conecte-se conosco


Cuiabá

“Cuiabá avança porque nossa gestão tem o servidor público ao seu lado”, destaca vice-prefeito

Publicado


Jorge Pinho

Clique para ampliar

O vice-prefeito José Roberto Stopa destacou nesta quarta-feira (15) a importância do servidor público para que uma gestão consiga desenvolver de forma eficiente as ações em benefício da população. Durante a entrega de mesas tabletes para 64 salas multifuncionais da rede pública municipal de ensino, ele enfatizou que um governo sensível deve promover avanços sem desrespeitar os direitos daqueles que ajudam a melhorar a vida do cidadão.

“Uma gestão sensível e humanizada deve administrar garantindo todos os direitos dos servidores públicos. Com muito orgulho, sou servidor há 36 anos e sei como é importante ter uma gestão que tem essa preocupação com nossa valorização. Nossa gestão vem, desde 2017, mostrando que é possível fazer isso e, ao mesmo tempo, dar andamento em ações que melhoram a vida de toda a população”, disse Stopa.

O vice-prefeito lembrou ainda que é seguindo esse formato de administração que a gestão Emanuel Pinheiro tem conseguido colocar em prática projetos como a construção de viadutos, obras de pavimentação, Contorno Leste, entregas de unidade saúde e de novas unidades na educação. De acordo com ele, um governo deve ter como base a promoção do desenvolvimento de forma alinhada com o respeito ao servidor público.

“Um governo tem que avançar sim. Tem que avançar muito. Mas, isso deve acontecer com o servidor público como parceiro e não como inimigo ou como aquele que deva ser explorado. A gestão Emanuel Pinheiro faz exatamente isso. Cuiabá avança porque nossa gestão tem o servidor público ao seu lado, como parceiros”, defendeu.

Ainda na linha de defesa dos direitos dos servidores públicos, Stopa parabenizou ainda o deputado federal Emanuel Pinheiro Neta (Emanuelzinho) que se posicionou contra a Reforma Administrativa. “É importante ter uma gestão que consiga fazer parcerias, como a que está em andamento com o deputado Emanuelzinho, que está em Brasília lutando contra a PEC 32, que acaba com carreira do servidor público no Brasil”, pontuou. 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cuiabá

Auxiliar administrativo relembra 32 anos de atuação no serviço público

Publicado


Jose Ferreira

Clique para ampliar

A carreira pública de Valdirson Gonçalo Ribeiro Pires, 61 anos, teve início em 1989 como auxiliar administrativo no Progresso e Desenvolvimento da Capital, o extinto Prodecap, da Prefeitura de Cuiabá. Lá, atuou por cerca de seis anos e, logo após a extinção do órgão, passou a desempenhar atividades perante a então Secretaria de Agricultura. Logo depois, atuou em outras quatro pastas do Executivo, auxiliando à população.

“Estou aqui para servir e não para me servirem. Minha função é recepcionar e informar todos que procuram o município e tirar dúvidas. Lá fora há pessoas que pagam seus compromissos municipais e são elas a quem devemos enaltecer e engrandecer, pois são as verdadeiras sustentadoras da nossa vida”, afirmou, em tom de humildade, “Seo Pires”, como também é conhecido na Prefeitura de Cuiabá. 

 “Eu amo trabalhar no município, conversando e ajudando as pessoas. Se pegarem o meu histórico funcional nunca cheguei atrasado e faltei pouquíssimas vezes. E foi aqui que fiz amigos verdadeiros que serão levados para sempre comigo”, afirma.

Em 2003 fez o concurso do município para auxiliar de serviços gerais e passou, se tornando assim efetivo. Nesta época, ele conta que foi designado para ficar na recepção do Alencastro. Lá, fez amizade com os munícipes e funcionários. Depois de anos dedicados à recepcionar e informar quem necessitava de ajuda,  foi para a Secretaria de Gestão.

Orgulhoso, conta que por ser um dos primeiros a chegar recebeu as chaves do gabinete para que sempre pudesse manter a organização do espaço.

“É uma vida dedicada ao serviço público. Durante a minha carreira desempenhei diversas funções e sou muito grato a Deus por ter me dado esta oportunidade. Fiz da prefeitura minha segunda casa”, ressaltou o servidor.

Uma de suas recordações ao longo de anos de atuação, versa sobre quando  barrou o prefeito Emanuel Pinheiro na porta do gabinete da secretária de gestão. Ele recorda que naquele dia o gabinete estava cheio de pessoas que iriam despachar com a então titulr da pasta. “O prefeito chegou entrando, neste momento, pedi para Emanuel aguardar pois iria anunciar a chegada, já que existiam outras pessoas esperando. A atitude do prefeito foi a melhor, deu aquela risada e disse que eu estava correto, mas levei um puxão de orelha depois da gestora. Pouco depois gargalhamos com tudo isso”, pontua.

São quase 32 anos de casa e muitas histórias. Agora, aos 61 anos de idade Pires, já entrou com pedido de aposentadoria e está em abono permanência. 

“Não quero parar de trabalhar, quando me aposentar ou eu volto com um cargo de comissão ou vou desenvolver minha segunda paixão, que é a culinária. Meu mais conhecido prato é o peixe recheado que faço. Nada de ficar em casa, acredito que vou trabalhar até quando minha saúde me permitir”, reforça. Como cuiabano nato, nascido e criado no bairro ‘Cai-Cai’, o servidor mostra orgulhoso de sua contribuição ao desenvolvimento da cidade.

Continue lendo

Cuiabá

Motoristas de ônibus vivem ‘dia de ciclista’ em treinamento de qualificação realizado pela Semob

Publicado


Luiz Alves

Clique para ampliar

Motoristas de ônibus de Cuiabá sentiram na pele qual a sensação de um ônibus passando ao seu lado. Na manhã desta quarta-feira (27), a Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) realizou um treinamento para os condutores do transporte coletivo com simulações realizadas na garagem de uma das empresas do transporte coletivo que atua na Capital. Enquanto motoristas pedalavam nas bicicletas, um ônibus passava ao lado deles em alta velocidade. “Quando for dirigir  o ônibus, vou pensar de forma diferente. Mas,  o mal que eu não quero,  eu não desejo para o próximo.  No trânsito temos  o problema da falta de educação e precisamos ter consciência e saber que a bicicleta também é um meio de transporte. Quero dizer que a  sensação foi ruim, não é fácil, mas é preciso ver os dois lados, do ciclista e do motorista. Precisamos compartilhar conhecimento e ajudar um ao outro. A gente tenta fazer o possível para não machucar ninguém no nosso dia a dia e esse treinamento nos dará noção da sensação ruim que é pedalar ao lado de um veículo grande”, comentou o motorista, Luiz Antonio Leite de Arruda. 

Devido ao aumento do número de adeptos  ao meio de transporte sustentável, a bicicleta,  a Semob  percebeu a necessidade da realização do curso para os motoristas. O agente de trânsito e coordenador do Pedal Semob, Raimundo Alves Ribeiro, explica que ao não respeitar a distância e a velocidade, o motorista pode receber uma multa gravíssima no valor de R$293.47 e  menos 7 pontos na Carteira Nacional de Habilitação – CNH . A  distância  lateral permitida é de 1,50m ao passar ou ultrapassar bicicleta.
“Cita a lei a diminuição de velocidade sem estipular o KM da velocidade. E hoje, os motoristas de ônibus estiveram no lugar dos ciclistas e  eles sentiram na pele o  que eles sentem no momento em que um ônibus passa ao seu lado. A ideia é manter o respeito a todos, porque os veículos leves e pesados têm o direito de transitar na vias e as bicicletas também. A Semob é um órgão regulamentador e o grande aumento de ciclistas e a falta de treinamento específico para os motoristas fez com que a pasta realizasse esse curso. As pessoas estão usando mais a bicicleta como um meio de transporte, seja por causa da alta dos  combustíveis ou porque as pessoas estão mais preocupadas em  manter uma vida saudável com uma modalidade de transporte sustentável.  Vamos fazer também uma aula teórica de legislação e vamos  a campo fazer a parte prática” –   explicou Raimundo. 
Conforme Raimundo, além do bom senso para ambos, a educação no trânsito deve imperar.  Ele cita que os ciclistas têm prioridade sobre veículos maiores, mas eles têm deveres, como o uso de equipamentos de segurança que são obrigatórios, por exemplo, a campainha, sinalização noturna e espelho retrovisor do lado esquerdo. Quando não existir faixa exclusiva ou ciclovia, a circulação precisa ser feita no sentido dos carros, pelas laterais das ruas, não usar fone de ouvido para que  esteja atento aos movimentos ao seu redor e outros.
Esse foi o primeiro treinamento realizado em Cuiabá. Inicialmente,  o curso foi aplicado aos motoristas da empresa Caribus e vai ser estendido para as demais concessionárias que exploram a atividade de transporte coletivo na Capital. 

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana