conecte-se conosco


Política Nacional

Covas tem 57% dos votos válidos em São Paulo; Boulos tem 43%, diz Ibope

Publicado


source
Bruno Covas e Guilherme Boulos
Patrícia Cruz/Redes Sociais

Bruno Covas (PSDB) e Guilherme Boulos (PSOL) estão na disputa no 2º turno em São Paulo

Pesquisa Ibope divulgada nesta quarta-feira (25) mostra que o candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo , Bruno Covas está com 57% dos votos válidos na disputa do 2º turno na capital paulista, enquanto seu adversário Guilherme Boulos (PSOL) tem 43%.

O percentual de votos válidos é calculado descontando brancos, nulos e os entrevistados que não souberam responder. Esse é o mesmo parâmetro usado pelos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) para determinar os vencedores.

Em votos totais, o tucano tem 48% dos votos. Já o socialista ficou com 37%. Brancos e nulos somaram 12% e 4% não souberam responder em quem votariam.

O levantamento tem margem de erro três pontos percentuais para mais ou para e nível de confiança de 95%. Foram ouvidos 1.001 eleitores da cidade de São Paulo entre os dias 23 e 25 de novembro. O número de registro da pesquisa junto à Justiça Eleitoral é SP-09681/2020.

No levantamento feito pelo Ibope entre os dias 16 e 18 de novembro, Covas tinha 58% dos votos válidos e Boulos, 42%. Em votos totais, os percentuais de cada candidato eram 47% e 35%, respectivamente. Brancos e nulos somaram 14% e 4% não souberam responder.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política Nacional

Abertura dos trabalhos legislativos do Congresso será dia 3 de fevereiro

Publicado


O início dos trabalho legislativos do Congresso Nacional foi convocado pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre, para o dia 3 de fevereiro. A sessão de abertura está marcada para as 16h.

“A solenidade é quando o Executivo e o Judiciário prestam contas das suas atividades, e será conduzida pelas novas Mesas das duas Casas, a serem eleitas no dia 1º de fevereiro”, destacou Davi Alcolumbre em publicação na internet.

Também já foi confirmada a data da reunião preparatória para a eleição da Mesa do Senado, na próxima segunda-feira (1°), às 14h. O presidente do Senado  declarou que a Casa está preparada com todas as medidas de segurança contra a covid-19.

A eleição para presidência do Senado será presencial com votação por meio de cédulas em papel inseridas em envelope, conforme o Regimento Interno da Casa.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Continue lendo

Política Nacional

Justiça manda suspender entrega de 132 mil doses de vacina ao Amazonas; entenda

Publicado


source
Vacina feita pela Universidade de Oxford em parceria com a AstraZeneca
Reprodução: iG Minas Gerais

Vacina feita pela Universidade de Oxford em parceria com a AstraZeneca

A entrega de 132 mil doses de vacinas contra o novo coronavírus (Sars-Cov-2) feitas pela AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford foi suspensa no Amazonas após decisão da Justiça Federal do estado.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde do Amazonas só poderá ser retomada caso a prefeitura de Manaus cumpra as medidas de divulgar todos os dias a lista de vacinados para que seja analisada pelos órgãos responsáveis, para evitar “fura-filas” no plano de vacinação.

A divulgação dos nomes das pessoas vacinadas no estado começou na última segunda-feira (25), e foi questionada pela juíza federal Jaiza Fraxe, pois na lista, apareciam 1.421 pessoas registradas como “outros”.

“Quem são os ‘outros’? Se não são médicos, não são enfermeiros, não são técnicos, não são pessoas de limpeza, não são idosos, que grupo é esse que não aparece na lista do Ministério da Justiça mas está na listagem oficial de Manaus? Ademais, é urgente a explicação no ponto de CPFs inválidos que invadiu a rede pública de denúncias”, diz a juíza na decisão.

Você viu?

O Tribunal de contas do Amazonas identificou nomes repetidos e até mesmo CPFs inexistentes nas listas que foram analisadas neste final de semana.

Com muitas denúncias de fraude na vacinação, com pessoas fora do grupo prioritário sendo imunizadas, a Justiça amazonense decidiu que os “fura-filas” não receberão a segunda dose da vacina.

Segundo dados do site Coronavírus Brasil, 7.263 pessoas foram vacinadas no estado do Amazonas desde o início da campanha, na semana passada.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana