conecte-se conosco


Entretenimento

Davi Lucas fala com o iG e manda recado para os pais dos astros mirins

Publicado

Davi Lucas
Divulgação

Davi Lucas


Davi Lucas, que agora se dedica apenas ao ofício de psicólogo clínico, pode ser visto em “Alma Gêmea”, sua primeira novela na Globo, que está sendo reapresentada pelo Canal Viva. Enquanto mata a saudade dos que sentem a sua falta no vídeo, o friburguense, de 27 anos de idade e 20 de carreira, segue fazendo atendimentos psicológicos on-line com pacientes de diversas partes do país e até do exterior.

Só a título de curiosidade: ele já demonstrava talento para atuação desde cedo. Aos sete, integrou o elenco da peça “Natal Encantado da Bela e a Fera” e, logo em seguida, migrou para a emissora dos Marinho, onde brilhou em “Minha Nada Mole Vida”, “Caras e Bocas” e “Malhação” (2012/13), a sua última incursão na TV.

“Tenho atendido pessoas com depressão, ansiedade e estresse pós-traumático, por conta da pandemia, mas também devido ao avanço tecnológico presente no nosso dia a dia, que imprime uma velocidade de informação muito grande. Faculdade, trabalho, relações interpessoais etc. Tudo tem mudado rápido e o tempo todo. É preciso ter preparo para encarar tais mudanças”, disse o ator neste bate-papo exclusivo com o  iG Gente. Veja os melhores momentos na íntegra!  

Davi Lucas
Divulgação

Davi Lucas



1. Apesar de não atuar mais, você é sempre visto nas reprises. Quais lembranças tem da sua trajetória?

As do trabalho excessivo (risos).

2. Mesmo longe da televisão, você ainda sente o assédio do público de alguma forma? 

Hoje tenho mais esse contato pela internet, quando as pessoas “googlam” meu nome. Ainda rola, sim, em alguma porção, na rua, mas muito menos que antes.

Davi Lucas
Divulgação

Davi Lucas


3. Por que optou pela psicologia?

Estou descobrindo que, de certa forma, sempre gostei da área, mais precisamente da análise do comportamento e das terapias cognitivo-comportamentais. Só não sabia que tinham esse nome. 

4. Como tem sido trabalhar remotamente atendendo seus pacientes?

Excelente, gratificante, realizador… Sei lá, são tantos adjetivos que eu poderia encaixar aqui!

Davi Lucas
Divulgação

Davi Lucas


5. E o Davi Lucas também faz ou já fez terapia?

Faço, sim. Psicoterapeuta que não passa pelo processo que aplica não é psicoterapeuta. Por sinal, a psicologia baseada em evidências científicas foi uma das grandes responsáveis por eu conseguir, hoje, atribuir sentido à minha vida.

6. Muita gente ainda acha que terapia é para doidos, ou algo do tipo. Como analisa esse tabu? De que forma incentiva alguém a procurar ajuda?

Tem assuntos que já não deveriam nem ser colocados em pauta: “terra plana”, “Estudos científicos funcionam?”, “psicologia é coisa de maluco”, enfim! Olha, convencer uma pessoa a se cuidar é um movimento que tem de ser analisado com muita parcimônia. Divulgar essa área enquanto ciência e promovedora de resultado é ajudar a estimular o início de um processo psicoterapêutico? Então eu estou dentro.

Agora, ficar pegando na mão do Zezinho que grita “Tratamento bom se chamava fivela de cinto!” acredito que não seja a função correta. Psicoeducar não é empurrar à força algum conceito. E outra: a psicologia trabalha com o que é real. Pessoas podem escolher pelo obscurantismo que seja, só devem se responsabilizar por isso.

7. Você, que passou anos no meio artístico, acha que atores também devem fazer terapia para lidar com fama, sucesso, assédio do público, egos e vaidades?

Não acho, não, tenho certeza! Por sinal, passei por diversos processos de preparação de elenco enquanto criança e adolescente que me fizeram um total de 100% mal e 0% bem.

Davi Lucas
Divulgação

Davi Lucas


8. Vemos pela internet que voltou a atuar fazendo vídeos para falar do seu dia a dia como psicólogo. Como surgiu a ideia? 

De maneira meio espontânea mesmo! Hoje me sinto muito bem em estar nestes reels/tiktoks. Liberdade não tem preço! 

9. Como tem sido o retorno das redes sociais em relação a seu novo trabalho?

Maravilindo! Atualmente usufruo de um ecossistema em harmonia! Tudo indo bem demais!

10. Se Davi Lucas pudesse dar um conselho para atores mirins hoje, qual seria?

Acho que só daria um abraço e falaria que sei o que estão sentindo (e, na maioria das vezes, não é nada bom). Mandaria um recado para os pais: sei que não tiveram tanta chance e enxergam como ótima a oportunidade que estão dando para o filho de vocês, mas eu, Davi Lucas, que trabalhei no show business dos sete aos vinte anos, estou mandando um alerta: escutem o que os seus filhos estão falando, mas de verdade! A carga que eles estão levando, por mais que estejam sorrindo e cantando, está pesada demais! Ouçam, acolham e, pela saúde dos pequenos — se não quiserem continuar —, respeitem. Quem está dizendo isso é uma pessoa com duas décadas de vivência. 


Fonte: IG GENTE

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Entretenimento

WhatsApp: é golpe mensagem que oferece Pix de R$ 50 no Dia dos Pais

Publicado

 

Golpe circula no WhatsApp
Unsplash/Mourizal Zativa

Golpe circula no WhatsApp

Circula no WhatsApp um golpe que promete dar os usuários um Pix de R$ 50 em comemoração ao Dia dos Pais. Se a vítima for até o fim da fraude, dinheiro nenhum é pago e dados pessoais são roubados.

O golpe foi descoberto pela empresa de cibersegurança Kaspersky, que alerta para o seu funcionamento. A mensagem que circula no WhatsApp afirma que um banco pagará R$ 50 para celebrar o Dia dos Pais.

Se o usuário clica no link recebido, ele se depara com a seguinte mensagem: “Parabéns, você ganhou!”. No site falso, a vítima é incentivada a compartilhar sua chave Pix para receber o pagamento, além de ser obrigada a compartilhar o link com outras pessoas no WhatsApp.

De acordo com a Kaspersky, o objetivo dos golpistas é justamente roubar a chave Pix dos usuários, que geralmente é o número de celular ou o CPF. Com essas informações, é possível aplicar outros golpes, como o da clonagem do WhatsApp.

“Temos visto cada vez mais esquemas de  phishing [quando uma mensagem falsa induz o usuário a alguma ação, como clicar em um link] se utilizarem de datas especiais para enganar pessoas”, afirma Fabio Assolini, diretor da Equipe Global de Pesquisa e Análise da Kaspersky para a América Latina.

“Adicionar o compartilhamento em uma das etapas torna a fraude ainda mais perigosa, pois eles fazem com que a vítima envie o golpe para amigos e parentes, transmitindo credibilidade ao link fraudulento. O ideal é que o usuário fique atento ao que receber qualquer conteúdo nos aplicativos de mensagens e não compartilhe promoções sem antes verificar nos sites oficiais”, orienta o especialista.

Como não cair em golpes no WhatsApp

As dicas para não cair nessa fraude são as mesmas para evitar cair em outros golpes que circulam no mensageiro e em outras plataformas. Confira:

  • Suspeite sempre de links recebidos por e-mails, SMS ou mensagens de WhatsApp;
  • Sempre verifique o endereço do site para onde foi redirecionado, endereço do link e o e-mail do remetente para garantir que são genuínos antes de clicar, além de verificar se o nome do link na mensagem não aponta para outro hyperlink;
  • Verifique se a notícia é verdadeira acessando o site oficial da empresa ou organização ou os perfis nas redes sociais;
  • Se não tiver certeza de que o site é real e seguro, não insira informações pessoais;
  • Mantenha um antivírus instalado e atualizado – veja aqui opções grátis para Android .

Fonte: IG TECNOLOGIA

Continue lendo

Entretenimento

Sem convites desde 2019, Rosamaria Murtinho reclama da falta papéis na TV

Publicado

DA ISTOÉ

Rosamaria Murtinho ficou conhecida por vários papéis na dramaturgia, como Zuleica na primeira versão de “Pantanal” e Margot em “Chocolate com Pimenta”.

Contudo, aos 86 anos, a atriz revela que não é chamada para trabalhar desde 2019. A entrevista, para o Extra, foi publicada nesta quarta-feira (10). “Estou doida para que me chamem para alguma coisa. Estou com 86 anos e posso fazer perfeitamente papéis de mulheres mais velhas. Tenho o rosto marcado pelo tempo, e isso é um valor. Não entendo por que chamam atrizes mais novas para fazer esse tipo de personagem usando maquiagem”, comentou.

Foi em Pantanal, inclusive, que ela participou do que chamou de “a maior cena da carreira” dela. “Imagina: a personagem precisa contar para o marido que o filho está morto depois de ser envolvido por uma cobra”, relembrou.

“A Zuleica da primeira versão era uma mulher sem grandes conflitos. Acho que a mudança para uma personagem preta traz novas camadas, já que tem a questão do racismo na trama. A Aline Borges, atriz que faz a personagem agora, chegou a me procurar, querendo falar comigo. Estou gostando muito de ver essa história. É uma grande novela, que marcou uma época”, disse.

A artista, que é casada com o ator Mauro Mendonça, falou sobre o seu estado de saúde. “Depressão é coisa muito séria. Só quem já passou por isso sabe o que é. E acho importante falar, porque as pessoas precisam se cuidar. Quem passa por isso precisa sempre de ajuda dos outros. Na vida, a gente só nasce e morre sozinho. Mas agora já estou melhor”, analisou.

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana