conecte-se conosco


Internacional

Cúpula das Américas: Biden diz que democracia é ‘essencial’ na região

Publicado

source
O 46º presidente dos Estados Unidos, Joe Biden
Reprodução/Twitter @POTUS

O 46º presidente dos Estados Unidos, Joe Biden

O presidente dos EUA, Joe Biden, fez uma contundente defesa da democracia na abertura da Cúpula das Américas, em Los Angeles, afirmando que ela é um ‘ingrediente essencial’ da região. Diante de uma plateia formada por chefes de Estado, lideranças empresariais e representantes da sociedade civil, Biden reiterou a necessidade do trabalho de forma conjunta e coordenada, e tentou colocar Washington como uma espécie de “força motriz” dessas mudanças.

Contudo, algumas ausências — voluntárias ou não — devem marcar os próximos dias.

Logo nos primeiros movimentos de sua fala, Biden afirmou que a democracia “é uma marca” e um “ingrediente essencial” das Américas, mencionando a Carta Democrática Interamericana, firmada em 2001. Segundo ele, o texto é compromisso de todos os países com a estabilidade, justamente no momento em que a democracia “está sob ataque” no mundo.

“Nem sempre vamos concordar com tudo. Mas porque acreditamos na democracia nós resolvemos nossas diferenças com diálogo e respeito”, afirmou Biden.

Antes da reunião, o presidente foi duramente criticado por não convidar três nações acusadas por Washington de não serem regimes democráticos: Cuba, Nicarágua e Venezuela, os dois últimos liderados por presidentes — Nicolás Maduro e Daniel Ortega — não reconhecidos pelos EUA. Em protesto, México, Bolívia, Honduras e Guatemala não enviaram seus chefes de Estado a Los Angeles, e outros países, como Argentina e Chile, também expressaram seu descontentamento.

Biden não mencionou as ausências ou questionamentos à lista de convidados, e preferiu apresentar alguns dos temas que devem dominar as reuniões da cúpula. A começar pelos impactos da Covid-19 na região — o presidente americano destacou que 45% de todas as mortes provocadas pela doença no mundo ocorreram nas Américas, e que 22 milhões de pessoas passaram a viver abaixo da linha da pobreza apenas no primeiro ano da pandemia.

Os problemas foram amplificados pela desaceleração econômica e pela alta global da inflação, um fenômeno ligado, como frisou Biden, à invasão da Ucrânia, chamada por ele de “guerra de Putin”, com quebras de cadeias de suprimentos e a escassez de commodities agrícolas exportadas por russos e ucranianos. O presidente mencionou que esse quadro também contribui para o aumento da imigração, regular ou irregular, e que tem como principal destino as fronteiras americanas.

Na terça-feira, o governo americano anunciou um pacote de investimentos privados de US$ 1,9 trilhão, destinado a, segundo a Casa Branca, “criar um ecossistema de oportunidades” e ajudar a “dar esperança às pessoas da região para construir vidas seguras e prósperas em seus lares”. O ponto central do plano é incentivar moradores de países como Honduras, Guatemala e El Salvador a permanecerem em suas regiões, e não mais tentarem entrar nos EUA.

Segundo Biden, a imigração deve ser um dos pilares da chamada Declaração de Los Angeles, que deve ser assinada na sexta-feira, ao final da cúpula, um texto descrito pela Casa Branca com um pacto para buscar uma resposta ampla à crise social e econômica no Hemisfério Ocidental.

O presidente disse ainda que vai pressionar por ações mais contundentes para o meio ambiente, um tema que estará presente em sua primeira reunião com Jair Bolsonaro, nesta quinta-feira, e que é prioritário na agenda do democrata.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Internacional

Tiroteio em Illinois: polícia prende suspeito de realizar ataque

Publicado

Robert E. Crimo tem 22 anos
Reprodução

Robert E. Crimo tem 22 anos


Robert E. Crimo III, que era buscado em conexão com o ataque a um desfile em Illinois, nos EUA, nesta segunda-feira (4) , foi detido, anunciaram aos autoridades em uma coletiva às 20h (21h em Brasília), segundo a rede americana CNN.

Quando questionadas, as autoridades disseram que ainda descrevem Crimo como uma “pessoa de interesse” no caso enquanto conduzem a investigação e tentam conectá-lo à cena do crime.

De acordo com Polícia de Highland Park, Crimo foi visto em seu carro por uma unidade policial do Norte de Chicago. Crimo fugiu quando a polícia tentou abordá-lo, levando a uma breve perseguição. O rapaz de 22 anos foi levado para o Departamento de Polícia de Highland Park.

O ataque

Um ataque a tiros deixou seis mortos e mais de 20 feridos e fez com que centenas de pessoas fugissem do Desfile do Dia da Independência, em Illinois, nos EUA, na manhã desta segunda-feira (04).


O incidente aconteceu cerca de 10 minutos após o início da cerimônia no centro da cidade de Highland Park, por volta das 10h (horário local).

Reação de Biden

O presidente norte-americano, Joe Biden, disse estar chocado com o ataque e prometeu dar “o total apoio do governo federal” aos investigadores.

“A violência armada sem sentido mais uma vez trouxe sofrimento a uma comunidade americana neste Dia da Independência”, disse, lembrando que assinou recentemente uma lei de segurança de armas.

“Há muito mais trabalho a fazer e não vou desistir de lutar contra a epidemia de violência armada”, finalizou.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Internacional

Tiroteio em Illinois: polícia identifica suspeito de atirar em desfile

Publicado

Robert E. Crimo tem 22 anos
Reprodução

Robert E. Crimo tem 22 anos

O atirador do desfile de 4 de julho nos arredores de Chicago seria Robert E. Crimo, um jovem de 22 anos, morador da região. Autoridades locais informaram que o criminoso, também conhecido como “Awake the Rapper”, está “armado e é muito perigoso”. Ele está fugindo dirigindo um Honda Fit prata.

De acordo com um cartaz de “procurado” publicado pelo FBI para auxiliar nas buscas, o criminoso é um homem branco magro com olhos e cabelos castanhos. Ele tem cerca de 1,80m de altura.

“O FBI em Chicago está auxiliando a Força-Tarefa de Crimes Graves do Condado de Lake em Illinois na busca por Robert E. Crimo, III. Ele está sendo procurado por seu suposto envolvimento no tiroteio de vários indivíduos em um desfile do Dia da Independência em Highland Park”, informa o comunicado.

O ataque

Um ataque a tiros deixou seis mortos e mais de 20 feridos e fez com que centenas de pessoas fugissem do Desfile do Dia da Independência, em Illinois, nos EUA, na manhã desta segunda-feira (04).

O incidente aconteceu cerca de 10 minutos após o início da cerimônia no centro da cidade de Highland Park, por volta das 10h (horário local).

Reação de Joe Biden

O presidente norte-americano, Joe Biden, disse estar chocado com o ataque e prometeu dar “o total apoio do governo federal” aos investigadores.

“A violência armada sem sentido mais uma vez trouxe sofrimento a uma comunidade americana neste Dia da Independência”, disse, lembrando que assinou recentemente uma lei de segurança de armas.

“Há muito mais trabalho a fazer e não vou desistir de lutar contra a epidemia de violência armada”, finalizou.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana