conecte-se conosco


Policial

Crimes de estelionato crescem 55% em MT e número de casos registrados passa de 3 mil neste ano

Publicado

Entre janeiro e setembro deste ano, foram registradas em Cuiabá 3.089 ocorrências de estelionato

Com o crescimento de quase 55% nos crimes de estelionato registrados no estado no último ano, a Polícia Civil criou uma delegacia especializada na Capital para reforçar a atuação investigativa na apuração de crimes dessa natureza.

A Delegacia Especializada de Estelionato e Outras Fraudes foi instalada no prédio onde funcionava, anteriormente, a 2ª Delegacia de Cuiabá, no bairro Planalto, que foi readequado e equipado para acomodar a estrutura investigativa da nova unidade policial.

O delegado-geral da Polícia Civil, Mário Dermeval, o diretor Metropolitano, Rodrigo Bastos, e o delegado regional da Capital, Wagner Bassi, visitaram a estrutura nesta semana e se reuniram com as equipes de trabalho, que tem cinco delegados na gestão e na condução das investigações de estelionatos e outras fraudes.

Crescimento dos golpes

Entre janeiro e setembro deste ano, foram registradas em Cuiabá 3.089 ocorrências de estelionato. No ano passado inteiro, o número registrado foi de 4.240.

Considerando apenas os registros de estelionatos praticados em Cuiabá, o crescimento entre os anos de 2019 e 2020 foi de 35,6%, enquanto que os dois principais crimes patrimoniais – roubo e furto – apresentaram queda nas ocorrências. Os registros de roubos cometidos na Capital tiveram queda, no mesmo período, de 26,6% e o de furtos obteve redução de 32,4%.

O delegado regional de Cuiabá pontua que a instalação da nova delegacia se mostrou necessária diante do crescimento exponencial dos crimes de estelionato, que é praticado utilizando variadas modalidades de golpes. “Precisávamos de um olhar mais próximo da ação delituosa e a criação da nova delegacia traz um trabalho especializado da Polícia Civil para chegar aos criminosos, assim como também trabalhar a prevenção e orientação”, afirma o gestor.

Para o delegado-geral, Mário Dermeval, a instalação da nova estrutura da Delegacia de Estelionato é essencial, uma vez que apesar de já ter existido no passado e permanecer criada em legislação estadual, a unidade estava funcionado apenas como núcleo em um dos cartórios da antiga 2ª Delegacia de Polícia do Carumbé. A unidade vem atender uma demanda necessária, visto que o crime organizado cada vez mais tem migrado a sua atuação para golpes de estelionato.

“Vamos providenciar a implantação de um Núcleo de Inteligência dentro da unidade e trabalhamos a ideia de um prédio exclusivo para a Delegacia de Estelionato, com um efetivo maior e melhor amparo tecnológico, que atualmente a investigação de crime de estelionato exige” È o momento oportuno da Polícia Civil preencher essa lacuna com qualidade e ser destaque no combate a esse tipo de crime”.

Atendimento especializado

A titular da delegacia, Luciani Barros Pereira, destaca que um dos objetivos da Delegacia de Estelionato é proporcionar um padrão de qualidade no atendimento às vítimas e nas investigações. “Estamos buscando um trabalho diferenciado, melhoramos o atendimento, criamos o setor de Pronto Atendimento em que a vítima chega na unidade e já é acolhida para ser ouvida”, explica a delegada titular.

Luciani Pereira destaca ainda que quando a vítima procura a Delegacia de Estelionato tem a oitiva realizada por um policial e é formalizada a representação criminal, que é necessária. De imediato é instaurado o Auto de Investigação Preliminar (AIP) e o delegado já faz a análise dos fatos, da ocorrência, determina as diligências e as providências preliminares e, a partir daí, já é dado início as investigações.

“A visita da diretoria nos dá a certeza de que estamos no caminho certo no trabalho investigativo e temos apoio da instituição para desenvolver o nosso trabalho com maior afinco. Nós temos um grande desafio pela frente, uma vez que o estelionato é a atividade criminosa que mais cresce no estado. Então estamos desenvolvendo uma metodologia de trabalho diferenciada, um trabalho especializado, visando o fortalecimento das ações de investigação, concentrando os esforços para coibir a ação dos golpistas”, reforça a delegada.

Outra atuação da Delegacia de Estelionato é reforçar as ações preventivas e de orientação à sociedade para evitar que as pessoas caiam em golpes, que trazem prejuízos financeiros e muitas vezes emocionais às vítimas. “Golpistas geralmente não usam armas e podem estar atrás de tela de computador. O cidadão deve sempre desconfiar de situações em que a esmola é demais, pois não há dinheiro fácil”, orienta Luciani.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policial

PRF apreende veículo por receptação e adulteração de sinal identificador em Rondonópolis/MT

Publicado


Na última terça-feira (07/11), na BR 364, em Rondonópolis, uma equipe da PRF foi acionada para realizar o atendimento de um acidente de trânsito entre um caminhão-cegonha e um automóvel, e após o atendimento, foi solicitado ao condutor do caminhão que se deslocasse até o posto da PRF para preencher o Termo de Declaração e realizar outras consultas.

Em ato contínuo, os policiais identificaram indícios de adulteração nos elementos identificadores de uma Toyota/Hillux que era transportada pela cegonha. Ao realizar novas pesquisas, foi identificado que a caminhonete com ocorrência de furto/roubo.

O motorista declarou que pegou a Hilux num pátio em São Bernardo do Campo/SP e entregaria em Cuiabá/MT, para uma empresa da qual era funcionário.
Além de tudo, o caminhão cegonha ainda estava com o licenciamento atrasado e precisou ser encaminhado ao pátio contratado da PRF.

Fonte: PRF MT

Continue lendo

Policial

PM prende suspeito com taco de beisebol, pistola e munições após briga de trânsito em Cuiabá

Publicado

Policiais do Comando Especializado da Polícia Militar (Cesp) prenderam um homem de 35 anos por porte ilegal de arma de fogo, dano e injúria, na manhã de quarta-feira (8), na Capital. O suspeito foi preso após se envolver em uma briga de trânsito na Avenida Carmindo de Campos.

A equipe da PM realizava policiamento comunitário no bairro Jardim Paulista, quando populares buscaram ajuda para os policiais verificar uma briga, onde um dos suspeitos estava armado, na Avenida Carmindo de Campos.  De imediato, os policiais foram até o local e constataram que o desentendimento entre os suspeitos foi ocasionado após um acidente de trânsito. Na caminhonete L200 Triton, a polícia localizou um taco de beisebol, uma pistola modelo PT111G2C calibre 9mm, um carregador e 12 munições intactas. O suspeito apresentou o documento de registro da arma de fogo.

O outro motorista do carro GM Onix, relatou para a PM que conduzia o veículo pela referida avenida, quando se desentendeu com o condutor da caminhonete, que em seguida, acelerou e freou o veículo, colidindo na traseira do automóvel (Onix). O condutor disse ainda que o suspeito desceu do carro com o taco de beisebol na mão e dizendo alguns palavrões. Diante da situação, os policiais conduziram as partes para a Delegacia de Flagrantes.

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana