conecte-se conosco


Política Nacional

Deputado federal pede afastamento de Crivella em ofício ao MP

Publicado

Crivella arrow-options
Tânia Rêgo/Agência Brasil

Marcelo Calero (Cidadania) alegou uma “possível prática de ato de improbidade lesivo ao patrimônio público” para pedir o afastamento de Crivella.

O deputado federal da bancada do Rio, Marcelo Calero (Cidadania), entrou na tarde desta sexta-feira com uma representação junto ao Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) contra o prefeito Marcelo Crivella. O parlamentar enviou o pedido de instauração de inquérito civil público alegando “possível prática de ato de improbidade lesivo ao patrimônio público” — em razão do rompimento unilateral de contrato com a Concessionária Lamsa, responsável por gerir a Linha Amarela, e a depredação das cabines e dos demais equipamentos na passarela do pedágio. Calero considerou a ação uma “conduta violenta que viola a segurança jurídica”.

Leia também: Joice Hasselmann diz que Olavo de Carvalho “virou vassalo e perdeu a noção” 

“O prefeito agiu de forma irresponsável. A ilegalidade cometida por Crivella , destruindo o patrimônio público, atrapalha as investigações sobre possíveis irregularidades no contrato de concessão, além de afastar investidores do Rio, manchando a imagem da cidade. Estamos pedindo, também, ao Ministério Público que o prefeito pague do próprio bolso todas as multas e demais penalidades que Prefeitura do Rio possa receber por conta da depredação”, afirmou Calero.

Na representação pedindo instauração de inquérito civil público, o deputado pede que na apuração seja pedido “à Justiça o afastamento do prefeito Marcelo Bezerra Crivella de suas funções, com base na Lei nº 8.429/92;2″. O documento enviado também pede que o Ministério Público acione o judiciário para que todas as multas e demais penalidades pecuniárias imputadas à Prefeitura do Rio de Janeiro com base nos acontecimentos de destruição das cabines e estrutura do pedágio da Concessionária LAMSA sejam revertidas para a pessoa física do prefeito.

Em nota, a assessoria de imprensa do prefeito rebateu a medida do parlamentar e chamou de “tentativa de autopromoção”.

Leia também: “Virou um grande enganador profissional”, diz Ciro sobre Lula

“O deputado federal Marcelo Calero no desempenho de suas funções públicas, deveria solicitar ao MPE instauração de inquérito civil público para apurar as condutas criminosas que levaram à assinatura do 11o. Termo Aditivo da Linha Amarela”. disse a nota, que complementa “o aditivo, firmado pelo então prefeito Eduardo Paes — de quem o deputado foi secretário de Cultura — prorrogou a concessão para 40 anos e aprovou obras superfaturadas. Somados a outras irregularidades, os termos aditivos lesaram a população carioca em R$ 1,6 bilhão”, finaliza.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política Nacional

Frente Contra a Corrupção promove debate com candidatos à presidência da Câmara

Publicado


Pedro França/Agência Senado
Prédio do Congresso Nacional iluminado à noite
Novo presidente da Câmara será escolhido no dia 1º de fevereiro; até agora há 9 candidatos

A Frente Parlamentar Ética Contra a Corrupção convidou os candidatos à Presidência da Câmara dos Deputados para uma rodada de entrevistas nesta quarta e quinta-feiras, a partir das 9 horas. Segundo os integrantes da frente, essa é a oportunidade de os presidenciáveis apresentarem seus planos para o comando da Casa nos próximos dois anos e destacar seus posicionamento sobre pautas que consideram prioritárias.

A iniciativa da frente busca promover a transparência nas eleições internas da Casa e estimular o debate de pautas que farão o Brasil avançar.

A presidente do colegiado, deputada Adriana Ventura (Novo-SP), explica que a rodada de entrevistas dará à sociedade mais clareza quanto ao posicionamento de cada candidato sobre temas fundamentais como: combate à corrupção, reformas tributária e administrativa, entre outras pautas de interesse nacional.

“O intuito é dar ampla divulgação para que os candidatos possam expor suas propostas de forma clara e transparente, principalmente sobre as pautas de combate à corrupção, bem como promover o voto consciente de cada parlamentar”, explica Adriana. “Desafios não faltam para quem for eleito presidente da Casa. Por isso, a importância do encontro pela defesa incondicional da democracia”, afirma a deputada.

Convidados
Para promover o diálogo e a transparência de forma democrática, todos os candidatos à presidência da Câmara que se apresentaram até o momento foram convidados. São eles: Alexandre Frota (PSDB-SP); André Janones (Avante-MG); Arthur Lira (PP-AL); Baleia Rossi (MDB-SP); Capitão Augusto (PL-SP); Fábio Ramalho (MDB-MG); General Peternelli (PSL-SP); Luiza Erundina (Psol-SP) e Marcel Van Hattem (Novo-RS).

Na entrevista cada candidato responderá perguntas fixas e outras a serem sorteadas divididas em quatro temas: combate à corrupção, regimento interno da Câmara, trabalhos legislativos, reformas e relações políticas.

A carta convite para as entrevistas foi assinada por deputados de 20 partidos.

O debate deve ser transmitido pela internet.

A eleição
A eleição da Mesa Diretora da Câmara dos Deputados será realizada no dia 1º de fevereiro. Para ser eleito em primeiro turno, o deputado precisa ter a maioria absoluta dos votos (257). Caso isso não ocorra, os dois candidatos mais votados irão para o segundo turno.

O mandato é de dois anos.

Conheça as atribuições do presidente da Câmara dos Deputados

Da Redação – ND

Continue lendo

Política Nacional

Frente Brasil-China agradece empenho de presidente chinês na liberação de insumos para vacina

Publicado


Depositphotos
Frascos com a vacina Coronavac estão enfileirados em cima de uma bancada
Insumos para fabricação da vacina estavam dependendo de permissão da China para serem enviados ao Brasil

O presidente da Frente Parlamentar Brasil-China, deputado Fausto Pinato (PP-SP), emitiu uma nota, nesta terça-feira (26), agradecendo ao presidente chinês Xi Jinping por permitir a exportação de insumos para a produção de vacinas contra a Covid-19.

Pinato, que também é presidente da Frente Parlamentar dos BRICS (grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul ), elogiou a “sensibilidade [de Xi Jinping] ao entender as necessidades do nosso povo e permitir a exportação dos insumos essenciais para a fabricação de vacinas contra a Covid-19 pelos laboratórios brasileiros”.

Os agradecimentos se estenderam ao embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, pela interlocução junto aos dois países.

Ontem o presidente Jair Bolsonaro anunciou que o governo chinês vai liberar a exportação de 5,4 mil litros de insumos para a fabricação da vacina Coronavac no Brasil, que é produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a fabricante chinesa Sinovac. Também há expectativa, segundo o presidente Bolsonaro, de envio de insumos para a fabricação da vacina Oxford/Astrazeneca.

No último dia 19, Pinato já havia enviado uma carta ao presidente chinês pedindo sua intervenção para liberar a exportação dos insumos. Com o estoque brasileiro em baixa, havia o risco de interrupção do plano nacional de imunização.

Na carta, o deputado afirmou que o tempo é o maior inimigo na luta contra a Covid-19 e ressaltou que o Brasil “é um dos países mais afetados pelo vírus em todo o mundo, com 8,5 milhões de infectados e mais de 210 mil mortos”.

Da Redação – ND

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana