conecte-se conosco


Cuiabá

Decisão judicial reforça pedido da gestão Pinheiro para realização de audiências e apresentação de projeto de novo modal

Publicado


Davi Valle

Clique para ampliar

Está garantida judicialmente a participação da população na escolha do melhor modal de transporte para a região do Vale do Rio Cuiabá. De acordo com a decisão tomada pelo juiz Ciro José de Andrade Arapiraca, da 1ª Vara Federal Cível e Agrária de Mato Grosso na última terça-feira (16), deverão ser realizados debates, consultas e/ou audiências públicas para demonstrar a conclusão de maior viabilidade do BRT como melhor opção para a mobilidade urbana intermunicipal.

“Eu peço que me ouça e ponderem, ponderem o que diz o prefeito, o que diz o governador. Há quanto tempo eu venho falando que Cuiabá não foi ouvida? Que Várzea Grande não foi ouvida? mas lá tem prefeito e eu vou falar pela minha terra. Tem setores da imprensa que acreditaram e bateram em mim, vereadores, deputados que acreditaram no Governo, o prefeito está dizendo que não foi ouvido. Então tem que ir pra justiça, você acha que eu quero ir para a justiça? Eu queria poder dialogar, mas não tem diálogo, é tudo goela abaixo, decisões tomadas por dois ou três. Aí a justiça vem e coloca os pingos nos ‘is’. Não está na hora de suspender ainda, mas prova para gente que a Prefeitura foi ouvida, se por ventura não provar, vão ter que ouvir sim, vai ter que ter debate, vai ter que ter audiência pública, vai ter que mostrar projeto e comprovar tudo e ainda vai ter que trazer o Conselho Deliberativo da Região Metropolitana para estar dentro, porque está fora? Eu já me dou por satisfeito nesta etapa, porque o meu povo vai ser ouvido, e quero que seja ouvido nos mínimos detalhes, temos que garantir o que há de melhor para a nossa gente e não o que há de mais conveniente para quem está no Estado”.

O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro, defende que a população seja ouvida em definição quanto ao novo modal de transporte público para Cuiabá e Várzea Grande. Para Pinheiro, a decisão estadual para substituição do modal VLT para o BRT foi tecnocrata e tomada de forma unilateral. Para o gestor, o ideal seria a realização de um plebiscito para que a população escolha o modelo de transporte que melhor atenda suas necessidades.

“O juiz pede que haja um debate e como presidente do Comitê eu espero que o Governo do estado apresente o projeto do modal que ele propõe, apresente a viabilidade para que se possa discutir com a sociedade qual o modal que melhor atenda a população de Cuiabá e Várzea Grande. A decisão do magistrado é o que o Comitê está aguardando que o Governo faça”, pontuou o presidente do Comitê de Análise Técnica para Definição do Modal de Transporte Público da Região Metropolitana do Vale do Rio Cuiabá, Juares Samaniego.

A decisão do juiz atende parcialmente ao pedido feito pela Prefeitura de Cuiabá ao Ministério Público Estadual (MPE) de impedir a troca de modal, de VLT para BRT, sem a consultar os municípios envolvidos e a população. Para o magistrado, o Governo do Estado deve adotar “medidas para possibilitar a realização de debates, consultas e/ou audiências públicas, inclusive, com a participação do Conselho Deliberativo Metropolitano da Região do Vale do Rio Cuiabá – CODEM/VRC, conferindo publicidade a todos aspectos que levaram à conclusão de maior viabilidade do modal BRT como solução de mobilidade urbana, comprovando-se nos autos”.

O Comitê

Com foco em dialogar sobre a escolha do melhor modal para Cuiabá, o gestor criou o Comitê de Análise Técnica para Definição do Modal de Transporte Público da Região Metropolitana do Vale do Rio Cuiabá, em 22 de janeiro via decreto municipal. Além de sua comissão técnica permanente, serão convidadas instituições, como Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso (FIEMT), Sindicato das Indústrias da Construção do Estado de Mato Grosso (Sinduscom-MT), COnselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso (CREA-MT) e Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Mato Grosso (CAU-MT) para colaborar com o debate nas reuniões, que devem ser abertas para participação pública também.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cuiabá

Vacinação de idosos com a faixa etária de 60 a 64 anos começa nesta quinta (22) em Cuiabá

Publicado


Gustavo Duarte

Clique para ampliar

A vacinação de idosos que compõem a faixa etária de 60 a 64 anos começa nesta quinta-feira (22), em Cuiabá. A Prefeitura de Cuiabá pede que aqueles que já se cadastraram no site https://vacina.cuiaba.mt.gov.br/ consultem seu cadastro para saberem o local, dia e hora que serão imunizados, a fim de evitar aglomerações nos polos de vacinação.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) ressalta que os quatro polos para a imunização contra o vírus continuam funcionando normalmente, no Centro de Eventos do Pantanal, Sesc Balneário, de maneira presencial, e no Sesi Papa e UFMT, no sistema Drive Thru.

Além dessa faixa etária, também estão sendo vacinados os idosos de 65 a 69 anos de idade, que estão recebendo a primeira aplicação e idosos de 75 a 79 anos que estão concluindo o esquema vacinal. A SMS também informa que aqueles idosos que estão com a 2ª dose da vacina atrasadas também podem estar se direcionando até o polo da UFMT para concluírem a imunização.

Conforme a plataforma Localiza SUS, do Ministério da Saúde, até está quarta-feira (21), Cuiabá já havia aplicado 89.425 doses de vacina, sendo 66.967 primeira dose e 22.458 segunda dose. Considerando que ainda não entraram no sistema os dados da vacinação de terça-feira (20), quando mais de 5 mil doses foram aplicadas, a capital mato-grossense já ultrapassou 90 mil doses aplicadas contra a COVID-19.

Como está o alcance vacinal dos idosos

Conforme os dados apurados, da faixa etária acima de 80 anos, 7.925 dos 8.472 idosos (93,5%) já tomaram a primeira dose. Desses, 6.284 tomaram a segunda dose, faltando 1.641 retornarem para completar o esquema. 

Da faixa de 75 a 79 anos, já foram contemplados com a primeira dose 7.063 dos 7.812 idosos (89,1%). A segunda dose desse grupo começou a ser aplicada na terça-feira (20).

No grupo de pessoas com 70 a 74 anos, 10.679 dos 13.172 idosos (75,2%) receberam a primeira dose e ainda não estão no prazo para tomar a segunda aplicação.

Entre as pessoas com 65 a 69 anos, que começaram a ser imunizados na segunda-feira (12), 8.445 dos 19.645 idosos (22,4%) já receberam a primeira dose. A segunda dose desse grupo começará a ser aplicada no dia 10 de maio. 

A faixa etária que concentra maior número de idosos cuiabanos é a de 60 a 64 anos, que tem 27.067 pessoas, ou seja, 39,9% do grupo prioritário. Quem está nessa faixa etária será vacinado conforme o envio de vacinas pelo Ministério da Saúde. 

Continue lendo

Cuiabá

Pinheiro lamenta falecimento de promotor de Justiça vítima da COVID-19

Publicado


Reprodução

Clique para ampliar

É com pesar que o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro recebe a notícia nesta quarta-feira (21), do falecimento do promotor de Justiça aposentado, Silvio Martins da Silva, aos 76 anos em decorrência da COVID-19.

“Perdemos mais um servidor público que tanto se dedicou a transformar para melhor a vida da população de Mato Grosso e de Cuiabá. Meus sinceros sentimentos aos familiares e amigos, que Deus esteja ao lado de vocês neste momento de tristeza”, disse o prefeito de Cuiabá.

De acordo com informações do Ministério Público do Estado de Mato Grosso, o promotor Silvio Martins da Silva ingressou na instituição em 1983 como promotor de Justiça na Comarca de Barra do Bugres, vindo a se aposentar em 1992 na Comarca de Cuiabá. O servidor foi um dos fundadores da Cooperativa de Crédito do Ministério Público de Mato Grosso. 

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana