conecte-se conosco


Geral

Cuiabá abre cadastro de imunização da covid para pessoas de 59 anos sem comorbidades

Publicado

Cuiabá abre cadastro de imunização da covid para pessoas de 59 anos sem comorbidades

A Prefeitura de Cuiabá liberou nesta segunda-feira (31) o cadastro na campanha Vacina Cuiabá: Sua Vida em Primeiro Lugar para pessoas de 59 anos sem comorbidades. O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, determinou o início do processo para agilizar a vacinação. A campanha na capital mato-grossense já aplicou 201 mil doses nos seis polos espalhados pela gestão. Nos preparamos para vacinar também o grupo de 59 anos para baixo sem comorbidade, independente da comorbidade que estiver vacinando. Iremos vacinar, claro, dependendo da quantidade de vacina que vai chegar. Eu sempre digo, Cuiabá trabalha dia e noite para imunizar a sua população. Tudo o que eu mais quero é fazer com que todo cidadão da minha terra receba o imunizante”, defendeu o prefeito Emanuel Pinheiro.

A secretária de Saúde, Ozenira Félix, reforça: “considerando que falta bem pouco para terminarmos o grupo dos idosos e que temos uma baixa adesão do grupo de comorbidades, decidimos ampliar o cadastro. Importante reforçar que neste momento apenas os cadastros estão liberados, e só vamos liberar as agendas quando recebermos mais vacinas”.

O planejamento da SMS é que a campanha de vacinação trabalhe com um cadastro bem amplo, para que todos os polos de vacinação sejam utilizados na sua totalidade. “Temos capacidade para realizarmos cerca de cinco mil aplicações por dia e nossos polos estão subutilizados porque temos recebido poucos cadastros. Queremos juntar um número grande de cadastros para quando liberarmos as agendas podermos usar todos os polos com força total”, explicou Ozenira.

A secretária de Saúde também revelou que o cadastro de trabalhadores de saúde será reaberto e o de estagiários de saúde também. “Esses dois grupos poderão fazer os cadastros e quando tivermos um quantitativo grande de vacinas, eles poderão ser imunizados. É importante que entendam que isso não será breve, pois temos vários outros grupos para serem vacinados antes.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Com alta nos preços, operação confere denúncias contra postos por fraudes no abastecimento e lacra bomba de combustíveis

Publicado

Cinco postos de combustível de Cuiabá foram alvos da fiscalização [Foto – PJCMT]

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Defesa do Consumidor (Decon), e o Instituto de Pesos e Medidas do Estado de Mato Grosso (Ipem-MT), fiscalizaram cinco postos de combustível de Cuiabá, em ação realizada nesta terça-feira (26).

A ação conjunta teve como alvo postos que foram denunciados por consumidores que suspeitaram da quantidade do combustível que abasteceram em seus veículos, e coincide com a entrada em vigor do aumento nos preços da gasolina e do óleo diesel anunciado pela Petrobras.

Durante a operação, foi analisada a vazão em dezenas de bicos e de bombas de combustível. Somente uma bomba de um posto, localizado no Bairro Parque Cuiabá, na Capital, foi reprovada por entregar 80ml a menos de combustível a cada 20 litros abastecidos pelo consumidor.

A bomba reprovada foi lacrada e o posto foi autuado pelo Ipem. A Polícia Civil vai investigar os fatos para verificar se houve adulteração dolosa da vazão, ou erro causado por problemas mecânicos ou pelas intemperes do clima.

O delegado da Decon, Rogério Ferreira, destacou que durante a ação também foi verificado se os postos fiscalizados estavam se aproveitando dos sucessivos aumentos nos preços dos combustíveis nas distribuidoras para praticar aumentos abusivos contra os consumidores.

Se for comprovada a adulteração dolosa da vazão do bico reprovado, ou a prática de aumento abusivo de preços, os responsáveis legais pelos postos irão responder por crime contra a economia popular com até dois anos de prisão, e se for verificado a comercialização de combustível adulterado, os suspeitos responderão por crime contra as relações de consumo com pena que pode chegar aos 5 anos de prisão e multa.

Todas as denúncias encaminhadas à Polícia Civil, ao Ipem, Procon Estadual e Municipal e à Agência Nacional do Petróleo – ANP são investigadas, e os postos continuarão sendo fiscalizados constantemente em Cuiabá e em toda a região metropolitana da Capital.

 

Continue lendo

Geral

MT registra uma morte e 376 novos casos de Covid em 24 horas; taxa de ocupação de leitos de UTI está em 25%

Publicado

Há 70 internações em UTIs públicas e 48 em enfermarias públicas

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta quarta-feira (27), 546.376 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 13.923 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 1 morte e  376 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 546.376 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 1.521 estão em isolamento domiciliar e 530.364 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 70 internações em UTIs públicas e 48 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 25,45% para UTIs adulto e em 8% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (113.350), Várzea Grande (40.577), Rondonópolis (38.312), Sinop (26.339), Sorriso (18.418), Tangará da Serra (17.814), Lucas do Rio Verde (15.704), Primavera do Leste (14.791), Cáceres (11.951) e Alta Floresta (10.895).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 404.835 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 85 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na terça-feira (26), o Governo Federal confirmou o total de 21.748.984 casos da Covid-19 no Brasil e 606.246 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país tinha 21.735.560 casos da Covid-19 no Brasil e 605.804 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados desta quarta-feira (27).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

 

 

 

 

 

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana