conecte-se conosco


Turismo

De cenários lunares a templos abandonados: 10 destinos exóticos imperdíveis

Publicado

source

Encontrar destinos exóticos e encantadores não é uma tarefa fácil, principalmente se você for um viajante de primeira viagem. Nessas horas, a dica de um especialista pode ser muito valiosa para economizar seu tempo e seu dinheiro.

Leia também: 9 casas exóticas para você se hospedar na sua próxima viagem

Vista aérea das formações rochosas cônicas na Capadócia arrow-options
shutterstock

De cenários de outro mundo a lugares envoltos em lendas, veja os destinos exóticos indicados pela influencer

Pensando nisso, a travel influencer Claudia Liechavicius, criadora do blog Viajar pelo Mundo! que já visitou 103 países, separou 10 dos destinos exóticos  mais singulares e bonitos que já visitou. 

Das Maldivas até a Patagônia, as opções vão de relevos únicos até as ruínas de reinos extintos, passando por plantações de tulipas, geleiras e cidades históricas cravadas na rocha.

10 destinos turísticos exóticos e encantadores para você visitar

  1. Atois nas Maldivas
  2. Aurora Boreal na Finlândia
  3. Cenários lunares na Capadócia
  4. Deserto do Saara no Marrocos
  5. Geleiras na Patagônia
  6. Halong Bay, no Vietnã
  7. Petra, na Jordânia
  8. Plantações de tulipa na Holanda
  9. Reino de Bagan
  10. Templos do Camboja

1. Atóis nas Maldivas

Atol nas Maldivas visto de cima arrow-options
shutterstock

Repletas de atividades marítimas e resorts, as Maldivas são uma atração turística ainda mais bonita vista de cima

A República das Maldivas, um conjunto de 1.196 ilhas (agrupadas numa cadeia de 27 atóis), atrai turistas para o Oceano Índico à procura de aventuras no mar ou de tranquilidade nos resorts ano após ano.

Dentre todas as atividades para se fazer nesse ponto turístico , o mais empolgante para Claudia é embarcar num hidroavião para ver as ilhas do alto. “É de arrepiar!”, proclama.

2. Aurora Boreal na Finlândia

Aurora boreal em meio às arvores na Finlândia arrow-options
shutterstock

Na Finlândia, a aurora boreal ilumina as noites e transforma a paisagem em uma atração turística por si só

Saindo do Oceano e indo para a terra firme no extremo norte do planeta, a aurora boreal na Finlândia, país que fica entre a Rússia e a Suécia, é outra atração turística fora do comum que a influenciadora recomenda.

O fenômeno, causado pelo choque de elétrons puxados por ventos em alta velocidade nos pólos da terra, não é fácil de ser encontrado, mas, segundo ela, vale o esforço. “Os desenhos coloridos que se formam no céu dão asas à imaginação”, comenta.

Leia Também:  Catedral de Norwich, na Inglaterra, instala escorregador gigante para fiéis

3. Cenários lunares na Capadócia

Balão sobrevoando o terreno acidentado da Capadócia arrow-options
shutterstock

As formações rochosas resultantes de erupções vulcânicas e do desgaste pelo clima dão um aspecto único à Capadócia

Esta região da Turquia tem um relevo bastante incomum, causado por erupções vulcânicas e formado ao longo dos milênios. Seu aspecto acidentado, pontuado por formações rochosas cônicas, lembra o solo lunar, e serviu de inspiração para o filme “Guerra nas Estrelas” e para a novela da Rede Globo “Salve Jorge”.

As cidades subterrâneas são atrações de destaque neste ponto turístico, e é possível inclusive passar a noite numa delas. “Ficar hospedado em um hotel dentro das cavernas da Capadócia e ver, cedinho, centenas de balões rasgando o céu enquanto o dia amanhece”, recomenda Claudia.

4. Deserto do Saara no Marrocos

Dunas de areia do deserto do Saara em Marrocos arrow-options
shutterstock

As dunas do Saara em Marrocos chegam à lista de destinos turísticos exóticos graças à atmosfera única do local

O Saara espalha suas dunas e areias pelo território de 10 países, mas é o Marrocos que ganha destaque na lista de Claudia. Apesar das temperaturas extremas, que variam dos 50°C durante o dia até os -10°C durante a noite, a vista e a atmosfera do local fazem a viagem valer a pena.

“Viver o silêncio e a grandiosidade do deserto trazem momentos de muita reflexão e contemplação”, observa a travel influencer a respeito da atração turística.

5. Geleiras da Patagônia

Turistas observando a geleira Perito Moreno, na Patagônia arrow-options
shutterstock

A geleira Perito Moreno, na Patagônia, é um ponto turístico imperdível para quem procura destinos turísticos exóticos

A Patagônia, região que abrange o sul da Argentina e do Chile, é um verdadeiro mar de geleiras. O Parque Nacional dos Glaciares, por exemplo, abriga mais de 300 delas, dentre as quais a mais conhecida é a Perito Moreno.

Segundo Claudia, este é um dos destinos turísticos mais impactantes que já conheceu. “Fazer um piquenique em frente ao Perito Moreno, num dia ensolarado, foi um tremendo presente da mãe natureza”, crava.

Leia Também:  Hotel temático da Nutella será inaugurado nos Estados Unidos em 2020

6. Halong Bay, no Vietnã

Barcos navegando nas águas pontilhadas por formações rochosas de Halong Bay arrow-options
shutterstock

Halong Bay, no Vietnã, é uma atração turística envolta em lendas sobre a origem das formações rochosas na água

Esta baía, que assemelha-se a um labirinto de formações rochosas, é objeto de uma lenda local do nordeste do Vietnã. Segundo ela, as ilhas surgiram quando um dragão mergulhou no golfo para impedir a entrada de inimigos e quebrou a montanha que lá ficava ao sacudir a cauda.

7. Petra, na Jordânia

Dois camelos deitados em frente ao templo de Al Khazneh, esculpido rocha a dentro em Petra, na Jordânia arrow-options
shutterstock

As ruínas de Petra, na Jordânia, são um ponto turístico famoso e uma das 7 Maravilhas do Mundo Moderno

As ruínas de uma cidade antiga lapidada nas rochas de coloração rosada da região marcam o cenário que virou Patrimônio Histórico da UNESCO e uma das 7 Maravilhas do Mundo Moderno , além de um sonho de consumo para Claudia.

“Entrar na cidade de Petra me deixou em êxtase, como aquilo tudo foi construído há tanto tempo e continua ali intacto contando sua história… É de cair o queixo”, afirma ela.

8. Plantações de tulipa na Holanda

Campo de tulipas na Holanda arrow-options
shutterstock

Os campos de tulipa em Lisse, na Holanda, tornam essa região país num dos destinos turísticos imperdíveis para Claudia

As tulipas são como um marco nacional para a Holanda, e os locais para encontrá-las aos montes são o Parque Keukenhof e as fazendas próximas à pequena cidade de Lisse. Para aproveitar ao máximo a experiência nesses lugares, a dica é ir durante a primavera entre março e a primeira semana de maio.

Segundo Claudia, caminhar por entre os campos de tulipa desse ponto turístico foi um privilégio. “Me senti como uma criança diante de um brinquedo novo”, complementa.

9. Reino de Pagan

Templos do Reino de Pagan durante o por do sol arrow-options
shutterstock

Os templos do Reino de Pagan foram construídos ao longo de 200 anos para expandir seu alcance e agradar a Buda

Ruínas são tudo o que restaram deste reino que teve um papel crucial na unificação da região que hoje é conhecida como Myanmar. Com início em 1044, sob o comando rei Anawratha, o Reino de Pagan expandiu seu domínio ao longo dos séculos XI e XIII, construindo 10 mil templos para agradar a Buda.

Atualmente, restam apenas 3 mil destes templos (2 mil originais e 1 mil reconstruídos). O voo de balão sobre a região foi “um dos momentos mais especiais” que a influencer já viveu em uma viagem.

10. Templos do Camboja

Ruínas de templo às margens de um lago em Angkor, no Camboja arrow-options
shutterstock

Os templos dedicados aos deuses hindus fazem do Camboja um dos destinos turísticos mais impressionantes da lista

Mas os templos feitos pelo Reino de Pagan em sua busca por agradar Buda não são os únicos que entram para a lista. No Camboja, país na mesma região da Ásia que o Myanmar, ficam os templos hindus construídos pelo rei Jayavarman II e seus sucessores nos arredores da Angkor. 

Dessa forma, num raio muito pequeno, ficam mais de 100 templos dedicados aos deuses hindus, cuja preservação foi auxiliada pelo abandono da cidade de Angkor – a mata encobriu as construções, desacelerando sua deterioração até a chegada de exploradores franceses cerca de 400 anos após seu declínio.

Leia também: Turismo religioso: conheça 7 destinos para todos os tipos de fé

“O complexo de templos do Camboja me impressionou muito”, constata Claudia a respeito da última de suas indicações de destinos exóticos e impressionantes para se explorar ao redor do mundo.

Fonte: IG Turismo
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Turismo

2.066 cabines para 5.300 hóspedes: conheça o maior navio da MSC para a temporada

Publicado

source
Cruzeiro da MSC partindo em direção ao mar arrow-options
Divulgação/MSC Cruzeiros

MSC Seaview vem ao Brasil pela segunda vez

Com uma estrutura que prioriza a área externa do navio, o MSC Seaview partiu de Gênova, na Itália, para abrir sua temporada no Brasil pela segunda vez desde o seu lançamento. Sua estreia em terras brasileiras foi em novembro de 2018.

Leia mais: Brasil recebe cruzeiro com espetáculos do Cirque du Soleil a bordo em 2020

Os embarques do MSC Seaview no Brasil são todos feitos na cidade de Santos, no litoral de São Paulo, para dois tipos de roteiros. Os menores, de 3 noites, tem como destino Búzios, no Rio de Janeiro e Balneário Camboriú, em Santa Catarina, nesta temporada. Nas rotas maiores pelo País, as viagens duram de 6 a 8 noites e têm a cidade de Salvador, na Bahia, como destino final, sempre passando pela cidade de Ilha Grande e variando em algumas de suas paradas.

Segundo Eduardo Mariani, gerente de marketing da MSC, o design do Seaview é feito para climas quentes , e difere dos outros navios por causa de todas as experiências que ele oferece do lado de fora da embarcação, enquanto os outros modelos priorizam uma experiência mais voltada para a parte interna. 

Além das tradicionais piscinas, o Seaview tem toboáguas que te projetam para fora do navio, tirolesa e ainda conta com uma área de 360º cheia de bares e restaurantes ao ar livre.

Leia Também:  Ônibus oficial das Spice Girls é transformado em alojamento do Airbnb

Leia mais: De pista de kart a parque: as atrações mais inusitadas já vistas em um cruzeiro

O navio possui 2.066 cabines, que hospedam cerca de 5.300 hóspedes. As acomodações variam entre interna, externa com vista para o mar, cabine com varanda, cabine para famílias, suíte, grand suíte, suíte com hidromassagem e MSC Yatch Club, que conta com outros três tipos de quarto. 

Como forma de entretenimento , o Seaview oferece teatro, cinema, cassino, boutiques, pista de boliche em tamanho real, espaço exclusivos para crianças e mais. Outro diferencial do navio é a Ponte dos Suspiros, uma ponte com chão de vidro suspensa sobre uma das piscinas, o que te permite “caminhar sobre as águas”.

Ponte transparente do MSC Seaview arrow-options
Divulgação/MSC Cruzeiros

Ponte dos Suspiros, atração para os corajosos no MSC Seaview

Enorme e luxuoso , o Seaview parece mais inacessível do que ele de fato é. Um pacote de 7 noites, com saída em fevereiro de 2020 e com destino a Salvador, na Bahia, custa de R$ 4.601 por pessoa**, podendo parcelar em até 10 vezes sem juros. De acordo com o gerente de marketing da MSC, o objetivo da empresa é a “democratização do luxo”.

Leia Também:  Navio cruzeiro com maior montanha-russa do mundo fará sua estreia em 2021

As tarifas variam de acordo com a demanda, a antecedência da compra e também com a época do ano. Mariani conta que pode sair mais barato um cruzeiro de 16 noites para a Europa do que um cruzeiro de 7 noites no Réveillon, que tem a praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, como parada na noite do dia 31 de dezembro, permitindo ver a tão famosa queima de fogos carioca, mas com a vista do mar para a costa.

Porém, isso também pode variar. “Se vender 80% dos pacotes para o réveillon, a tarifa sobe. Mas se vender 95% dos pacotes para o começo de dezembro, o preço para o cruzeiro desta época vai ficar ainda maior”, diz Mariani.

Leia mais: Conheça as novidades da Ocean Cay, ilha paradisíaca da MSC Cruzeiros

Ainda de acordo com ele, quem vai uma vez, costuma voltar. “O índice de recompra é de 70%”, revela. A grande missão da empresa é atrair cada vez mais novos clientes, já que o retorno é bem comum.

A última partida do MSC Seaview nesta temporada será no dia 19/03/20 e tem como destino a cidade de Barcelona, na Espanha, chegando no dia 04/04/20, com paradas no Rio de Janeiro, na Bahia e em outras três cidades espanholas.

* A repórter viajou a convite da MSC

** O valor foi consultado no dia 06/12 e pode sofrer alterações

Fonte: IG Turismo
Continue lendo

Turismo

2.066 cabines para 5.300 hóspedes: conheça o maior navio da MSC para a temporada

Publicado

Cruzeiro da MSC partindo em direção ao mar arrow-options
Divulgação/MSC Cruzeiros

MSC Seaview vem ao Brasil pela segunda vez

Com uma estrutura que prioriza a área externa do navio, o MSC Seaview partiu de Gênova, na Itália, para abrir sua temporada no Brasil pela segunda vez desde o seu lançamento. Sua estreia em terras brasileiras foi em novembro de 2018.

Leia mais: Brasil recebe cruzeiro com espetáculos do Cirque du Soleil a bordo em 2020

Os embarques do MSC Seaview no Brasil são todos feitos na cidade de Santos, no litoral de São Paulo, para dois tipos de roteiros. Os menores, de 3 noites, tem como destino Búzios, no Rio de Janeiro e Balneário Camboriú, em Santa Catarina, nesta temporada. Nas rotas maiores pelo País, as viagens duram de 6 a 8 noites e têm a cidade de Salvador, na Bahia, como destino final, sempre passando pela cidade de Ilha Grande e variando em algumas de suas paradas.

Segundo Eduardo Mariani, gerente de marketing da MSC, o design do Seaview é feito para climas quentes , e difere dos outros navios por causa de todas as experiências que ele oferece do lado de fora da embarcação, enquanto os outros modelos priorizam uma experiência mais voltada para a parte interna. 

Além das tradicionais piscinas, o Seaview tem toboáguas que te projetam para fora do navio, tirolesa e ainda conta com uma área de 360º cheia de bares e restaurantes ao ar livre.

Leia Também:  5 praias paradisíacas em Aruba para conhecer no próximo verão

Leia mais: De pista de kart a parque: as atrações mais inusitadas já vistas em um cruzeiro

O navio possui 2.066 cabines, que hospedam cerca de 5.300 hóspedes. As acomodações variam entre interna, externa com vista para o mar, cabine com varanda, cabine para famílias, suíte, grand suíte, suíte com hidromassagem e MSC Yatch Club, que conta com outros três tipos de quarto. 

Como forma de entretenimento , o Seaview oferece teatro, cinema, cassino, boutiques, pista de boliche em tamanho real, espaço exclusivos para crianças e mais. Outro diferencial do navio é a Ponte dos Suspiros, uma ponte com chão de vidro suspensa sobre uma das piscinas, o que te permite “caminhar sobre as águas”.

Ponte transparente do MSC Seaview arrow-options
Divulgação/MSC Cruzeiros

Ponte dos Suspiros, atração para os corajosos no MSC Seaview

Enorme e luxuoso , o Seaview parece mais inacessível do que ele de fato é. Um pacote de 7 noites, com saída em fevereiro de 2020 e com destino a Salvador, na Bahia, custa de R$ 4.601 por pessoa**, podendo parcelar em até 10 vezes sem juros. De acordo com o gerente de marketing da MSC, o objetivo da empresa é a “democratização do luxo”.

Leia Também:  Hotel temático da Nutella será inaugurado nos Estados Unidos em 2020

As tarifas variam de acordo com a demanda, a antecedência da compra e também com a época do ano. Mariani conta que pode sair mais barato um cruzeiro de 16 noites para a Europa do que um cruzeiro de 7 noites no Réveillon, que tem a praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, como parada na noite do dia 31 de dezembro, permitindo ver a tão famosa queima de fogos carioca, mas com a vista do mar para a costa.

Porém, isso também pode variar. “Se vender 80% dos pacotes para o réveillon, a tarifa sobe. Mas se vender 95% dos pacotes para o começo de dezembro, o preço para o cruzeiro desta época vai ficar ainda maior”, diz Mariani.

Leia mais: Conheça as novidades da Ocean Cay, ilha paradisíaca da MSC Cruzeiros

Ainda de acordo com ele, quem vai uma vez, costuma voltar. “O índice de recompra é de 70%”, revela. A grande missão da empresa é atrair cada vez mais novos clientes, já que o retorno é bem comum.

A última partida do MSC Seaview nesta temporada será no dia 19/03/20 e tem como destino a cidade de Barcelona, na Espanha, chegando no dia 04/04/20, com paradas no Rio de Janeiro, na Bahia e em outras três cidades espanholas.

* A repórter viajou a convite da MSC

** O valor foi consultado no dia 06/12 e pode sofrer alterações

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana