conecte-se conosco


Nacional

Delegado da PF Alexandre Ramagem é empossado novo diretor da Abin por Bolsonaro

Publicado

Alexandre Ramagem arrow-options
Carolina Antunes/PR – 11.7.19

Novo diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), o delegado da polícia federal Alexandre Ramagem

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) deu posse na tarde desta quinta-feira (11) ao novo diretor-geral da Agência Brasíleira de Inteligência (Abin), o delegado da polícia federal Alexandre Ramagem que coordenou a segurança da campanha eleitoral após a facada sofrida pelo então candidato em 6 de setembro em Juiz de Fora (MG).

Leia também: Bolsonaro quer trocar “genitor” por “pai” e “mãe” em formulário de passaportes

No discurso de posse, o novo diretor da Abin reforçou a necessidade de modernização da agência e de estar alinhada às novas tecnologias e fazer entregas com mais velocidade.

Ramagem substitui Janér Tesch Hosken Alvarenga, servidor de carreira da agência e indicado ao comando da agência de inteligência em 2016 no governo Michel Temer.

O ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, reforçou na solenidade que a mudança no comando da Abin devido à transformação que a área de inteligência muito rápida nas últimas decadas.

Leia Também:  Acumulou! Prêmio da Mega-Sena pode pagar R$ 125 milhões na quarta-feira

Leia também: Quem é Rodrigo Maia, alvo de bolsonaristas e fiador da maior vitória do governo?

A troca foi anunciada pelo ministro-chefe do GSI em maio. Na ocasião, ele informou que a substituição no comando ocorreu a pedido do próprio presidente.

Bolsonaro, segundo Heleno, buscava um serviço mais alinhando com os avanços da velocidade da informação, colocando um profissional de “outra área de inteligência para ter uma integração maior e uma rapidez maior nas atividades de inteligência.”

A indicação de Ramagem para o cargo de diretor-geral da Abin foi aprovado após sabatina em junho pelo Senado. No início do governo, Alexandre Ramagem ocupou o cargo de assessor especial da Secretaria de Governo, ainda sob o comando do ex-ministro Carlos Alberto dos Santos Cruz.

Leia também: Glenn diz não temer perseguição e confirma que mais vazamentos serão divulgados

O último delegado da PF a dirigir a Abin foi Paulo Lacerda, que deixou a diretoria-geral da Polícia em 2007 e foi nomeado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Leia Também:  Número de venezuelanos que fugiram de crise chega a 4 milhões, diz ONU

Fonte: IG Nacional
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Nacional

Foragido que ateou fogo e matou companheira em SP é preso após 10 meses em Goiás

Publicado

Alex está sendo acusado de feminicídio. Além de atear fogo, ele deixou a vítima queimando trancada dentro do quarto arrow-options
Reprodução

Sheron Chaves Monteiro foi morta pelo ex-companheiro Alex Alexandre Ferreira


Alex Alexandre foi preso na sexta-feira (19) dez meses após atear fogo e matar a companheira Sheron Chaves Monteiro, que tinha 34 anos. Ele está sendo acusado pelo crime de feminicídio

O crime ocorreu no dia 8 de outubro do ano passado na cidade de São Paulo. O acusado fugiu para Goiás , onde foi capturado por uma equipe da Polícia Civil goiana. 

Leia também: Brasil tem onda de feminicídios no início do ano, com mais de 100 casos em 1 mês

 Na ocasião do crime, Alex jogou álcool e ateou fogo contra a vítima, deixando-a trancada em seu quarto . Em seguida, ele fugiu.

A vítima conseguiu apagar o fogo com o próprio corpo, mas permaneceu pelo menos 17 horas sem atendimento. Uma vizinha percebeu que algo estava estranho e conseguiu chamar socorro, mas Sheron morreu quatro dias depois, por causa das complicações por ter tido 70% do corpo queimado. 

Leia Também:  Mulher usa carrinho de mão para levar idoso com tumor a hospital no Rio; assista

Leia também: Lei do feminicídio completa 4 anos, mas ainda enfrenta resistência no Brasil

Fonte: IG Nacional
Continue lendo

Nacional

Durante perseguição, viatura capota e policial fica ferido

Publicado

Policiais seguiam motociclista suspeito quando ocorreu o acidente arrow-options
Rafael Silvestrini/ Divulgação

Um policial se feriu e a viatura ficou destruída após acidente.


Uma viatura ficou destruída e um policial militar ferido depois de um capotamento em uma estrada de terra em Peabiru, no Paraná . O acidente ocorreu na manhã de domingo (20) quando os policiais perseguiam uma motocicleta suspeita. 

Segundo a Polícia Militar , o condutor da viatura perdeu o controle ao tentar alcançar o motociclista. 

Leia também: Acidente envolvendo uma viatura da Polícia Militar complica o trânsito em SP

Após o acidente, o policial foi levado com escoriações para o Pronto Socorro de Campo Mourão, uma cidade próxima ao local onde ocorreu o acidente. 


Fonte: IG Nacional
Leia Também:  “O povo vai dizer se nós estamos certos”, diz Bolsonaro sobre Moro
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana