conecte-se conosco


Saúde

Crianças internadas no Hemorio têm um dia de herói com bombeiros

Publicado

Crianças do Instituto Estadual de Hematologia Arthur de Siqueira Cavalcanti (Hemorio), vinculado à Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro (SES), tiveram hoje (7) um “dia de herói”. Os pequenos pacientes internados no Hemorio receberam aventais personalizados com seus nomes, com a estampa do uniforme de bombeiros, além de brinquedos.

A ação foi iniciada no Hospital Estadual da Criança, em Vila Valqueire, zona oeste, no último dia 30, e se repetirá, até o final do ano, nos hospitais Adão Pereira Nunes (Duque de Caxias, Baixada Fluminense); Carlos Chagas (Marechal Hermes) e Getúlio Vargas (Penha), ambos da zona norte da capital; e Alberto Torres (São Gonçalo, região metropolitana do Rio).

Humanização

fotos de divulgação da Secretaria de Estado de Saúde (SES) para matéria de Alana Gandra no flash

fotos de divulgação da Secretaria de Estado de Saúde (SES) para matéria de Alana Gandra no flash – Mauricio Bazilio / SES

A iniciativa da SES objetiva tornar a rede hospitalar mais humanizada. Ao entregarem aventais e brinquedos aos pequenos pacientes, os bombeiros contam histórias de suas carreiras e explicam como é o dia a dia do trabalho da corporação.

O diretor-geral do Hemorio, Luiz Amorim, disse que o apoio dado pelos bombeiros à iniciativa contribui para humanizar o tratamento às crianças nos hospitais. “Hoje, os bombeiros foram ao Hemorio. Foi muito bom, emocionante, as crianças adoraram. É uma ação que vai na linha da humanização, que é meta que todo mundo persegue, do melhor atendimento, ainda mais em hospitais como o nosso, em que os pacientes têm doenças graves, crônicas.”

Amorim destacou que muitas crianças têm doenças causadas por alterações no sangue (falciformes) e sofrem várias internações ao longo da vida. São crianças com leucemia, que fazem uimioterapia e ficam, às vezes, meses internadas. “É muito duro. E ações como essa fazem as crianças ficarem mais felizes e isso contribui para a resposta ao tratamento”. Amorim destacou ainda que o contato com os bombeiros, que são profissionais que se arriscam cotidianamente para salvar vidas, tornou o dia das crianças internadas especial. 

Trabalho conjunto

O secretário de estado de Saúde, Edmar Santos, destacou o trabalho conjunto dos órgãos do governo em prol do bem-estar das crianças. “Com essa ação, nosso objetivo é proporcionar um dia especial às crianças internadas nos hospitais da rede estadual com a presença dos bombeiros, nossos heróis da vida real. Levamos o sonho para perto delas, porque muitas se encantam com o gesto de salvar vidas”, disse.

Os aventais hospitalares foram produzidos pela Fundação Santa Cabrini, vinculada à Secretaria de Estado de Trabalho e Renda. A instituição gerencia o trabalho prisional no estado do Rio de Janeiro e oferece aos internos a oportunidade de aprendizado de uma nova função.

Os brinquedos distribuídos foram arrecadados durante os últimos dois meses pela SES, com apoio de outras 17 secretarias e órgãos do estado, que serviram como ponto de coleta. (Alana Gandra)

Edição: Bruna Saniele

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Saúde

Rio tem 5.686 mortes e 56.732 casos de covid-19

Publicado


.

O estado do Rio de Janeiro registrou 5.686 mortes e 56.732 casos confirmados de covid-19. Os números foram divulgados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) nesta terça-feira (2). São mais 224 óbitos e 2.202 casos nas últimas 24 horas. Há mais 1.204 mortes em investigação e 41.838 pacientes se recuperaram da doença.

A capital lidera o número de mortos, com 3.828 casos, ou 67,3% do total no estado. Os demais municípios com maior número de óbitos são Duque de Caxias (254), Nova Iguaçu (191), São Gonçalo (166), Niterói (113), Belford Roxo (107), São João de Meriti (94), Magé (89), Itaboraí (81), Mesquita (64), Itaguaí (49), Petrópolis (44), Nilópolis (40), Angra dos Reis (38), Maricá (36), Volta Redonda (36), Campos dos Goytacazes (32), Macaé (32) e Teresópolis (30).

Entre o número de infectados, a liderança também é da capital, com 31.204 casos confirmados, ou 55% do total no estado. Entre os demais municípios com maior número de casos estão Niterói (3.252), Nova Iguaçu (1.827), São Gonçalo (1.734), Duque de Caxias (1.584), Itaboraí (1.253), Queimados (1.056), Angra dos Reis (1.054), Macaé (902), Belford Roxo (784), Campos dos Goytacazes (779), Volta Redonda (778), São João de Meriti (769), Magé (652), Teresópolis (548), Mesquita (512), Maricá (507), Petrópolis (433), Itaguaí (424) e Cabo Frio (382).

O estado do Rio aparece na segunda posição em número de casos e de óbitos de covid-19 no país, atrás de São Paulo. Por conta disso, o governador Wilson Witzel prorrogou as medidas de isolamento até o próximo dia 5 de junho. Já o prefeito do Rio, Marcelo Crivella, iniciou nesta terça-feira o processo de retomada das atividades, que serão escalonadas até o mês de agosto.

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Saúde

Continue lendo

Saúde

Brasil registra mais de 31 mil mortes por covid-19

Publicado


.

O balanço diário divulgado hoje (2) pelo Ministério da Saúde trouxe 28.936 novas pessoas infectadas com o novo coronavírus, totalizando 555.383. O resultado marcou um acréscimo de 5,4% em relação a ontem (27), quando o número de pessoas infectadas estava em 526.447.

A atualização do Ministério da Saúde revelou 1.262 novas mortes, chegando a 31.199, o maior número de óbitos em 24 horas desde o início da pandemia. O resultado representou um aumento de 4,2% em relação a ontem, quando foram contabilizados 29.937 falecimentos por covid-19.

Em geral, aos domingos e segundas os números são menores em razão das limitações de alimentação do banco de dados pelas secretarias de saúde aos fins de semana e são maiores ás terças-feiras pelo acúmulo de registros dos dias anteriores.

Do total de casos confirmados, 300.546 estão em acompanhamento e 223.638 foram recuperados. Há ainda 4.312 óbitos sendo analisados.

São Paulo se mantém como epicentro da pandemia no país, concentrando o maior número de falecimentos (7.994). O estado é seguido pelo Rio de Janeiro (5.686), Ceará (3.421), Pará (3.040) e Pernambuco (2.933).

Além disso, foram registradas mortes no Amazonas (2.102), Maranhão (997), Bahia (736), Espírito Santo (664), Alagoas (482), Paraíba (379), Rio Grande do Norte (341), Minas Gerais (289), Rio Grande do Sul (245), Amapá (237), Paraná (199), Distrito Federal (177), Piauí (180), Rondônia (172), Sergipe (172), Santa Catarina (148), Acre (165), Goiás (151), Roraima (120), Tocantins (79), Mato Grosso (70) e Mato Grosso do Sul (20).

Já em número de casos confirmados, o ranking tem São Paulo (118.7556), Rio de Janeiro (47.953), Ceará (53.073), Amazonas (43.195) e Pará (41.207). Entre as unidades da federação com mais pessoas infectadas estão ainda Maranhão (36.625), Pernambuco (35.508), Bahia (21.430), Espírito Santo (15.151) e Paraíba (14.859).

De acordo com o mapa global da universidade Johns Hopkins, dos Estados Unidos, o Brasil é o 2o colocado em número de casos, atrás apenas dos Estados Unidos (1,82 milhão). O país é o 4o no ranking de mortes em decorrência da covid-19, atrás de Itália (33.530), Reino Unido (39.451) e Estados Unidos (106.046). A posição do país desce quando os números são comparados à população.

Edição: Liliane Farias

Fonte: EBC Saúde

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana