conecte-se conosco


Política MT

Deputado homenageia Academia de Polícia Militar Costa Verde

Publicado

Mato Grosso ganhou 115 novos oficiais no posto de segundo-tenente, formados pelo CHOA

O deputado Elizeu Nascimento (DC) esteve nessa sexta-feira (12), na Academia de Polícia Costa Verde, prestando homenagem com a entrega de moções para os policiais militares do Curso de Habilitação de Oficiais de Administração (CHOA).

“Este é um momento ímpar para Polícia Militar do Estado de Mato Grosso, por meio da academia, que forma e coloca à disposição da sociedade mato-grossense 115 novos oficiais no posto de segundo-tenente, aptos a laborar em todos os rincões no estado, almejando o bem-estar coletivo e a manutenção da ordem pública no Estado Democrático de Direito”, destacou o parlamentar.

Ao se pronunciar, o tenente-coronel James Jacio Ferreira, atual comandante da academia, destacou que esses últimos anos que ali passou foram os melhores da sua carreira.

“Com a sensação de dever cumprido em sua formação e com o espírito elevado na busca incessante de servir e proteger a sociedade, estes oficiais deverão trilhar o caminho da resiliência, da dedicação e da perseverança em suas ações no sentido de enaltecer o brilho de suas estrelas e a importância da espada que envergam como símbolo máximo do oficialato”, enfatizou coronel James.

Leia Também:  Projeto é aprovado por unanimidade e MT deverá receber R$ 71 milhões

Durante o evento, o capitão Luiz Sergio de Assunção Belmonte destacou que em 27 anos de serviço prestado a PMMT, ele nunca recebeu uma homenagem da Assembleia Legislativa.  “Receber essa moção de aplausos é um momento único, porque já estou quase na reta final da minha carreira, estou muito feliz e só tenho que agradecer o deputado pelo reconhecimento”.

O deputado foi homenageado pelo comandante com uma lembrança.

“Estou muito feliz e grato pela homenagem, sei bem das dificuldades da polícia. Sei que todos os policiais precisam e merecem ser mais valorizados e terem melhores condições de trabalho, estamos ao lado de todos na luta pela valorização salarial e melhores condições de trabalho, para que possam prestar melhores serviços para a nossa sociedade”, acrescentou o parlamentar.

POR: LAIS MEDEIROS DO CANTO / Gabinete do deputado Elizeu Nascimento

Fonte: ALMT
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política MT

Mauro lembra denúncias e diz que Emanuel tem muito a explicar: “toda hora o MP abre uma investigação”

Publicado


Governador voltou a criticar o prefeito da Capital nesta sexta-feira [F-Marcos Vergueiro]

Fica cada vez mais difícil uma trégua ou acordo de paz entre o governador Mauro Mendes (DEM) e o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB). Na manhã desta sexta-feira (24), durante entrevista na rádio Vila Real, o governador democrata, embora tenha afirmado que não quer ficar entrando em debate com o prefeito, disse que o gestor cuiabano terá que explicar muita coisa para a sociedade cuiabana caso dispute a reeleição em outubro próximo.
“Não sei se ele será candidato, mas nessa época de eleição, as falsas verdades vêm à tona e ele terá que explicar os escândalos que estão pipocando na prefeitura, além dos antigos, da época da eleição de 2016”, afirmou o democrata.
O governador mato-grossense entende que no período eleitoral, Pinheiro terá, necessariamente, que discutir todos os escândalos que já estão públicos no meio da sociedade. “Será a oportunidade de fazer estes debates, das obras paralisadas no município, porque tem fornecedor com oito meses sem receber, quando eu entreguei a ele a prefeitura com todos fornecedores em dia. Ele vai ter oportunidade de fazer o debate dele”, opinou.
Segundo Mendes, o prefeito Emanuel Pinheiro, “não sei se ele vai ser candidato, terá a oportunidade com a eleição de explicar os escândalos que estão pipocando na prefeitura, corriqueiramente, pois toda hora o Ministério Público abre inquérito contra sua gestão”, disse.
Mendes não quis falar sobre a proposta de cessão do prédio da Escola Estadual Nilo Póvoas à Cuiabá, que foi feita pelo prefeito Emanuel Pinheiro. Disse ainda que o prefeito terá a oportunidade de explicar o porquê fechou a Santa Casa, que era responsabilidade da prefeitura. Na ocasião, a Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá ficou fechada durante 60 dias e só voltou a funcionar com a intervenção do Governo do Estado.
Outro fato lembrado pelo governador foi a denúncia em 2016, feita pelo então candidato a prefeito, deputado estadual Wilson Santos, que enfrentou Pinheiro nas urnas e levou a eleição para o 2º turno, envolvendo o pagamento de propina, o episódio denominado caso Caramuru.  Santos acusou Emanuel e alguns de seus familiares de receberem propina da Caramuru Alimentos, em troca da concessão de incentivos fiscais a unidades da empresa em Mato Grosso. “O Ministério Público tem que dar respostas à sociedade”, disse.

Leia Também:  Deputado defende que CPI resguarde o direito dos servidores

Continue lendo

Política MT

Selma rebate revista, nega ter definido apoio a Pivetta e diz que cassação de seu mandato ainda cabe recurso

Publicado

Em nota, senadora negou informação sobre acordo com vice-governador de MT para eleição suplementar ao Senado

A senadora Selma Arruda (Podemos) negou nesta sexta-feira (24) que já tenha definido pelo apoio ao vice-governador Otaviano Pivetta (PDT) na eleição suplementar que acontece no próximo dia 26 de abril para escolha do senador que irá ocupar a vaga dela, cassada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por abuso de poder econômico e uso de caixa dois.

A informação havia sido divulgada pela coluna Radar da Revista Veja online, na quinta-feira (23). A publicação informava que o apoio de Selma apoio passaria pelo compromisso de Pivetta se filiar ao Podemos logo após a eleição.

“Sobre a informação divulgada na coluna Radar da Revista Veja online, a respeito da opinião da senadora Juíza Selma sobre possíveis candidatos à eleição suplementar no Estado, a parlamentar esclarece que não tem candidato favorito e não apoia nenhum nome”, afirma Selma Arruda poor meio de nota.

Selma ressaltou que a cassação dela ainda cabe recurso. “É importante destacar que a decisão ainda cabe recurso extraordinário ao Superior Tribunal Federal e depende do rito da Casa Legislativa”.

Leia Também:  “Vamos terminar o ano muito melhor do que começamos”, afirma governador sobre melhora na situação do Estado

Confira abaixo a nota divulgada pela senadora Selma Arruda:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Sobre a informação divulgada ontem, 23/01/2020, na coluna Radar da Revista Veja online, a respeito da opinião da senadora Juíza Selma (Podemos -MT) sobre possíveis candidatos à eleição suplementar no estado, a parlamentar esclarece que não tem candidato favorito e não apoia nenhum nome.

É importante destacar que a decisão ainda cabe recurso extraordinário ao Superior Tribunal Federal e depende do rito da Casa Legislativa.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana