conecte-se conosco


Política MT

Várzea Grande prorroga IPTU com desconto e paga salários dos servidores esta semana

Publicado

De acordo com a prefeita Lucimar Campos, medidas visam estimular a economia local

Por determinação da prefeita Lucimar Sacre de Campos (DEM) o IPTU 2020 que venceu no último dia 13 de março com descontos de 15%, foi prorrogado até 17 de abril e manteve o desconto como forma de estimular o contribuinte, além de autorizar a destinação total do valor arrecadado para a área de saúde.

“Já vamos pagar os salários dos servidores públicos municipais nesta semana para despejar mais de R$ 31 milhões na economia local e assegurar que o comércio e a indústria tenham um mínimo de circulação neste momento de dificuldade”, disse a prefeita Lucimar Sacre de Campos após reunião com a equipe econômica com os secretários, de Gestão Fazendária, Lucinéia dos Santos Ribeiro; de Planejamento, Edson Silva; Governo, Kalil Baracat; Administração, Pablo Gustavo Pereira; Saúde, Diógenes Marcondes; Educação, Silvio Fidélis; Promoção Social, Flávia Omar e Procuradoria Geral, Sadora Xavier.

A chefe do Poder Executivo da segunda maior cidade de Mato Grosso sinalizou ainda que na medida do possível e sem comprometer as ações da saúde pública vai acelerar liberação de recursos de obras públicas em execução pela iniciativa privada para diminuir o impacto da crise econômica na cidade.

A Secretária de Gestão Fazendária, Lucinéia dos Santos Ribeiro sinalizou que as prioridades da prefeita Lucimar Sacre de Campos, são todas voltadas, para a saúde e para o atendimento da população neste momento de dificuldades.

“Estamos colocando em prática toda uma operacionalização para atender as demandas dos contribuintes de forma online, não presencial e vamos utilizar, e-mails, SMS, WhatsApp entre outros meios de comunicação das mídias sociais para facilitar a comunicação e para analisar caso a caso, pois existem compromissos a serem honrados pelo poder público com a própria cidade, com a população e com o comércio e a indústria”, disse a secretária de Gestão Fazendária.

O secretário de Saúde, Diógenes Marcondes fez um retrospecto de todas as ações adotadas pela prefeita Lucimar Sacre de Campos desde 2015 quando assumiu a gestão municipal para assegurar que “todos os investimentos feitos na construção de duas Unidades de Pronto Atendimento – UPA IPASE e CRISTO REI, ambas funcionando, no Hospital Pronto Socorro Municipal de Várzea Grande, nas cinco Clínicas de Apoio a Família (antigas Policlínicas) que foram reformadas, ampliadas e melhoradas e nas duas Unidades Básicas de Saúde do São Simão e região e do Aurilia Salles Curvo que está assegurando um atendimento da área de saúde para todos que necessitam”.

O secretário de Saúde de Várzea Grande, lembrou que Várzea Grande está em uma situação de atendimento na área de saúde melhor que a grande maioria das cidades de Mato Grosso e que a tendência é que a média de 45% até 55% de atendimentos de pacientes de outras cidades e até mesmo Estados seja ampliada e será preciso garantir o atendimento pois Várzea Grande atende via SUS e sem nenhum tipo de cobrança.

“A prefeita Lucimar Sacre de Campos já mantém um nível de investimento da ordem de 30% na área de saúde e a tendência neste momento de crise é que este percentual seja ampliado, sendo que para isto, se faz necessário melhorar a entrada de dinheiro público para fazer frente aos compromissos públicos”, sinalizou.

 

 

 

 

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política MT

Juiz recebe denúncia do MP Eleitoral e torna presidente da Câmara de Cuiabá réu em ação de caixa 2. Veja despacho

Publicado

JORGE MACIEL

O vereador e presidente da Câmara de Cuiabá, Misael Galvão, se tornou réu em uma ação penal eleitoral por suposta prática de falsidade ideológica.

Essa condição está na conclusão do juiz Alexandre Martins Ferreira, da 51ª Zona Eleitoral, que recebeu a denúncia do Ministério Público Eleitoral (MPE). Também viraram réus o irmão do vereador, Oziel Oliveira Galvão e o ex-coordenador financeiro da campanha, Rafael Leepkaln Capuzzo.As investigações iniciais apuraram se Misael, durante a campanha política de 2016, comprou votos dos eleitores do Bairro Ribeirão do Lipa, na Capital. Ao analisar o caso, o juiz entendeu que as provas constantes na denúncia são suficientes para o recebimento da denúncia, o que faz com que o vereador se torne réu na ação.

Em maio deste ano, Misael ingressou com ação pleiteando derrubar as investigações realizadas pela Polícia Federal, a mando d Promotoria Eleitoral da 51ª Zona, mas a petição foi rejeitada pelo pleno.

A denúncia fala em gastos excessivos. Conforme o Ministério Público Eleitoral, o limite de gastos permitidos para a campanha de Misael Galvão era de R$ 492.024,46, mas extrapolou, conforme as investigações, além dos R$ 800 mil.

CLIQUE E VEJA  DECISÃO

Continue lendo

Política MT

No dia do seu aniversário, secretário de Finanças de Poconé morre após contrair a covid-19

Publicado

Internado desde a quarta-feira segunda feira passada (24), o secretário municipal de Finanças de Poconé, na Baixada Cuiabana, Acy Nunes Siqueira, morreu vítima da Covid-19 na madrugada neste sábado (27), exatamente no dia em que completaria 70 anos.

Poconé fica a 104 km de Cuiabá. O secretário estava com sintomas graves da covid e havia sido internado em um hospital particular da cidade.
Acy era um paciente de risco, com comorbidade em  por diabetes e fazia hemodiálise, em vista a problemas renais.

Acy era servidor público estadual aposentado e vinha exercendo o cargo de secretário municipal de Finanças de Poconé desde o início da atual gestão, em janeiro de 2017.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana