O Castelinho do Flamengo, onde hoje funciona um centro cultural , abriga em seu interior uma história de muito sofrimento. No fim do século 19, período em que foi construído, residia lá uma menina órfã que era cuidada pelo advogado da família, que a torturava e a mantinha trancada na torre. Cansada dessa vida, a garota se suicidou. Diz a lenda que, até hoje, é possível ouvir risadas infantis e barulhos estranhos, além das aparições de vultos. O Castelinho fica no quarteirão de trás da praia do Flamengo, no Rio de Janeiro, próximo do Posto 2, e perto da estação de metrô Flamengo, que pertence às linhas 1 e 2.

A Emparedada da Rua Nova Onde fica: Rua Nova, nº200 – Santo Antônio, Recife (PE)

O local protagoniza uma das lendas urbanas mais assustadoras da cidade de Recife . No casarão de nº 200 da Rua Nova, uma mulher foi emparedada viva a mando de seu próprio pai, um comerciante rico. Ela foi cimentada dentro de um banheiro da casa após engravidar do amante de sua própria mãe. Depois do crime, o comerciante fugiu para  Portugal e, ao regressar, chegou a morar no sobrado. Muitas pessoas dizem ouvir gemidos abafados, passos e sentir sensações estranhas ao passar na fachada do local. Também há quem tenha visto o espírito da mulher. A casa está localizada na Ilha de Santo Antônio, considerada o coração de Recife e cercada pelo Rio Capibaribe.


Fazenda de Carandaí Onde fica: Rodovia BR 040, em Minas Gerais

Durante o período escravocrata, residia na Fazenda de Carandaí, interior de Minas Gerais, um homem sádico que gostava de maltratar seus escravos. Diz a lenda que, um dia, ele levou ao açoite uma mulher que, antes de morrer, lhe rogou uma praga, afirmando que sua fazenda sucumbiria. Existem relatos de que o espírito dessa feiticeira ficou preso na casa e se manifesta por meio de ruídos. Também é possível ouvir gritos, pedidos de ajuda, chicotes estalando e cana sendo produzida devido às almas que foram maltratadas no local. Há ainda quem diga que a real origem dos eventos sobrenaturais são dos escravos que foram enterrados na região após serem torturados. A casa misteriosa pode ser acessada pela BR 040 e está a 137 km de Belo Horizonte .

Você viu?

Teatro Amazonas Onde fica: Largo de São Sebastião, s/n – Centro, Manaus (AM)

Pessoas flutuando, vultos, tábuas rangendo e correntes de ar muito frias. Essas foram alguns eventos paranormais presenciados por funcionários do teatro. Além disso, vigias e cuidadores já afirmaram ter escutado risadas e vozes de pessoas vindo de camarins e camarotes. Eventos poltergeist, como objetos sumindo e aparecendo em outros lugares, também foram sinalizados. Moradores também afirmam que existem locais secretos no museu que eram frequentados pela elite da cidade, o que aumenta ainda mais o mistério. Se quiser conhecer, o Teatro Amazonas fica no centro de  Manaus e a melhor maneira de chegar é por meio das linhas de ônibus.


Mercado Modelo Onde fica: Praça Visconde de Cayru, s/n – Comércio, Salvador (BA)

Tudo parece bem durante a correria do dia a dia de um dos mercadões mais populares do Brasil, mas quando os fregueses vão embora, os trabalhadores e comerciantes do local afirmam escutar pedidos de socorro vindos do subsolo do mercado. Reza a lenda que, antigamente, mantinha pessoas escravizadas que eram trancadas, torturadas e mortas. Além de suas vozes, algumas pessoas também disseram ter escutado chicotes estalando e correntes balançando.

Famoso, o Mercado Modelo se encontra na região central da Cidade Baixa e é possível chegar a pé de pontos turísticos como o Elevador Lacerda,  Baía de Todos os Santos e a igreja Nossa Senhora da Conceição da Praia.

A Casa das Sete Mortes Onde fica: Rua do Passo, 24 – Pelourinho, Salvador (BA)

O belo casarão da época colonial parece inofensivo, mas em seu interior carrega uma energia arrepiante devido à sua história (e os eventos sobrenaturais que lá acontecem). Foi lá que, em 1755, o Padre Manuel Pereira e três de seus criados foram mortos a facadas. Anos depois, uma família inteira teria sido envenenada por uma mulher escravizada. Até hoje, moradores afirmam que é possível escutar sussurros e pessoas passeando pelo local. Janelas e portas que batem e fecham e aparições também foram eventos relatados.

A casa fica próxima da região do Pelourinho e a algumas quadras da Avenida França, que dá acesso a diversos serviços turísticos, e de pontos como o Forte São Marcelo e a igreja do Santíssimo Sacramento do Passo.

Fazenda Capão Bonito Onde fica: Estrada de Sidrolândia (MS)

Na metade da década de 1930, uma mulher se suicidou na Fazenda Capão Bonito, em Mato Grosso do Sul . Desde então, fazendeiros próximos ao local afirmam que eventos estranhos acontecem, desde objetos flutuando até panelas caindo no chão, isso sem contar as portas se mexendo sozinhas sem nenhum sinal de ventania. Moradores também afirmaram ouvir barulhos de choros e gemidos e alegam que a casa é mal-assombrada até hoje pelo atordoado espírito da mulher. A propriedade privada fica em um desvio na Estrada MS 455, que leva em direção a Campo Grande.

Fonte: IG Turismo

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana