conecte-se conosco


Policial

Delegado de MT é coautor de livro sobre enfrentamento da corrupção e investigação criminal tecnológica

Publicado


.

Assessoria | Polícia Civil-MT

Um delegado de polícia de Mato Grosso, está entre os coautores do livro “Enfrentamento da Corrupção e Investigação Criminal Tecnológica – Procedimentos, Fontes Abertas, Estudo de Casos e Direito Anticorrupção”, lançado pela Editora Juspodivm. 

A obra que trata sobre utilização da tecnologia na prevenção e enfrentamento da corrupção foi coordenada pelo delegado de polícia Higor Vinicius Nogueira Jorge,  contou com a participação de grandes referências da área no Brasil e em outros países.   

O prefácio do livro foi escrito pelo delegado da Polícia Federal, Márcio Adriano Anselmo, que coordenou a atuação da Polícia Federal na Lava-Jato por muitos anos. A apresentação foi elaborada pelo delegado da Polícia Civil, Francisco Sannini Neto, titular do primeiro setor criado para combater a corrupção no estado de São Paulo.

Conforme o delegado de polícia de MT, Joaquim Leitão Júnior, a obra apresenta densa e substancial contribuição para toda a comunidade jurídica. A luta contra o ruinoso modus operandi das organizações criminosas não pode se manter estática. 

“Certamente a obra chega em boa hora e tem o condão de estimular a reflexão sobre o tema, tão caro a toda a sociedade. Os resultados exitosos dependerão do contínuo aperfeiçoamento das técnicas de enfrentamento. Isso implica dizer que o estudo da matéria não pode ser parcimonioso. Nesse sentido, a conjunção de todos os autores que ofereceram sua contribuição no presente trabalho é fruto de grande sensibilidade do organizador e dos demais coautores, notadamente adquirida por todos os anos de vivência e de aprofundamento nos cruciais temas que se ligam à investigação criminal tecnológica”, disse Joaquim Leitão Júnior. 

Mais informações sobre temas correlatos podem ser obtidas no endereço www.higorjorge.com.br. O livro pode ser adquirido pelo endereço 

https://www.editorajuspodivm.com.br/enfrentamento-da-corrupcao-e-investigacao-criminal-tecnologica-procedimentos-fontes-abertas-estudo-de-casos-e-direito-anticorrupcao-2020

Fonte: PJC MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policial

Relatório mostra que crimes de homicídio, roubo e furto têm recuo em Cuiabá e Várzea Grande

Publicado

 

.

Os municípios de Cuiabá e Várzea Grande apresentaram reduções nos principais índices criminais, entre janeiro e agosto deste ano, em comparação com o mesmo período de 2019. Os dados são da Superintendência do Observatório de Violência da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT).

Nos primeiros oito meses de 2020, 48 pessoas foram vítimas de homicídio em Cuiabá. Entretanto, no mesmo período do ano passado, 60 pessoas morreram pela mesma prática criminosa, o que representa uma redução de 20%. O município de Várzea Grande também apresentou queda de quase 21%. Em 2020, 27 pessoas morreram contra 34 no mesmo período do ano anterior.

O levantamento tem como base os registros de Boletins de Ocorrências (BOs) nas duas cidades. Já em relação os crimes de roubo seguido de morte, Cuiabá registrou redução de 75%, totalizando uma pessoa morta em 2020, enquanto em 2019 foram quatro. O município vizinho a capital, Várzea Grande, apresentou uma queda ainda maior: -83%. Nos primeiros oito meses deste ano uma pessoa morreu, já no mesmo período do ano passado foram seis.

O secretário adjunto de Integração Operacional da Sesp, Coronel PM Victor Fortes, ressalta que mesmo com um ano atípico por conta da pandemia, as forças de segurança continuaram atuando firmemente no combate à criminalidade e não diminuíram o ritmo das operações, reforçando o policiamento, as ações integradas e investigações criminais.

“O empenho das forças de segurança e o comprometimento dos profissionais foram primordiais para alcançar os resultados. A Sesp fortaleceu a integração tanto na atividade de inteligência quando na atuação operacional entre as instituições, com ações preventivas e repressivas no enfrentamento aos principais índices criminais, principalmente no enfrentamento aos crimes contra a vida e o tráfico de drogas. Nosso objetivo é continuar ampliando as ações”, enfatiza.

Crimes contra o patrimônio

Nos primeiros oito meses do ano, os crimes de roubo (quando há violência) reduziu 25% em Cuiabá e 37% em Várzea Grande. Na capital, foram 2.202 em 2020 registros contra 2.948 em 2019. Já em Várzea Grande foram 986 roubos registrados neste ano, enquanto que no ano passado foram 1.576 ocorrências.

Os furtos em Cuiabá reduziram 31% em 2020. Foram 5.992 registros em 2020 contra 8.798 em 2019. Em Várzea Grande, a queda ultrapassou 27%. Neste ano ocorreram 1.864 furtos, enquanto no ano passado foram 2.586 ocorrências.

Compõem as forças de segurança a Polícia Militar (PM), Polícia Judiciária Civil (PJC), Corpo de Bombeiros Militar (CBM), Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Sistema Penitenciário e Sistema Socioeducativo.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Policial

Polícia Civil cumpre prisão de suspeito de morte de adolescente em Guiratinga

Publicado


.

Assessoria | Polícia Civil-MT

A Polícia Civil do município de Guiratinga (328 km ao sul de Cuiabá) efetuou a prisão do principal suspeito de matar uma adolescente de 16 anos. O rapaz de 24 anos foi preso em cumprimento a mandado de prisão temporária decretado pela Comarca do município pelo crime de homicídio qualificado (feminicídio).

A menor Ketrin Antunes de Lima desapareceu no dia 30 de agosto. Desde então, os policiais civis da Delegacia de Guiratinga iniciaram as diligências ininterruptas para esclarecer o crime.

No dia 03 de setembro, o corpo da vítima foi localizado em um prédio abandonado no bairro Tancredo Neves, já em estado avançado de decomposição. 

Durante investigação a equipe realizou várias oitivas e diligências, e todas as evidências indicando como principal suspeito o rapaz com quem a menor estava se relacionando. 

O jovem foi interrogado na Delegacia de Guiratinga, e durante depoimento entrou em contradição por diversas vezes,  sendo também percebido que ele tentava atrapalhar as investigações.

Diante dos indícios de autoria, a Polícia Civil representou pelo pedido de prisão temporária do suspeito.  Com a ordem de prisão expedida pela Justiça, os policiais civis efetuaram a prisão do suspeito na tarde de sexta-feira (19), em uma fazenda na zona rural de Guiratinga. 

Conduzido para delegacia o suspeito foi novamente ouvido e negou as acusações. Em conformidade ao mandado, o preso foi encaminhado para uma unidade prisional onde ficará à disposição da Justiça.

 

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana