conecte-se conosco


Nacional

Covid-19: Mortes sobem para 23,4 mil no Brasil; casos passam de 374 mil

Publicado


source
Jovem com máscara contra o coronavírus
Pixabay/Orna Wachman

Brasil já é o segundo país mais atingido pela Covid-19, atrás apenas dos Estados Unidos

Ministério da Saúde  atualizou os dados sobre a  pandemia  da  Covid-19  no Brasil nesta segunda-feira (25). Agora, segundo a pasta, subiu para 23.473 o número de mortes pela doença, sendo 807 novos registros. A alta corresponde a um crescimento de 3,6%. Desses 807 óbitos, 270 foram nos últimos três dias. 

Ainda de acordo com o Ministério da Saúde, os novos casos confirmados de contaminação pelo  novo coronavírus  (Sars-CoV-2) no Brasil são 11.687, totalizando 374.898. O aumento foi de 3,2%. Já a taxa de letalidade passou de 6,2% para 6,3%.

No levantamento da pasta deste domingo, o número de óbitos chegou a 22,6 mil, com 653 novos registros. Já a quantidade de pessoas com a Covid-19 saltou para mais de 363,2 mil, sendo que o aumento foi 15,8 mil.

Leia também: “Estamos tranquilos e serenos”, diz Ministério da Saúde sobre uso da cloroquina

São Paulo continua sendo o estado que tem mais mortes, com 6.220 das 23.473 ocorrências. A letalidade é de 6,3% no estado. Em segundo lugar vem o Rio de Janeiro, com 4.105 mortes e letalidade de 10,4%.

Tabela de mortes e casos confirmados de Covid-19 no Brasil
Divulgação/Ministério da Saúde

Tabela de mortes e casos confirmados de Covid-19 no Brasil

O estado menos afetado pelo novo coronavírus é o Mato Grosso do Sul, que tem 17 mortes registradas e 1.023 casos confirmados de contaminação desde o início da pandemia.

No quadro de casos confirmados, São Paulo também lidera a lista. O estado tem 83.625 pessoas infectadas pelo coronavírus. Em segundo lugar vem o Rio de Janeiro, com 39.298 vítimas de contaminação, sendo seguido por Ceará (36.185), Amazonas (30.282) e Pernambuco (28.366).

Leia também: Covid-19: OMS registra 5,3 milhões de casos e 342 mil mortes no mundo

Ainda de acordo com o Ministério da Saúde, 197.592 pacientes com Covid-19 estão em acompanhamento, 153.833 estão recuperados e 3.742 óbitos ainda estão em investigação.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Nacional

Morador de rua “vira Beyoncé” para pedir ajuda e comove internautas; assista

Publicado


source
morador de rua dançarino
reprodução / Twitter

O morador de rua conhecido como Willins dançou nas ruas para pedir ajuda

Um vídeo que mostra um morador de rua fazendo a performance idêntica de músicas da artista norte-americana Beyoncé viralizou nas redes sociais. O ex-dançarino Willins vive atualmente nas ruas do Centro de Santos, no litoral paulista, e pede ajuda após se apresentar com coreografias de dança nas ruas.

As imagens foram gravadas em frente a um estabelecimento que ficou fechado por meses durante a pandemia e reabriu na última terça-feira (7).

Willins disse ao professor de Educação Física Rodrigo Vedor, funcionário da loja em que o ex-bailarino dançava, que além de ser fã de Beyoncé, gosta de Mariah Carey e Anitta. Ele pediu para tocar a música “Deja Vu”, de Beyoncé, para dançar.

“Quis que eu publicasse na internet, para que os amigos dele vissem”, disse Rodrigo ao G1 Santos e Região. “Ele me disse: ‘Estou com fome , mas não vou pedir nada para comer. Queria um rádio de pilha para poder dançar'”, relatou Rodrigo.

Problemas com a família e escolhas erradas fizeram com que Willins fosse parar na rua, que pediu ajuda para se livrar do vício e arranjar um emprego. Com a ajuda de amigos, Rodrigo encaminhou Willins à casa de acolhimento e agora o está em busca de uma clínica para dependentes químicos .

“Ele quer isso, pediu ajuda. Muitas pessoas me chamaram para ajudá-lo também, mas não sei como fazer isso, arrecadar dinheiro”, afirma. “Por isso, vou procurar saber nos próximos dias sobre alguma clínica que pudesse tratá-lo e direcionar essas doações para lá”, disse Rodrigo.

Continue lendo

Nacional

Prisão domiciliar de Queiroz e esposa tem ‘piada’ para convidados na porta

Publicado


source
tapete queiroz cerveja
Reprodução

Prisão domiciliar de Queiroz e esposa tem mensagem “Não trouxe cerveja?” na porta

Fabrício Queiroz e sua esposa, Márcia Aguiar, envolvidos em esquema de  rachadinhas no gabinete de Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) enquanto ele era deputado estadual, cumprirão pena em prisão domiciliar no apartamento do casal. Nesta sexta-feira (10), marcada pela volta do ex-assessor de Flávio para casa após seu curto período no presídio , no tapete da entrada do apartamento 508 havia, além de um par de chinelos, um tapete com a pergunta: “Não trouxe cerveja?”.

Moradores do edifício Guess, no bairro da Taquara, na zona oeste do Rio de Janeiro, Queiroz e Márcia Aguiar não poderão ‘honrar’ a brincadeira da entrada de sua casa enquanto durarem as limitações previstas pela prisão domiciliar , já que eles não poderão receber visitas nem tampouco ingerir bebidas alcoólicas.

Após passar três semanas no presídio Petrolino Werling de Oliveira, o popular Bangu 8, o policial militar aposentado e ex-assessor de Flávio Bolsonaro foi liberado para cumprir pena em prisão domiciliar com tornozeleira eletrônica nesta sexta-feira (10). Sua esposa, que esteve foragida por três semanas, reapareceu após a soltura do marido e se apresentou para cumprir sua pena em casa.

Queiroz e sua esposa, apesar de terem as limitações previstas pela prisão domiciliar, gozarão de uma série de privilégios em casa. Depois da estadia em uma cela de 6m², ele ficará em seu apartamento de 83m², que conta com varanda gourmet, três quartos e suíte, e ainda terá a companhia de sua mulher, beneficiada por decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que permitiu a prisão domiciliar. Segundo moradores do prédio, os apartamentos no edifício Guess valem em torno de R$ 480 mil.

Além do apartamento grande e recém construído – o prédio foi entregue em abril de 2019 -, o casal seguirá em condomínio com infraestrutura que conta com piscina, academia, churrasqueiras e quadra esportiva. Ao todo, há 180 apartamentos no edifício localizado na rua Meringuava, uma das principais vias do bairro de Taquara .

Segundo o STJ, Queiroz e sua esposa cumprirão prisão domiciliar devido ao estado de saúde do ex-assessor, que teve câncer recentemente, e ao fato de Márcia Aguiar fazer parte do grupo de risco da Covid-19.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana