conecte-se conosco


Nacional

Da Vinci ostentação! Bilionários embarcam na moda de expor obras raras em iates

Publicado

IstoÉ

príncipe saudita
Phil Walter/Fethi Belaid

Mohamed Bin Salman tem o hábito de exibir tela ‘Salvator Mundi’, atribuída a Leonardo da Vinci, para convidados em iate

Até pouco tempo atrás, os bilionários costumavam colecionar obras de arte como uma forma de investimento seguro. Alguns até apreciavam exibi-las nas comemorações que promoviam em suas residências, como uma forma de mostrar cultura e poder. A novidade é que eles agora as levam para o mar, submetendo-as a perigos até então impensáveis no mundo da arte, como tempestades, naufrágios e pirataria.

Leia também: Jumentos motivam disputa judicial que pesa crenças e interesses econômicos

Essas raridades embarcam em iates e veleiros de luxo extremo para figurar como vedetes diante de convivas selecionados. A moda de exibir arte a bordo ganhou impulso com o aumento e a sofisticação das embarcações, que atingem até 170 metros de comprimento. Como os iates se tornaram a segunda mansão de bilionários — xeiques, banqueiros e oligarcas russos —, parece-lhes natural que levem consigo as coleções mais queridas.

Museólogos alertam para o perigo que correm as obras de arte nessas condições. A historiadora inglesa Pandora Mather Lees e a museóloga Ana Galán Pérez, presidente da Associação de Conservação da Espanha (ACRE), denunciam riscos. O detalhe, segundo elas, é que certas telas, painéis, instalações e esculturas têm status de patrimônio cultural oficial e, por consequência, são submetidas a leis e regulamentações rígidas em relação a exportações ilegais. Isso para não mencionar o risco que as seguradoras assumem ao colocá-las a bordo e os problemas ambientais, como umidade, maresia e descuidos de passageiros e tripulantes.

Leia Também:  Boris Johnson pode deixar britânicos sem comida e remédios

Pandora, que trabalha como consultora de exposições em embarcações, afirma ter visto iates com mais de 800 obras de arte cujo preço é bem maior do que a própria embarcação. “Há superiates com coleções melhores que as de alguns museus nacionais”, disse ela ao jornal El País . “Se a aparência externa dos barcos é discreta, os interiores exibem cada vez mais luxo e vaidade.

Leia também: Suspeito de encomendar morte de jornalista, príncipe saudita tem destaque no G20

Museu no iate

cabeça de mulher
Victor Lerena

Espanhol Jaime Botín é um dos grandes colecionadores da Europa. Está respondendo por um processo de contrabando

O exemplo mais célebre é o do príncipe herdeiro saudita Mohamed Bin Salman , o MBS. Foi ele que arrematou a tela “Salvator Mundi”, atribuída ao artista florentino Leonardo da Vinci , em um leilão na Christie’s, em Londres, em 2011. Os especialistas tendem a refutar a autoria, mas a tela se tornou uma das obras de arte mais caras do mundo. O príncipe ainda não deu aval para a exibição da obra solicitada pelo Museu do Louvre. Isso não o impediu de pendurá-la em uma das galerias de arte de seu iate, o Selene. Um crítico presente a uma festa na embarcação, em outubro de 2018, no Bósforo, revelou que MBS ostentou a tela poucas horas após o assassinato do jornalista Jamal Khashoggi , na embaixada da Arábia Saudita, em Istambul.

Leia Também:  Deltan Dallagnol troca de advogado e será defendido por ex-ministro do STF

Outro colecionador apaixonado é o empresário de petróleo russo Roman Abramovich . Seu monumental iate Eclipse, com 162 metros de comprimento e 13 mil toneladas de peso, é dotado de dois helipontos, duas piscinas, uma discoteca e um minissubmarino, além de um amplo salão de exposições. Os destaques da galeria flutuante são quadros de Lucian Freud e de Francis Bacon, além de esculturas de Simon Allen.

Leia também: Tarifas dos pedágios de São Paulo ficam mais caras a partir de segunda-feira

Ganhou ainda mais fama

O amor pela arte do banqueiro espanhol Jaime Botín. Sem conter sua admiração pelo quadro “Cabeça de Mulher Jovem”, de Pablo Picasso, ele o levou a passear por águas estrangeiras. Por desprezar as ordens do Ministério da Cultura espanhol, foi acusado de contrabando.

Fonte: IG Nacional
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Nacional

Pronunciamento de Macron sobre Amazônia irrita apoiadores de Bolsonaro

Publicado

source
Emmanuel Macron arrow-options
Reprodução/Twitter/emmanuelmacron

Emmanuel Macron

Neste sábado (24), o presidente francês, Emmanuel Macron, pediu a “mobilização de todas as potências” em prol da Amazônia . Segundo ele, essa parceria entre os países é importante para combater o desmatamento e investir no reflorestamento. O pronunciamento foi feito antes da reunião anual da cúpula G7, que acontece neste fim de semana em Biarritz, litoral da França.

LEIA MAIS: Forças Armadas iniciam combate ao fogo na Amazônia neste sábado

O pronunciamento do presidente foi motivo de polêmica entre os apoiadores de Bolsonaro, que logo colocaram a hashtag #MacronLiar ( Macron mentiroso) nos Trending Topics do Twitter. “Vai cuidar do que lhe pertence! O Brasil cuida bem da floresta”, publicou um usuário, junto de uma foto da Catedral de Notre Dame em chamas. “Covarde, que não quer ajudar, só criticar”, disse outro. Confira mais tweets abaixo:

A cúpula G7 é composta pelas sete economias mais avançadas do mundo: Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão e Reino Unido. “A Amazônia é nosso bem comum. Estamos todos envolvidos, e a França está provavelmente mais do que outros que estarão nessa mesa, porque nós somos amazonenses. A Guiana Francesa está na Amazônia”, afirmou Macron.

Leia Também:  Kajuru anuncia troca de partido: “Querem que eu seja inimigo de Bolsonaro”

LEIA MAIS: Macron pede “mobilização de potências” durante o G7

No discurso, destacou que a Amazônia “é um tesouro de biodiversidade e um tesouro para o nosso clima, graças ao oxigênio que ela emite e ao carbono que ela captura”. O presidente da França comprometeu-se a defender o oceano e as florestas. “Temos que responder a isso de maneira concreta. Nestes assuntos, o tempo não é mais para palavras, e sim para ações”, disse Macron .

Fonte: IG Nacional
Continue lendo

Nacional

Forças Armadas iniciam combate às queimadas na Amazônia neste sábado

Publicado

source
Queimadas na Amazônia arrow-options
Fernando Frazão/ABr

Queimadas na Amazônia subiram 82% neste ano

O governo federal anunciou que as ações das Forças Armadas para o combate às queimadas que destroem a floresta amazônica . vão começar na tarde deste sábado. Dois aviões, cada um deles com capacidade de transportar 12 mil litros de uma mistura de água e produtos químicos, já estão em Porto Velho (RO).

Além de Rondônia, Roraima e Tocantins, estados onde o presidente Jair Bolsonaro já autorizou o emprego da Garantia da Lei e da Ordem (GLO), há uma solicitação do Pará, segundo o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Há a expectativa de que pedidos semelhantes dos governos do Acre e de Mato Grosso cheguem nos próximos dias.

Não há previsão de envio de homens das Forças Armadas de outros estados para a Amazônia Legal. O efetivo a ser usado é aquele que já atua na Região Norte. Para as ações nas proximidades de Porto Velho, há a possibilidade de emprego de 400 homens, segundo o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva. Em um primeiro momento, 30 bombeiros da Força Nacional de Segurança se deslocaram de Brasília a Porto Velho, em apoio. Uma entrevista coletiva na manhã deste sábado reuniu Azevedo e Silva, Salles e o tenente brigadeiro Raul Botelho, chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas.

Leia Também:  Em carta, Bolsonaro diz: “Querem me afastar dos amigos judeus”

— Não vamos levar tropa efetiva daqui para lá. Em Porto Velho, tem sede da Brigada de Infantaria de Selva, com cerca de 700 homens. Dependendo do planejamento, pode-se usar cerca de 400 homens. É suficiente – disse o ministro da Defesa. — É importante a adesão dos governos estaduais, senão vamos ficar limitados às áreas federais, que são as Unidades de Conservação e e as terras indígenas.

Ainda segundo Azevedo e Silva, além dos Estados Unidos, Chile e Equador já se dispuseram a ajudar nas ações, mas ainda não houve movimentos concretos. Ele disse que a conversa entre o presidente Jair Bolsonaro e o presidente dos EUA, Donald Trump, ficou no nível da “intenção”.

A previsão é que a primeira ação de combate ao foco sob a coordenação das Forças Armadas aconteça às 16h30m deste sábado, com o uso de uma aeronave do modelo C-130. Ao todo, seis aviões e um helicóptero foram deslocados para Rondônia. Também foram levadas para o centro da crise 18 pessoas para cuidar da comunicação social. O chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, disse que “a área de comunicação é muito importante nesse momento que estamos vivendo”.

Leia Também:  Boris Johnson pode deixar britânicos sem comida e remédios

Azevedo e Silva acrescentou que está “combinado” com o Ministério da Economia o desbloqueio dos R$ 20 milhões que estão previstos no orçamento da pasta este ano para ações da GLO. Segundo ele, a sinalização foi dada em uma reunião na sexta-feira, pelo secretário-executivo da Economia, Waldery Rodrigues.

— Está combinado. Estou numa fase em que só acredito quando abrir o cofre e ver. Com o Paulo Guedes (o acerto). Ontem, na reunião com o presidente da República, estava o secretário Waldery, e ele falou isso, que o mais fácil era descontingenciar — disse Azevedo e Silva.

Ricardo Salles afirmou que há um saldo de pouco mais de R$ 1 bilhão no Fundo Amazônia , e que os recursos estão sendo usados também pelo Ministério do Meio Ambiente nas ações contra as queimadas. Salles negou que o governo tenha demorado a agir para conter os focos de incêndio.

— As queimadas ocorrem justamente agora no período seco, questão de 30 dias para trás. Foi nesse momento quente e seco que se iniciaram as queimadas (em maior volume). Portanto, a resposta dada às queimadas foi absolutamente tempestiva.

Fonte: IG Nacional
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana