conecte-se conosco


Política MT

Deputados de Mato Grosso vão compor a nova diretoria executiva da Unale

Publicado


Deputados João Batista do Sindspen e Wilson Santos durante a 24ª Conferência da Unale.

Foto: Marcos Lopes

Deputado João Batista ao lado da atual presidente da Unale, Ivana Bastos, e do presidente eleito, Lídio Lopes.

Foto: Marcos Lopes

Dois parlamentares da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) integram a chapa eleita para a diretoria executiva da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale) no biênio 2022-2024. João Batista do Sindspen (PROS) assumirá o cargo de vice-presidente da região Centro-Oeste e Wilson Santos (PSDB) será secretário de Mato Grosso. A eleição ocorreu nesta quinta-feira (25), dentro da programação da 24ª Conferência Nacional da Unale, realizada em Campo Grande (MS).

Para João Batista, compor a próxima diretoria é uma oportunidade para dar sequência aos trabalhos que ele tem acompanhado enquanto secretário da gestão atual, presidida pela deputada Ivana Bastos (PSD-BA). “Agora vamos responder não somente por Mato Grosso, mas por todos os estados do Centro-Oeste. Fazer a integração com os outros estados é um dos nossos desafios e, junto com eles, auxiliar nossa região a ser mais efetiva nas atividades da Unale”, disse o parlamentar.

A eleição da nova diretoria teve apenas uma chapa inscrita, encabeçada pelo deputado Lídio Lopes (Patriota-MS). Ele integra a diretoria atual na função que será assumida por João Batista a partir do próximo ano. O deputado Wilson Santos, que também participou da conferência, destacou o trabalho desenvolvido pela Unale, que permite a troca de informações entre os parlamentares das diferentes unidades da Federação.

“Os deputados estão na base, conhecem a realidade e as demandas das mais modestas comunidades, eles falam com propriedade. É a primeira vez que sou convocado para essa função e, junto com o colega João Batista, espero corresponder às expectativas. Temos sugestões, temos ideias, entre elas fortalecer o Parlamento Amazônico e o Parlamento do Mercosul”, afirma o deputado.

A Unale foi fundada em 1996 e é uma sociedade civil de direito privado, sem fins lucrativos, que congrega os deputados estaduais da República Federativa Brasileira. A entidade tem a missão de defender os interesses estaduais coletivos, divulgar as ações legislativas, buscar parcerias para seu aperfeiçoamento e qualificação junto a órgãos e entidades representativas nacionais e internacionais, além de difundir a importância do legislativo estadual no sistema democrático e promover o debate permanente de grandes temas de interesse do país.

A 24ª Conferência Nacional da Unale se encerra nesta sexta-feira (26), com a entrega do prêmio Assembleia Cidadã, que tem como objetivo incentivar ações voltadas à humanização do serviço público e dos parlamentos estaduais.

Fonte: ALMT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política MT

Mesmo com decisão do STF, governador garante que irá pagar a RGA aos servidores em 2022

Publicado

Supremo decidiu que Estado não é obrigado a pagar o benefício

O governador Mauro Mendes (DEM), afirmou em conversa com a imprensa no final da tarde desta terça-feira (7), que apesar de o Supremo Tribunal Federal ter julgado inconstitucional uma lei que obrigava o Estado a pagar a RGA aos servidores público, garantiu o pagamento da reposição em 2022. Mendes criticou duramente a intenção da Assembleia Legislativa, conforme ventilado em plenário, de votar uma lei congelando o IPVA no Estado em 2022.

“Tem uma lei orçamentária na Assembleia Legislativa que já prevê o pagamento de uma reposição a partir do ano que vem para os servidores. Essa ação no Supremo nunca existiu do meu lado, parece que é de 2016 e eu tomei conhecimento dessa decisão agora, recentemente. Não sabia dessa inconstitucionalidade. Se julgou, ela torna inconstitucional, mas na medida em que o Estado tenha condições de fazer reposições, como acontece em diversos estados, essas reposições são feitas de acordo com a realidade de cada estado”, argumentou.

Mendes fez um apelo aos servidores estaduais para que o Estado seja mais eficiente. “Vamos todos trabalhar para tornar o Estado mais eficiente. Se o Estado for eficiente, nós nunca iremos contrariar os indicadores e os índices estabelecidos pela LRF, porque daí poderemos ter as reposições tranquilamente. O que não dá é para acontecer como ocorreu até o final de 2018, onde o Estado queria pagar RGA, pagar RGA e depois nem salário pagava mais”.

Conforme Mendes, é preciso ter responsabilidade. “Nós temos que ter responsabilidade e fica aí um desafio que já está sendo assumido por grande parte dos servidores e que eu gostaria que a grande maioria viesse conosco para tornar o Estado mais eficiente, fazer mais com menos e daí, custando menos, não vai ter problema nenhum de fazer as reposições”.

Sobre o congelamento do IPVA no próximo ano, o governador foi direto: “lamentavelmente os deputados sabem que nenhuma matéria que cria despesa, que mexe com impostos, que mexe no ordenamento jurídico do serviço público pode nascer no Legislativo. O que eles estão fazendo, não passou, não foi dialogado comigo e é algo que eu lamento. Eles não poderiam fazer. Se faz algo que não pode fazer, temos que buscar a tutela judicial. Precisa ter responsabilidade. Não pode cada um tomar uma medida olhando para o seu umbigo”, completou.

 

 

Continue lendo

Política MT

Comissão da Indústria vai se reunir com FIEMT, CDL e Fecomércio para fortalecer vendas de final do ano

Publicado


Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

A Comissão de Indústria, Comércio e Turismo da Assembleia Legislativa debateu sobre a percepção do comércio para vendas de Natal, durante a reunião de hoje (7). Na ocasião, o presidente da Comissão, deputado Allan Kardec (PDT), afirmou que na próxima semana os membros do grupo farão uma visita às diretorias da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso (Fecomércio-MT) e da Federação das Indústrias do estado de Mato Grosso (FIEMT) para cobrar o calendário de eventos do estado. Essa é uma das principais propostas da comissão para fomentar as vendas. 

Durante a reunião, os participantes dos segmentos do comércio de Mato Grosso pediram apoio da comissão com o objetivo de buscar alternativas para fomentar as vendas neste final de ano.

“Vamos fazer uma união de esforços ainda na próxima semana e uma visita institucional na Fecomércio, CDL e FIEMT, convidando o setor hoteleiro e de eventos para juntos, definirmos o calendário de eventos de 2022 em Mato Grosso”, prevê Kardec.

Para o presidente do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Mato Grosso (SHRBS), Luis Carlos Nigro, o apoio da Assembleia Legislativa e do governo do estado é fundamental para fortalecer as vendas neste final de ano e, consequentemente, melhorar mais para 2022.

“Tivemos um período muito complicado no ano passado e nesta temporada também passamos por momentos difíceis devido à pandemia. Precisamos organizar uma retomada para o setor para que a gente possa desenvolver o comércio dentro do Estado de Mato Grosso. Também o apoio do governo será importante para a melhora do comércio”, revelou ele. 

De acordo com o deputado Gilberto Cattani (PSL) é comum que os comerciantes estejam mais focados em aumentar suas vendas. Para o parlamentar, a percepção do comerciante mato-grossense é aumentar as vendas neste Natal.

“Na minha opinião foi o setor que mais sofreu com a pandemia, e com certas políticas incoerentes tomadas durante esse período, vários negócios não conseguiram se manter no comércio. Entendo que essa iniciativa será fundamental para a recuperação do setor no estado”, concluiu Cattani.

Fonte: ALMT

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana