conecte-se conosco


Política MT

Deputado João Batista é homenageado durante evento em Brasília

Publicado


Foto: LUCIENE LINS

O deputado estadual João Batista do Sindspen (Pros), que é policial penal de carreira, representou a Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), no VIII Congresso Extraordinário (CONASPEN), promovido pela Federação Nacional Sindical da Polícia Penal (FENASPPEN). Entre as pautas principais, a reformulação do Estatuto Social da Federação, eleições da entidade para o quinquênio 2020-2025, a Lei Geral da Polícia Penal e o andamento da regulamentação nos estados.

Na oportunidade, em alusão ao aniversário de promulgação da PEC 104/2019, que cria a Polícia Penal nos estados e no Distrito Federal, o parlamentar foi homenageado por ser um dos principais precursores na aprovação da referida PEC.

“Com a PEC 104/2019 promulgada, conquistamos uma vitória de longos anos de luta sindical. Em Mato Grosso, estamos trabalhando para a aprovação da PEC 05/2020, que regulamenta a Polícia Penal em nosso Estado. A Proposta de Emenda Constitucional já foi votada em primeira e aguarda apenas um parecer da Comissão de Constituição e Justiça e Redação (CCJR), para ser apreciada em segunda votação, na próxima quarta-feira (09). Parabenizo a todos os nossos servidores que militaram por longos anos em prol de toda a categoria”, disse João Batista.

De acordo com o parlamentar, o evento servirá como uma “troca de experiências” entre dirigentes da categoria de todo o país. “Juntos iremos discutir os rumos da entidade para os próximos anos, além de discutir questões imprescindíveis da Segurança Pública no Brasil, bagagem que irei levar comigo para o Parlamento”, comentou.

Sobre a aprovação da PEC05/2020, de autoria do parlamentar, os policiais penais de MT, realizaram nesta última quarta-feira (02), uma mobilização no Centro Político Administrativo, em Cuiabá, cobrando celeridade no tramite da proposta. Na ocasião, João Batista foi o principal interlocutor entre a categoria e o Poder Executivo.

“Como sindicalista, não poderia deixar de intervir junto aos meus irmãos de farda. Abri um canal de comunicação entre o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho,  e a presidente do Sindspen (Jacira Maria), para que as negociações em prol da valorização dos servidores e a aprovação da PEC, tomem novos rumos nos próximos dias”, concluiu.

Fonte: ALMT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política MT

Secretário defende saída de Emanuel do MDB caso ele não apoie a reeleição do governador

Publicado

Silvano Amaral cobrou postura do prefeito de Cuiabá sobre seguir orientação do partido com relação ao governador

O secretário de Agricultura Familiar e membro do Diretório Estadual do MDB, Silvano Amaral, defendeu a saída do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, da legenda, caso ele continue com embate político com o governador Mauro Mendes (DEM). Ele justificou sua postura porque a legenda irá continuar no arco de aliança do Governo e consequentemente, apoiará sua provável candidatura à reeleição.

“Está claro que o partido vai continuar marchando com governador. Ele não fala em reeleição, mas caso venha  a disputar,  vamos apoiar esse projeto, e se prefeito entende que não vai estar com o governador que procure outro espaço, mas se ele continuar terá que saber que estaremos junto pela reeleição do Mauro”, disse na tarde de quinta-feira (21) durante a entrega de um pacote de equipamentos, bens e itens para uso na agricultura familiar no pátio da Arena Pantanal, em Cuiabá.

Além das brigas públicas pela imprensa com Mauro Mendes, Emanuel vem tendo vários embates dentro do MDB desde as eleições de 2018, quando apoiou o senador Wellington Fagundes (PL) na disputa pelo Governo do Estado. Já este ano, ele reclamou que a legenda não o apoiou em sua reeleição na Capital. Por fim, a disputa pelo diretório municipal estremeceu ainda mais a relação, após o presidente Francisco Faiad, aliado de Pinheiro, ter sido destituído, e a deputada estadual Janaina Riva assumir o comando do MDB em Cuiabá.

 

 

Continue lendo

Política MT

EXCLUSIVO! Na surdina, Leitão prepara saída do PSDB com direito a “revoada” de 11 prefeitos, 9 vices e 100 vereadores

Publicado

Incentivado pelo senador e padrinho, Jayme Campos, ex-deputado federal, Nilson Leitão, deve deixar o PSDB após mais de duas décadas de militância

Um velho e conhecido bicudo, com mais de 20 anos de filiação, deve bater as asas e deixar o ninho tucano. Trata-se do ex-deputado federal e ex-prefeito de Sinop, Nilson Leitão, que teve a chance de concorrer duas vezes como candidato a senador do partido, inclusive defenestrando o ex-governador, Pedro Taques.

E não para por aí. Segundo fonte do portal ODOCUMENTO, Leitão, além de trair suas origens, pretende ainda aniquilar o PSDB, em Mato Grosso. Ele quer arrastar para a sua futura legenda, neste caso o DEM, cerca de 11 prefeitos, 9 vices e mais de 100 vereadores.

Apesar da opção pelo Democratas, Nilson deve aterrissar na nova sigla como fiel escudeiro do senador, Jayme Campos, mantendo-se bem longe da vigilância do atual governador, Mauro Mendes (DEM).

“O Leitão além de trair o PSDB, que sempre lhe foi leal, quer chegar ao DEM como articulador de uma possível candidatura majoritária da ex-prefeita de Várzea Grande, Lucimar Campos. O jogo já está armado: o Nilson vai defender com todas as unhas e dentes uma candidatura de Lucimar ao governo, em detrimento à reeleição do atual chefe do Executivo”, antecipou a fonte.

Preocupado com a informação bombástica que pode balançar o ninho tucano, o presidente estadual do PSDB, deputado estadual, Carlos Avalone, segundo a mesma fonte, passou o dia de hoje (21), tentando contato com o ex-deputado federal, sem sucesso.

“Ao saber do possível triste episódio, o Leitão simplesmente não atendeu mais o Avalone. Ele sumiu do mapa. Mas sabemos tudo a respeito dos contatos feitos com os prefeitos, vices e vereadores do partido”, asseverou.

De acordo com a mesma fonte, após duas derrotas ao senado, a última em eleição suplementar, Nilson deve concorrer ao cargo de deputado federal pelo DEM, em 2022. “O senador Jayme Campos é o ídolo do Nilson. Ele dorme e acorda todos os dias, pensando em Jayme. É algo que beira o fanatismo”, finalizou a fonte.

 

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana