conecte-se conosco


Política MT

Deputado Claudinei conhece os trabalhos da 8ª CIBM de Pontes e Lacerda

Publicado


Deputado Delegado Claudinei visitou a sede da 8ª CIBM, em Pontes e Lacerda

Foto: SAMANTHA DOS ANJOS FARIAS

Em missão pela Comissão de Segurança Pública e Comunitária da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), em Pontes e Lacerda (MT), o deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) visitou a sede atual da 8ª Companhia Independente do Corpo de Bombeiros Militar (CIBM), que pertence ao Comando Regional de Cáceres (MT). Ele foi recepcionado pelo 2º tenente Cristhian Borges – representando o capitão Wallenstein Maia Santana – que apresentou toda a instituição e passou as principais informações sobre a execução dos trabalhos da corporação.

Cristhian expôs a importância do papel do Ministério Público do Estado de Mato Grosso (MPMT) com o Conselho Comunitário de Segurança (Conseg) do município para solucionar algumas necessidades da unidade. “Aqui o Conseg é bem atuante na cidade. A gente consegue mobilizar o Ministério Público para a destinação de recursos. O dinheiro vai para o Conseg, que tem uma associação, CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica) e conta bancária, o que acaba que ele faz tudo. A gente indica o material que precisamos. Sempre estamos juntos para não errarmos na compra e nas especificações dos materiais”, explica o militar.

EPIs – Recentemente, uma demanda urgente dos bombeiros militares era a aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e o MP interviu e realizou a aquisição dos materiais. “O pessoal do Exército chegou aqui, mas não tínhamos luvas e capacetes. Agora, com os materiais, conseguimos dar um apoio melhor, porque o pouco que tínhamos acabou sendo usado por toda a guarnição. O necessário, que era urgente, conseguimos agora”, explica o 2° tenente.

Outra ação benéfica do MP foi a compra de motor para a realização de desinfecção de unidades públicas da cidade e do interior, salienta Borges, que reconhece que as demandas emergenciais praticamente foram atendidas para a devida execução por parte dos bombeiros miliares. 

Efetivo – O quadro de pessoal da 8ª CIBM é de 30 militares efetivos, sendo que atendem no total 10 municípios mato-grossenses na região de fronteira. “O nosso maior problema aqui é o efetivo. Tem dias que tem três militares por dia na rua e a gente atende 10 municípios. Tem uma área nossa, a cidade de Rondolândia, é muito longe daqui. Geralmente, pedimos uma ordem de serviço de sete dias para fazer vistoria ou identificação ou evento de grande porte – devido ser muito longe. Este é o tempo para o pessoal ir lá e voltar”, explica Christian.

“Avalio que as forças de segurança de Pontes e Lacerda passa por dificuldades com a falta de efetivo, mas que buscam atuar com excelência mesmo com este empecilho no caminho. Claro que este tipo de demanda é uma das que venho levando ao governo estadual devido ao baixo efetivo nas instituições de segurança pública e, nesta unidade, não vai ser diferente. Vamos seguindo com a comissão até conseguir solucionar essa situação”, posiciona Claudinei.
    
Parceria – Devido o município não contar com Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), a 8ª CIBM tem o suporte, em alguns casos, da prefeitura de Pontes e Lacerda – esclarece Borges. “Todo o atendimento pré-hospitalar fica na competência do Corpo de Bombeiros. Às vezes, tem o apoio da prefeitura municipal, quando tem três ocorrências em andamento. Ela nos auxilia. Com a pandemia (Covid-19), buscamos isolar a nossa ambulância, que atende toda a cidade, em relação ao transporte de pessoas com suspeita. Com isso, pedimos para a prefeitura fazer o encaminhamento”, esclarece. 

Em relação às viaturas na unidade militar, o 2° tenente comenta que não há problemas neste quesito para a execução dos trabalhos. Ele conta que possuem duas ambulâncias, sendo que uma delas foi destinação do MP do Trabalho de Cuiabá. “O Ministério Público acaba ajudando aqui. O estado tem dificuldades na aquisição de viaturas e materiais e o MP tem apoiado e muito nas nossas ações dentro da cidade. Temos a sorte de ter dois caminhões, parte do tempo, usamos somente um. De viatura não temos o que reclamar, pois está tudo bem”, posiciona. 

Instituição – A 8ª CIBM atende os municípios de Pontes e Lacerda, Comodoro, Rondolândia, Vila Bela da Santíssima Trindade, Conquista d’Oeste, Nova Lacerda, Figueirópolis d’Oeste, Jauru, Vale de São Domingos e Campos de Júlio.

Fonte: ALMT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política MT

“Já pode até ser presidente dos Estados Unidos”, diz Nilson Leitão ao questionar os R$ 1 bilhão em emendas de Carlos Fávaro

Publicado

Nilson Leitão lembra que para ter uma emenda aprovada é preciso tempo, dedicação e energia dos parlamentares

Durante entrevista na TV Cidade Verde, o candidato ao Senado Nilson Leitão (PSDB) foi questionado sobre a propaganda política de Carlos Fávaro (PSD), na qual ele afirma que em apenas três meses conquistou mais de 1 bilhão de reais em emendas parlamentares para o Estado. Leitão disse que acha o discurso duvidoso. “Ele é um super, mega, power, né?”, ironizou.
De acordo com o tucano, os dados distorcidos fazem parte da mesma tática usada pela esquerda nos governos anteriores do PT para enaltecer a si mesmos. “É como aqueles números que o Lula falava, que a Dilma falava. Era uma mania de exagerar de gente de esquerda. Mas não é verdade, vamos usar aqui a palavra correta”, aponta.
Nilson Leitão lembra que para ter uma emenda aprovada é preciso tempo, dedicação e energia dos parlamentares. “Você apresenta uma emenda, vai para dentro do Congresso, briga por ela, ela é reformada, retoma daqui e dali”. Em oito anos de um trabalho engajado como deputado federal, ele conseguiu destinar aos municípios mato-grossenses mais de R$250 milhões, valor que é considerado alto e que reflete a sua ativa participação na Câmara.
Ainda que se mostre em dúvida sobre os resultados do atual senador-interino, Leitão espera que Fávaro, enquanto esteve no cargo, possa ter cumprido seu papel de ajudar sua população. “Eu não acredito que isso possa ser motivo de propaganda. Eu não vi o presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre, dizer que conseguiu R$ 1 bilhão para o Estado dele. Mas, tudo bem. Vamos aqui dizer que seja. Eu não acredito, não sei como é que consegue 1 bilhão de reais com apenas 3 meses. É um cara que pode ser presidente dos Estados Unidos”, ironizou.
Para Nilson, o mais importante é prestar conta para o povo, mostrando quantos projetos foram apresentados pelo senador e como eles resolveram os problemas de Mato Grosso. “Sobre essas megalomanias que alguns têm em campanha eleitoral, é preciso voltar para a realidade, colocar os pés no chão. As metas do Senado devem ser de cuidar das obras estruturantes do país. Dinheiro de emenda não pode servir como objetivo de senador”, ressalta.

 

Continue lendo

Política MT

Kalil quer ampliar projeto ‘Amigas Empreendedoras’ em Várzea Grande

Publicado


Criada na gestão Lucimar Campos, a ação já beneficiou milhares de mulheres várzea-grandenses que alcançaram a independência financeira, seja empreendendo no seu próprio negócio ou se arriscando no mercado de trabalho

O espaço ajustado da mulher na sociedade é reafirmado, constantemente, com o auxílio da mudança na perspectiva sobre às relações de gênero e trabalho. Pensando na valorização e no empoderamento feminino, o candidato a prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat (MDB), garante a ampliação do projeto ‘Amigas Empreendedoras’, implantado na gestão da prefeita Lucimar Campos (DEM).

“Muitas mulheres são o esteio da família e precisam produzir, gerar renda e cuidar dos filhos; tudo ao mesmo tempo. Na gestão de Lucimar Campos, vários projetos foram desenvolvidos no sentido de gerar oportunidades de melhoria nas condições de vidas da mulher várzea-grandense. O ‘Amigas Empreendedoras’ garante o sustento dessas famílias. Esse projeto não só será mantido, mas ampliado para que mais mulheres possam participar”, frisa Kalil.

O projeto “Amigas Empreendedoras” foi criado pela prefeita Lucimar em julho de 2015. De lá para cá, já atendeu cerca de 13 mil mulheres. São oferecidas oficinas de corte e costura, cabeleireiro, culinária, designer de sobrancelhas e artes. Durante a pandemia, o projeto não parou. A Prefeitura Municipal de Várzea Grande manteve as aulas online, nas redes sociais, por meio da Secretaria de Assistência Social.

Exemplo disso é dona Rosinete Magalhães, uma das lideranças da comunidade Pai André, no Distrito de Bom Sucesso. “Pedi a Kalil que continue com o projeto ‘Amigas Empreendedoras’ e ele me prometeu que não só vai continuar, mas que vai ampliar as vagas para atender mais bairros e assim garantir a qualificação e a renda de muitas mulheres. E sei que ele vai cumprir porque conheço ele desde menino e toda a família dele. Sei que é o melhor para Várzea Grande”, completa Rosinete.

O desenvolvimento econômico está no foco das propostas de Kalil, que enxerga na mulher várzea-grandense papel importante nesse trabalho. Neto de Sarita Baracat, primeira mulher prefeita de Várzea Grande, Kalil foi escolhido para suceder a gestão da segunda mulher a comandar o Paço Couto Magalhães, a prefeita Lucimar. “Não tenha dúvidas de que as mulheres terão vez e voz na nossa gestão. Várzea Grande é daqui para melhor”, finaliza Kalil.

 

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana