conecte-se conosco


Política MT

Deputado João Batista crítica condições do Cermac e apresenta requerimento ao Governo

Publicado

Foto: Marcos Lopes

O deputado estadual João Batista (Pros), por meio do Requerimento nº 324/2019, solicitou ao governador Mauro Mendes (DEM), e ao secretário de Estado de Saúde, Gilberto Gomes de Figueiredo (PSB), informações sobre o Centro Estadual de Referência de Média e Alta Complexidade (Cermac). Em sua proposição, o parlamentar afirma que o local se encontra em péssimas condições de uso, solicitando que o Poder Executivo forneça dados referentes aos atendimentos, quantidade de profissionais por especialidade e se há previsão de execução de obras de reforma do complexo.

João Batista lembrou ainda que o local foi alvo de uma inspeção do Ministério Público Estadual (MPE), cujo relatório das irregularidades é de pleno conhecimento do Poder Público Estadual.

“Precariedade da estrutura física, escassez e a falta de material de consumo, reposição de recursos humanos, como médicos de uma área especializada, são problemas recorrentes e se arrastam há anos naquele local”, disse o deputado.

De acordo com Batista, medidas paliativas aplicadas no Cermac, só agravam a situação, acarretando acúmulo de demandas futuras, onerando ainda mais os cofres públicos do Estado. “É preciso olhar para Saúde com mais seriedade, não devemos protelar ações que visam melhorar a qualidade de vida do cidadão mato-grossense”, disse.

Leia Também:  Receio de "efeito cascata", leva deputados a ver situação da saúde no sul de MT, nesta 2ª

“Não se pode esquecer que o direito à saúde é uma garantia constitucional prevista na Carta Magna em seu artigo 196, sendo dever de todo gestor assegurar o seu cumprimento sob pena de responsabilidade”, disse João Batista em sua justificativa.

O Centro Estadual de Referência de Média e Alta Complexidade de Mato Grosso (CERMAC) tem a missão de prestar serviços ambulatoriais de atenção especializada à população mato-grossense que depende do Sistema Único de Saúde (SUS).

Fonte: ALMT
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política MT

Primeiro-secretário da AL recebe aval do diretório nacional do PSB para disputar o Senado

Publicado

Max Russi com o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira

O deputado estadual e primeiro secretário da Assembleia Legislativa, Max Russi (PSB), recebeu na tarde desta segunda-feira (27), aval do Diretório Nacional do PSB para disputar a eleição suplementar do Senado em 26 de abril. O ‘sinal verde’ foi dado pelo presidente nacional da sigla, Carlos Siqueira, durante reunião em que defendeu o nome de Russi para a disputa.

Siqueira ainda exigiu que as suplências de Maxi sejam oferecidas aos partidos aliados ao PSB em nível nacional, como o PDT, PV, Rede e Solidariedade. “Acabo de me reunir com o presidente do Carlos Siqueira. Temos boas notícias! Agora é oficial o aval da nacional para a minha pré-candidatura ao Senado Federal”, afirmou Maxi Russi em publicação nas suas redes sociais.

Russi aguardava uma definição da Assembleia que buscava viabilizar o nome de um deputado para disputar a vaga de Selma Arruda, casada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em 10 de dezembro do ano passado por abuso de poder econômico e uso de caixa 2, porém, o projeto não prosperou

Leia Também:  Proposta do Detran é retirada da pauta para alterações

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) agendou a eleição para o dia 26 de abril, mas os partidos e coligações devem registrar as candidaturas até o dia 17 de março.

Continue lendo

Política MT

Por redução de gastos, servidores propõem unificação de eleições ao Senado com as municipais de outubro em MT

Publicado


Servidores lembram crise nas finanças estaduais para justificar a mudança

O Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal de Mato Grosso (Sintap/MT), que representa servidores do Indea e Intermat, enviou um oficio ao presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TER-MT), Gilberto Giraldelli, solicitando mudança na data de eleição suplementar ao Senado, marcada para ocorrer no próximo dia 26 de abril.

A sugestão do sindicato é unificar a eleição ao Senado com as municipais de outubro de 202. A proposta visa reduzir gastos com pleito, já que o poder público tem enfrentado dificuldades financeiras, entre elas, o não pagamento da Revisão Geral Anual (RGA) ao funcionalismo público.

“Em virtude da insuficiência financeira que o Estado de Mato Grosso se encontra, alegadas constantemente pelo Governo e com isso o não pagamento do RGA para os servidores públicos do Poder Executivo, sugerimos como proposta para minimizar os gastos da máquina pública, que a eleição suplementar para o Senado Federal ocorra na mesma data das eleições municipais, ou seja, em outubro de 2020”.

Leia Também:  MPE investiga suposto cartel de empresas em licitações de prefeituras em MT

Para a presidente do Sintap/MT, Rosimeire Ritter, com isso, “além da medida diminuir o impacto financeiro do Estado, reduzindo gastos, também facilitará para os eleitores, tendo em vista que poderão cumprir com suas obrigações eleitorais numa única data”, afirma.

A diretoria do sindicato ainda propõe de que forma o recurso que pode ser economizado com a possível eleição em abril pode ser utilizado. “Sugerimos que o  valor destinado para esta finalidade seja revertido para investimento na saúde, educação e segurança pública”, diz o documento.

RESPOSTA – O documento foi protocolado no TRE/MT na manhã desta segunda-feira (27). A diretoria do Sintap/MT aguarda resposta do presidente do órgão nos próximos dias.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana