conecte-se conosco


Nacional

Covid-19 matou quase duas vezes mais policiais que confrontos armados em SP

Publicado


source
Covid-19 matou quase duas vezes mais policiais que confrontos armados em São Paulo
Kaique Lima

Covid-19 matou quase duas vezes mais policiais que confrontos armados em São Paulo

O número de policiais mortos em decorrência da Covid-19 foi quase duas vezes maior, no estado de São Paulo, do que os óbitos provocados por confrontos armados entre agentes de segurança e suspeitos, em 2020.

De acordo com o Relatório Anual 2020, emitido pela Ouvidoria das Polícias de São Paulo, 22 policiais morreram em trocas de tiros no ano passado, enquanto 43 agentes de segurança vieram a óbito em decorrência da Covid-19.

De acordo com o levantamento, as vítimas foram 19 policiais militares, 21 civis e três técnicos científicos morreram em decorrência do coronavírus no estado de São Paulo. No mesmo período, 18 agentes da PM e outros quatro da Polícia Civil morreram durante tiroteios.

De acordo com o jornal Agora São Paulo , os números podem ser ainda mais alarmantes, já que a Covid-19 matou ao menos um policial civil a cada dois dias e meio no estado de São Paulo entre o início de janeiro e o dia 10 de abril. Segundo a Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo (Adpesp), foram 40 óbitos neste período.

Antes do início da pandemia, em 2019, 34 policiais morreram no estado de São Paulo, contando agentes militares, civis e fora do horário de serviço, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP). Este número é menor do que a quantidade de agentes mortos em decorrência da Covid-19, tanto em 2020, quanto nos primeiros quatro meses de 2021.

Possíveis causas

“Há essa ideia de que o policial é o herói, o salvador. Existe essa construção e isso nega para eles alguns direitos. No começo da pandemia, não era incomum ouvir policiais relatando problemas de acesso a insumos de higiene”, afirmou o pesquisador do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Dennis Pacheco, ao Agora . Segundo ele, isso se deve a um entendimento falacioso de que o policial “pode não ser uma categoria de trabalhador”.

Você viu?

Além do número de mortos, o afastamento de policiais por conta de infecções pela Covid-19 também foi significativo. Segundo a SSP, a instituição chegou a ter 1.700 licenças relacionadas a sintomas e diagnósticos positivos da doença em apenas uma semana. Hoje, esse número é de em torno de 300 afastamentos por mês, muito por conta da inclusão dos policiais no grupo prioritário de vacinação contra a Covid-19.

A imunização de agentes de segurança no estado de São Paulo foi iniciada em 5 de abril deste ano, na ocasião, 180 mil imunizantes foram disponibilizados para essa categoria. Até o momento, mais de 209 mil profissionais das forças de segurança receberam ao menos uma dose da vacina contra o Sars-Cov-2, o que representa em torno de 90% do efetivo total.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nacional

‘Gatinha da Cracolândia’: Polícia apura ligação da criminosa com facção paulista

Publicado


source
'Gatinha da Cracolândia
Reprodução

‘Gatinha da Cracolândia”, Lorraine Cutier Bauer Romeiro, de 19 anos, teria um suposto envolvimento com facção criminosa

A Polícia Civil de São Paulo investiga a ligação de Lorraine Cutier Bauer Romeiro, conhecida como “Gatinha da Cracolândia”, de 19 anos , com uma facção paulista. Segundo o delegado Severino Pereira de Vasconcelos, todos os presos na Operação Caronte, que há quatro meses investiga o tráfico nas tendas da cracolândia, são implicados com o crime organizado:

“Motivo pelo qual o IP (inquérito policial) está na Vara Especializada de Combate à Lavagem de Dinheiro e Crime Organizado.”

Lorraine foi presa em Barueri, na última quinta-feira. Ela estava em casa, em um condomínio fechado onde, de acordo com a polícia, foram encontradas centenas de porções de crack, cocaína, maconha e ecstasy. A jovem estava em liberdade provisória e domiciliar para ficar com a filha recém-nascida. Contra ela havia um mandado de prisão em aberto. Na sexta-feira, a Justiça converteu a prisão temporária de Lorraine em preventiva.

Você viu?


De acordo com as investigações, Lorraine lucrava, em média, R$ 6 mil por dia com tráfico de drogas na região central de São Paulo. Ela pegava um quilo por cerca de R$ 21 mil o vendia por até R$ 35 mil. Ainda segundo a Polícia Civil, Lorraine era uma das chefes do tráfico na cracolândia. Para não chamar a atenção no local, ela usaria roupas escuras e um chapéu.

A reportagem não localizou a defesa de Lorraine até esta publicação. O espaço segue aberto a manifestação.

Continue lendo

Nacional

Homem atacado por tubarão em Recife ignorou três alertas de salva-vidas

Publicado


source
Homem foi atacado por tubarão nesse domingo (25)
REPRODUÇÃO/WHATSAPP

Homem foi atacado por tubarão nesse domingo (25)

Um homem de 32 anos foi atacado por um tubarão em Jaboatão dos Guararapes, em Recife  (PE) , nesse domingo (25). Ao portal G1 , testemunhas relataram os últimos momentos antes da vítima sofrer o ataque. De acordo com uma vendedora ambulante, o homem ignorou três vezes os alertas do salva-vidas e dos garçons de um bar na praia.

“O salva-vidas apitou, sinalizou três vezes e os garçons aqui do bar também avisaram que ele não fosse, mas ele foi. Eu estava ali na frente atendendo e quando eu olhei, ele já estava nadando para lutar contra o tubarão”, afirmou Carla Silva. 

O despachante Ivanildo José da Silva disse que passou mal quando viu os ferimentos do amigo. “Uma pessoa fez assim ‘tem tubarão’ e todo mundo correu, só que eu não sabia de nada, que era meu amigo. Nessa hora, eu passei mal, os bombeiros vieram me socorrer também, me colocaram para lá e depois eu fui vê-lo”, contou

Everton dos Reis Guimarães sofreu ferimentos na parte posterior da coxa esquerda, na nádega e passou por uma cirurgia nesse domingo. De acordo com as informações do Hospital da Restauração, onde ele está internado, ele já está consciente na sala de recuperação e tem previsão de ser encaminhado à enfermaria.

Você viu?

“Colocaram aquela fita para o pessoal não passar, só eu podia chegar mais perto. Eu cheguei e perguntei ‘Por que fizeste isso?’ e ele me disse que foi tomar banho. Eu falei: ‘Eu não disse a você que aqui era perigoso?'”, relatou Ivanildo, dizendo que o amigo estava consciente após o incidente.

Além do ataque de Everton, outros 13 casos foram registrados na área conhecida como Igrejinha de Piedade. Ainda, o incidente é o segundo ataque no mesmo local em 15 dias.

No último dia 10, um homem de 51 anos morreu após depois de ser atacado por um tubarão no mesmo ponto da praia. A vítima perdeu a mão e teve um ferimento profundo na coxa. Segundo o G1 , ele chegou a ser levado ao hospital, mas não resistiu.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana