conecte-se conosco


Mulher

Curso gratuito de T.I. para mulheres está com vagas abertas

Publicado

source

A NTT Ltd., empresa líder em infraestrutura e serviços de TI, em parceria com a WoMakersCode, organização que estimula e capacita mulheres para entrar no mercado tecnológico, irá lançar no dia 11 de julho o programa IT for Girls, iniciativa que visa despertar o interesse das mulheres pelo ambiente de TI. O projeto é gratuito e tem a expectativa de atingir mais de três mil pessoas que desejam conhecer mais sobre as inúmeras oportunidades disponíveis no mercado da tecnologia, área que favorece as atividades em home office e tem atraído o público feminino, também por possibilitar ficar mais tempo com os filhos e a família.

Daniela Gartner de braços cruzados.
Foto: Divulgação

Daniela Gärtner

“O programa tem como objetivo mostrar às mulheres em início ou transição de carreira as inúmeras oportunidades profissionais que podem ser construídas na área de tecnologia, e não somente envolvendo programação. Além disso, o IT for Girls quer incentivar a formação de mulheres em tecnologia para ajudar a suprir o gap de profissionais de TI e auxiliar na construção de um ambiente de TI com mais equidade de gênero”, disse Daniela Gärtner, diretora de Recursos Humanos LATAM da NTT Ltd.

“O curso terá 10 aulas ao vivo, com duração de 45 minutos e contará com mulheres especialistas da NTT Ltd., que são referências no mercado em suas áreas de atuação.” Na primeira semana, as interessadas aprenderão sobre quais as principais áreas do universo de TI (Infraestrutura, Desenvolvimento de Software, Governança, Experiência e Suporte ao Cliente), como o que faz, para que serve, quais os desafios do dia a dia, as habilidades necessárias, entre outros tópicos. As aulas serão ministradas sempre por especialistas da NTT Ltd., executivas que são referências em suas áreas.

Na segunda semana, as alunas terão instruções de recrutamento, recebendo orientações de como se destacar nas redes sociais (especialmente no LinkedIn), como montar um currículo e um portfólio mesmo sem experiência profissional, entre outras dicas do que se deve fazer e evitar na hora de uma entrevista, apresentadas pelos times de RH e recrutadores da multinacional. O programa será realizado online, em formato de talk show e expedirá um certificado de conclusão.

Curso é gratuito e será ministrado digitalmente
Foto: Reprodução/Freepik

Curso é gratuito e será ministrado digitalmente


O conteúdo ficará disponível na plataforma da WoMakersCode, organização parceira do programa IT for Girls, que também auxiliará na divulgação e no suporte às inscrições. Com mais de 200 mil mulheres já impactadas no Brasil, a WoMakersCode já apoiou a recolocação de mais de três mil profissionais e acredita que a educação é o caminho para o combate e redução da desigualdade. As mulheres que fazem parte da rede têm acesso a eventos, cursos, mentorias de carreira e programas de formação de maneira gratuita.

“Mostrar as diversas carreiras na tecnologia é um passo fundamental para trazer cada vez mais mulheres ao mercado de trabalho. A parceria com a NTT tem como objetivo fomentar o interesse e entendimento das oportunidades na área de tecnologia e inovação, trazendo mulheres como protagonistas da transformação digital”, explica Mariana Ribeiro, co-fundadora da instituição sem fins lucrativos.

A NTT Ltd. tem se dedicado a uma série de iniciativas de ESG visando a inclusão e a capacitação de profissionais no mercado de trabalho, pois acredita que o seu papel social é contribuir para um futuro melhor, mais inclusivo e conectado, ajudando na construção de uma sociedade com igualdade de oportunidade para todos. Recentemente, a empresa também lançou a NTT Academy, que visa atingir mais de 4 mil pessoas interessadas em atuar no setor de TI, até o final de 2022, por meio de programas gratuitos feitos em parceria com os principais players do mercado.

O IT for Girls se inicia em 11 de julho e está aberto às mulheres que desejarem saber mais sobre o universo de TI. As inscrições são gratuitas e vão do dia 20 de junho a 08 de julho.

Fonte: IG Mulher

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mulher

Falsificação na moda: conheça as consequências desse tipo de mercado

Publicado

Falsificação na moda: conheça as consequências desse tipo de mercado
Redação EdiCase

Falsificação na moda: conheça as consequências desse tipo de mercado

A comercialização de produtos falsificados pode impactar negativamente na sociedade e no meio ambiente

Por Luana Pellizzer

A compra de produtos falsificados é uma prática muito comum no Brasil, especialmente no mercado da moda. Impulsionados pelos preços mais baixos do que os produtos originais, muitos consumidores optam por adquirir réplicas não oficiais. Mas a falsificação, além de ilegal, gera consequências para o meio ambiente, para a economia e para a sociedade. 

> Conheça as tendências de moda para o outono/inverno de 2022

Legislação Brasileira 

A especialista em direito da moda Dra. Regina Ferreira explica que o Brasil não tem uma legislação específica para proteger as criações de moda , mas que as leis vigentes são usadas na prática para resguardar os direitos dos criadores e para reprimir cópias não autorizadas. “A falsificação é crime e pode gerar consequências cíveis”, ressalta.

Consequências sociais 

Em um primeiro momento, a falsificação gera consequências às marcas, pois resulta na desvalorização de um produto exclusivo. Mas a Dra. Regina Ferreira destaca que o processo de produção e comercialização da falsificação também desencadeia uma questão social séria, que passa despercebida.

“O mercado ilícito, em razão da sua natureza informal, fomenta as atividades ilícitas de organizações criminosas, a exploração do trabalho. A penalidade para a falsificação é relativamente baixa, mas as consequências para a sociedade são altamente danosas”. 

> Cabelos coloridos: veja 4 tendências que não saem da moda

Problemas ambientais 

Além dessas questões, existe também o comprometimento ambiental. A Dra. Regina Ferreira explica que, “geralmente, as fábricas não respeitam legislações ambientais. Assim, o processo de produção pode conter resíduos e substâncias tóxicas, com a possibilidade de contaminação de afluentes e a exposição dos trabalhadores a esses produtos químicos que são danosos à saúde.”

Por fim, a especialista em direito da moda explica que em ações de busca e apreensão, os produtos falsificados são descaracterizados e descartados, já que não podem ser devolvidos ao mercado, e que por consequência geram ainda mais lixo para sociedade. 

Confira mais conteúdos sobre beleza.

Fonte: IG Mulher

Continue lendo

Mulher

Irmãs Hadid surpreendem com cabelo semi raspado em desfile

Publicado

Irmãs hadid tem se tornado ícones da moda desfilando para marcas de renome.
Reprodução/Instagram AfterParty.al

Irmãs hadid tem se tornado ícones da moda desfilando para marcas de renome.

As modelos Bella e Gigi Hadid participaram do mais recente desfile da grife Marc Jacobs, realizado na Biblioteca Pública de Nova York, EUA. O visual mostrado pelas irmãs chamou a atenção do público, especialmente em relação às madeixas das duas, estilizadas em um semi raspado, dando um ar “futurista” e “extraterrestre” às duas. 

Em contraponto, o look usado pelas Hadid  foi bem mais minimalista do que os cabelos, Gigi usou uma regata branca acompanhada de uma capa bege e uma calça rosa, enquanto a Bela desfilou com apenas um roupão branco. 

A mais nova das irmãs, Bella, de 25 anos, também aproveitou as redes sociais para compartilhar um pouco dos bastidores do evento, mostrando parte da sua preparação para o desfile. 

Agora você pode acompanhar todos os conteúdos do iG Delas pelo nosso canal no Telegram. Clique no link para entrar no grupo. Siga também  o perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mulher

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana