conecte-se conosco


Política MT

Delegado Claudinei sobrevoa áreas do Pantanal mato-grossense atingidas pelas queimadas

Publicado


.

Foto: SAMANTHA DOS ANJOS / Assessoria de Gabinete

 O deputado estadual Delegado Claudinei (PSL), nesta sexta-feira (14), realizou sobrevoo nas áreas do Pantanal mato-grossense, em Poconé (MT), que foram impactadas por incêndios florestais. Essa agenda foi acertada na última reunião extraordinária da Comissão de Segurança Pública e Comunitária da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), presidida por ele e com a presença do comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso (CBM-MT), coronel Alessandro Borges.

A região do Pantanal já teve mais de 100 mil hectares de área destruída pelas queimadas, sendo que deste total – cerca de 35 mil atingiu uma unidade de conservação. “Este cenário não só impacta as comunidades tradicionais indígenas, ribeirinhos, os animais e a vegetação existente – como interfere nas mudanças climáticas e no ar atmosférico. Estamos em uma situação de alerta”, posiciona Claudinei.

De acordo com Borges, para o combate e repressão às queimadas no Pantanal, o CBM definiu a atuação de 32 militares que ficam 24 horas por dez dias na região. “É um trabalho contínuo. Não é um trabalho que começa agora, em agosto e setembro. No início do ano, é um trabalho forte de prevenção e preparação. No período de chuva, geralmente de janeiro a maio, promovemos atividades preventivas com audiências públicas. No final do ano, é o momento de buscar a reparação dos danos e preparar para um planejamento estratégico para o ano seguinte”, esclareceu o comandante-geral.

Sobrevoo 

Como presidente da Comissão de Segurança Pública, Delegado Claudinei acompanhou todo o trabalho realizado com a integração dos Corpos de Bombeiros de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, Forças Armadas e Marinha do Brasil, Força Aérea Brasileira, Força Nacional de Segurança (FNSP), entre outras importantes instituições. A missão ocorreu na base de apoio para a repressão aos incêndios florestais, localizada no Sesc Pantanal, em Poconé.

“Estávamos juntamente com as equipes do Corpo de Bombeiros, do governo estadual e federal, deputado Elizeu Nascimento (DC), acompanhando a missão deste pessoal. Sobrevoamos o Pantanal e deparamos com focos de incêndios e queimadas. Realmente, é uma situação muito grave e preocupante”, preocupa Claudinei.

Ele explica que a ação é bastante rápida, em que os aviões carregam três mil litros e despejam nas áreas atingidas pelas queimadas. “Já são mais de 70% da área queimada que foram controladas, com este trabalho integrado. Essa operação é muito importante e está salvando o nosso Pantanal mato-grossense. Uma situação muito triste para a fauna, flora e o meio ambiente”, esclarece o parlamentar.

PLC

Neste ano, no dia 26 de maio, Delegado Claudinei apresentou na Assembleia Legislativa, o  Projeto de Lei Complementar  n.º 32/2020 que tem como objetivo acrescentar dispositivo na Lei Complementar n.º 233/2005 para autorizar o órgão ambiental a antecipar o período restritivo ao uso do fogo no estado de Mato Grosso, em situações de calamidade pública e emergências.

“Infelizmente, não foi possível ter antecipado o período de proibição das queimadas devido o projeto ainda estar em fase de tramitação na Casa de Leis. O Decreto de n.º 638/2020 que se refere ao período proibitivo para as queimadas já entrou em vigor no dia 15 de julho e, infelizmente, vai se estender até o dia 15 de setembro. Neste cenário da pandemia da Covid-19, considero que é preciso prorrogar ainda mais este período, pois evitará a ampliação desta problemática na saúde pública devido ao aumento de doenças respiratórias”, salientou o parlamentar.

Inpe – Conforme levantamento apontado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o bioma Pantanal apresentou uma grande quantidade de focos de incêndio e queimadas, no primeiro semestre deste ano. Os dados assinalam 4,2 mil focos de incêndios e 846,7 mil hectares de área que foram impactadas com as queimadas.

Mato Grosso é considerado um estado brasileiro que conta com três biomas em seu território: Pantanal, Cerrado e Amazônia.

Fonte: ALMT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política MT

No Nortão, Mendes declara apoio aberto a candidato a prefeito de Sinop do mesmo partido de Emanuel

Publicado

O governador Mauro Mendes (DEM), durante visita a Sinop,  onde esteve o presidente Jair Bolsonaro, sem partido, na cidade, declarou apoio para a sucessão da prefeita Rosana Martinelli (PL), que declinou da reeleição, ao deputado federal Juarez Costa, candidato do MDB.

“O Juarez é um grande deputado federal, já foi prefeito. É uma pessoa que tem a minha consideração, o meu respeito, por ter ajudado muito Mato Grosso, principalmente a região Norte”, afirmou.

Mendes disse que não tem dúvida de que Juarez, mais uma vez, será um bom prefeito para a cidade. “Não tenho dúvida nenhuma, se ele for escolhido prefeito de Sinop, vai ajudar muito a cidade. Tenho certeza de que ele será um grande prefeito, tem o nosso apoio”, completou.

O governador democrata afirmou que seu governo já fez muita coisa para a região. “Já fizemos muita coisa aqui nesta região e vamos fazer muito mais. Se preparem, já em 2021, Mato Grosso vai ter o maior número de investimentos de sua história, feitos com recursos próprios e outros recursos que vamos trazer”, declarou.

Mauro Mendes fez questão de esclarecer o episódio em que foi vaiado durante a visita presidencial em Sinop. “Você põe no meio de milhares de pessoas, 30 pessoas vaiando, é natural. Eu não tenho a pretensão de agradar cem por cento dos mato-grossenses que vivem neste Estado. E quem toma a decisão correta, agrada alguns e desagrada outros, e as minhas decisões sempre foram para a maioria. E quando você toma decisão para a maioria, desagrada a minoria”, disse.

Conforme Mendes, “não se conserta um Estado que estava quebrado igual Mato Grosso fazendo só pão com manteiga. Eu tinha que tomar decisões duras contra os produtores, contra o comércio, a indústria. Hoje, muitos já enxergam. Gestão se faz para a maioria, agora, se desagrada alguns, eles têm o direito de manifestar, de vaiar”.

Continue lendo

Política MT

Deputado ligado a Bolsonaro diz que na campanha da vaga de senador não há favorito e que vê disputa ‘embolada’

Publicado

O deputado federal Nelson Barbudo (PSL), disse ao ODocumento que vê a disputa do Senado em Mato Grosso, para a vaga da ex-senadora Selma Arruda (Podemos), como embolada e que a escolha do futuro senador vai ficar entre os candidatos Reinaldo Moaraes, Nilson Leitão, coronel Fernanda, Carlos Fávaro ou Medeiros.

“Estamos ainda numa fase onde não podemos fazer campanha, mas está definido o quadro entre os candidatos ao Senado, por exemplo, com o Zé Medeiros, Nilson Leitão, Fernanda e Fávaro. Eu acho que vai girar em torno desses quatro. O Pedro Taques não mexe no tabuleiro na minha humilde opinião. Ele foi governador, mas pesa a forma como ele deixou o governo, com uma derrota expressiva”, comentou.

“Eu não apostaria hoje numa vitória expressiva entre esses quatro nomes”, disse Barbudo, que adiantou ainda não ter definido o seu apoio para o pleito. “Nós ainda estamos definindo. O Bolsonaro me chamou para conversar na próxima semana. Está ocorrendo um problema de infidelidade partidária, o PSL tem falado que irá utilizar-se dessa prerrogativa, também estou esperando a Estadual me chamar para a gente saber como vai ser a liberação para os apoios. Eu não sou presidente do PSL, para apoiar a coronel Fernanda eu preciso da liberação”.

Barbudo fez questão de adiantar que o seu relacionamento com o comando partidário é tranquilo. “Meu relacionamento com a Executiva é normal, nunca me indispus com ninguém. O relacionamento é normal, mas isso aí a gente tem que sentar e conversar. Não tenho indisposição com ninguém do PSL”, garantiu.

Questionado sobre o fato de o presidente Bolsonaro poder apoiar a candidatura do também federal José Medeiros (Podemos), Barbudo demonstrou surpresa e disse não acreditar. “Olha, sobre o Bolsonaro assumir a campanha do Medeiros, isso foi o deputado que falou. Precisamos ver acontecer primeiro né, eu acho que não. Até onde eu sei a palavra do Bolsonaro está dada para apoiar a coronel. Agora, eu acho muito estranho que o Zé Medeiros falou isso. Eu vi o Bolsonaro participar da live da Fernanda, agora, política é igual o céu, cada hora que você olha, as nuvens estão em um lugar”.

 

Responder a todosResponderEncaminhar

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana