conecte-se conosco


Mulher

Corpo Livre: Alexandra Gurgel dá conselhos para perder a vergonha do verão

Publicado

Verão e praia são praticamente sinônimos.  Porém, o tempo de fugir da rotina e descansar pode se tornar uma preocupação, especialmente para as mulheres, por uma razão: o corpo. A ideia de vestir um biquíni, para muitas, é inconcebível e a pressão estética de se encaixar em um “padrão” faz com que a vergonha seja maior do que a vontade de se refrescar no mar.

Leia também: Mulheres esbanjam autoestima para mostrar o que é um corpo de praia

Alexandra Gurgel arrow-options
Reprodução/Instagram/alexandrismos

Alexandra Gurgel é uma influenciadora digital e youtuber que fala sobre positividade corporal e gordofobia na internet

Mas, afinal, como perder essa vergonha do verão e curtir o calor livre, leve e solta (dos padrões)? Para responder essa pergunta, o Delas conversou com a influenciadora e youtuber Alexandra Gurgel , do canal Alexandrismos, que fala sobre gordofobia e positividade corporal nas redes. Ela, inclusive, tem os projetos #CorpoLivre e #NãoPasseCalor para incentivar mulheres a não sentirem vergonha do verão.

Porém, a resposta não é tão simples quanto dizer “se ame e se aceite” – e nem funciona da mesma forma para todo mundo. “É um exercício diário. Primeiro a gente para de se odiar, se maltratar, se machucar, para depois começar um processo de autoamor, onde a gente aprende quem a gente é e a lidar com isso”, diz Alexandra. 

Quando a gente se aceita, só a gente está tentando se desconstruir, não o mundo

Ok, mas o que fazer se não dá para se amar de uma hora para outra?  Na realidade, tudo depende de um outro processo: descontrução interna.

“A mulher precisa entender que odiar o corpo dela, não conseguir colocar um biquíni, um maiô ou sequer pisar na praia, às vezes pisa na praia, mas não conseguir levantar e ir até o mar, porque não consegue de jeito nenhum se mexer de biquíni ou maiô – e isso é uma coisa que independe do corpo que você tem -, não é culpa dela”, destaca.

Segundo ela, é o machismo enraizado na sociedade patriarcal que perpetua uma ideia de que a mulher precisa ser “perfeita”, não só na aparência, mas nos comportamentos. “Impuseram sobre a gente que precisamos ser dessa forma, que isso é saudável, que isso é bonito. O saudável está sempre relacionada à magreza, ao corpo magro, a uma estética magra”, diz. 

“O ‘padrão’ de beleza foi criado para vender uma ideia. Se a gente parar para pensar, a indústria da dieta e da beleza não quer você emagreça, quer que você tente emagrecer, porque quanto mais você tenta e se mantém satisfeito, mais você gasta dinheiro. Se você se aceita, você para de consumir e o mercado não gira”, completa. 

Depois de se descontruir, pare de se comparar

Alexandra Gurgel e Caio Cal arrow-options
Reprodução/Instagram/alexandrismos

Segundo Alexandra, se cercar de uma rede de apoio que entenda esse processo de desconstrução e autoaceitação é ideal

Entendendo que esse “padrão ideal’ de corpo foi criado socialmente, você consegue notar as questões que te envolvem e as que envolvem outras pessoas – e como isso pode se relacionar de alguma maneira. “A nossa relação com o nosso corpo está muito relacionada ao outro. Como o outro me vê, vai se sentir atraído por mim, o que pensa sobre mim”, pontua.

“A gente liga tanto para o que o outro pensa da gente que não nos percebemos, não temos noção do nosso físico, da nossa presença, do espaço que nosso corpo ocupa. A gente se ignora, porque gente está acostumado a olhar para o outro, se comparar ao outro”, diz ela.

Leia também: Por que mulheres gordas e bem resolvidas ainda incomodam tanto a sociedade?

Toda essa comparação gera um sentimento de inferioridade e, quando menos perceber, você é quem está fazendo isso consigo e com os outros. “A gente mesmo se sabota. O Instagram está aí para ser a maior arma, mesmo que as pessoas não postam só a realidade, mesmo assim você se compara”, comenta. O mesmo acontece com comentários inconvenientes. 

Como driblar isso? Ressignificando seu olhar e se cercando de um grupo de apoio. “Segue quem tem o  cabelo igual ao seu, porque a gente não naturaliza o que não vê. Se você é gorda, segue outras pessoas gordas e para de seguir a influenciadora magra que quer enfiar dieta em você. Só assim a gente vai conseguir ser mais a gente e menos o outro, porque quando a gente se aceita, só a gente está tentando se desconstruir, não o mundo”, afirma a influenciadora. 

“A grande verdade é que independentemente do seu formato de corpo sempre vai ter alguém que vai querer comentar e sempre vão comentar, a diferença é como você vai lidar com isso e a importância que você dá a isso”, continua.

“Entender quem são os outros que estão do seu lado e criar uma rede de apoio também ajuda. Eu ter feito amigos que estão nesse processo também me fez visualizar o meu corpo e os das outras pessoas. Comecei a viver o meu corpo e a minha aceitação, porque quando eu andava na rua e tinha mais coragem para usar um cropped porque tinha três pessoas comigo”, diz.

A autoaceitação de quem aceitou a si mesma (e o próprio corpo)

Alexandra Gurgel arrow-options
Reprodução/Instagram/alexandrismos

O processo de autoaceitação de Alexandra tem relação com sua carreira como youtuber e o canal que tem na plataforma

O Alexandrismos tem 467 mil inscritos no YouTube e 403 mil seguidores no Instagram. Isso significa que, hoje, o alcance da influenciadora para “pregar a palavra da positividade corporal” é grande. Mas nem sempre foi assim, já que ela foi a primeira a falar sobre esse tema no Brasil – e isso teve uma relação direta na forma como ela aceitou o próprio corpo. 

“Quando comecei a ganhar um alcance, fui vendo como a gordofobia é uma realidade e como a pressão em cima do corpo da mulher é gigante. E eu não fazia ideia. Só percebi o quanto isso é grande quando vi cada vez mulheres falando ‘Também passo por isso’”, diz.

Você prefere passar a vida inteira tentando se encaixar no padrão ou tentando se aceitar e ser quem você é?

O canal foi criado em dezembro de 2015, mas só um ano depois, em 2016, gravando um vídeo da paródia da música “Deu Onda”, que Alexandra percebeu que a experiência teve impacto na própria liberdade.

“Fomos às 6 horas da manhã para a praia do Arpoador, no Rio de Janeiro, e foi a primeira vez que eu usei um biquíni. Em nenhum momento passou pela minha cabeça que eu estava de biquíni. Quando acabou a gravação, umas 11 horas, percebi que eu estava lá ‘de boa’ e eu pensei que estava tudo bem. Até ali foram 26 anos me odiando”, lembra. 

“Eu pensava ‘É muita pretensão eu achar que vou viver muito, porque também é o que os médicos me falam por ser gorda, então vou morrer logo’. Quando você escuta isso, você não faz nem planos para o futuro. Então, comecei a pensar ‘Vamos viver’”, completa.

Leia também: Fotógrafo tenta romper preconceitos com ensaios de mulheres negras

“A pergunta que eu sempre me faço é ‘Você prefere passar a vida inteira tentando se encaixar no padrão ou tentanto se aceitar e ser quem você é?’. Vá viver. É muito melhor você fazer as coisas que está afim de fazer do que ficar esperando ter um corpo x, y, z, a barriga perfeita, a virilha cavada, porque você acha que você vai ter outras oportunidades de viver experiências que você está vivendo só agora. Se você não viver, vai deixar de viver”, concluí.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mulher

O que esperar das tendências de moda primavera/verão 2022

Publicado


source
Desfiles de Carolina Herrera, Prabal Gurung e Collina Strada
Getty Image

Desfiles de Carolina Herrera, Prabal Gurung e Collina Strada

Chegou a estação mais florida e colorida do ano! Na primavera, a moda deixa de lado as cores sóbrias do inverno e as estampas divertidas e cores fortes voltam com tudo . Neste período, os tecidos que bombam são sempre os mais leves, para não correr o risco de passar muito calor ou ficar desconfortável com a temperatura mais alta. 

Para se manter fresca e cheia de estilo, a consultora de moda Karine Rodrigues recomenda o linho ou tecidos com fibras naturais, os mais indicados para combater o calorão e não perder o charme do look. No verão, a tendência também abraça o cetim, muito usado em vestidinhos e camisetas regata s, além do laise e crochê,  material do famoso twin-set.

A volta das cores vibrantes e estilos retrô 

Rodrigues conta que setembro é considerado o ano novo da moda, uma vez que neste mês é realizada a “New York Fashion Week”, que sinaliza as tendências que vão estar em alta nos próximos meses. “A pantone elegeu algumas cores para a primavera/verão 22. Entre cores mais suaves e intensas, mas uma estação bem leve, alegre e colorida”, diz. Dentre as cores que prometem fazer sucesso nas ruas e vitrines estarão o vermelho vivo, pink, amarelo, fúcsia, verde, azul, lilás, laranja e verde limão. 

A vibe dos anos 1970, 1980 e 1990 está a todo o vapor! A consultora explica que o patchwork, mistura de “sobras” de tecidos, estão em alta e devem seguir brilhando na próxima estação. Os croppeds, mangas bufantes, silhueta slim e a mini saia também são recortes e modelos a cara da primavera/verão. 

Algumas estampas não saem de moda, como é o caso do xadrez, que segue no top das escolhidas pelos fashionistas. Adentrando também a moda do avant basic , as estampas mais divertidas e diferentonas são tendências certas. “Principalmente o xadrez vichy, a padronagem de patchwork, estampas psicodélicas como o paisley e floral”, diz. 

Aposte em acessórios diferentes

Nos acessórios, o artesanato deve ganhar destaque. “Volta a palha e o crochê, além de acessórios mais divertidos e coloridos como miçangas, acrílicos e com desenhos divertidos”. 

Nos pés, sempre opções de sapatos livres e confortáveis. Flats, sandálias de amarrações coloridas, mules, clogs, papetes e até mesmo as famosas sandálias transparentes estarão em alta. A consultora diz ainda que nestas estações, as cores quentes, vibrantes e modelos diferentes com corda serão a pedida. 

Para completar o look com chave de ouro, Rodrigues dá a dica da composição ideal: “Um look todo de crochê, um vestido com uma estampa psicodélica, muitas cores, uma peça com patchwork, conjunto de lese ou com estampa vichy! Difícil citar um só, muitas tendências para deixar a estação leve, alegre e divertida com essa retomada”.

Fonte: IG Mulher

Continue lendo

Mulher

Horóscopo do dia: previsões para 24 de setembro de 2021

Publicado


source
O horóscopo do dia apresenta previsões para o seu signo e ascendente
Marcelo Dalla

O horóscopo do dia apresenta previsões para o seu signo e ascendente

ÁRIES

O foco está nas parcerias, sociedades, nos clientes e na forma como se relaciona. É importante evitar posturas radicais agressivas e conflituosas, pois Lua e Urano confrontam Vênus. Procure interagir com os acontecimentos com mais flexibilidade e diplomacia. Procure também perceber se você está se desgastando, gastando energia ou se sacrificando com o que não vale a pena. O céu o convida a refletir: com o que vale a pena gastar energia? O que o motiva? Pelo que vale a pena cultivar comprometimento e determinação?

TOURO

Com o Sol no diplomático Libra, procure ponderar assuntos com mais objetividade. Vale fazer pelo outro aquilo que gostaria que fizessem por você. Vale oferecer ajuda e colaboração, mas sem pegar no pé de ninguém. Procure compreender e ceder, se for preciso, pois Vênus segue em aspectos tensos com Lua e Urano. Procure também refletir sobre a insatisfação e a carência para evitar imprudências ou gastos desnecessários. Invista na simplicidade, no conforto, nos pequenos prazeres e nos cuidados pessoais.

GÊMEOS

Momento ideal para rever crenças, conceitos, hábitos, apegos e comportamentos, para dar vez a novas ideias. Vênus desafia Lua e Urano, favorecendo a libertação de velhos padrões que impedem seu desenvolvimento e a busca de novas experiências. Porém, cuidado com atitudes imprudentes, rebeldes ou individualistas. Prefira ponderar, ao invés de tomar decisões impulsivas. Atividades físicas alternadas com exercícios de meditação e relaxamento são indicados para a inquietude mental e emocional. 

CÂNCER 

Evite agir impulsivamente, arme-se de prudência para arquitetar planos e estratégias. Marte segue em aspectos desafiadores, o clima geral pode ficar mais agressivo. Portanto, tudo o que puder fazer para apaziguar a alma é recomendável: banho de ervas, o contato com a natureza, meditação, terapias… É importante também manter-se flexível e compreensivo para evitar conflitos. Vale adotar uma atitude mais prática, ponderada e objetiva perante a vida, para perceber o que deve ser transformado ou reciclado. 

LEÃO

Não é bom forçar situações e decisões, continue atento para as questões do ego para serem trabalhadas: poder, orgulho, arrogância, agressividade e vaidade devem ser deixados de lado para evitar inimizades ou prejuízos. O Sol segue em Libra, signo da balança, da ponderação, da colaboração e do equilíbrio. Portanto, tudo o que puder fazer para tornar sua vida, sua casa e suas relações mais harmoniosas é muito bem-vindo. Bom período também para perceber em quais parcerias pode investir, ou não. 

VIRGEM

É importante fazer valer a parcimônia e a objetividade para prosseguir com seus projetos. Evite discussões mais acaloradas, em nome do respeito e do bom entendimento. Também é bom cultivar mais flexibilidade, esteja disposto a ceder e conceder, sem conflitos desnecessários. Procure relaxar, sem atitudes controladoras. A Lua segue em Touro: você pode cultivar sossego, programar atividades prazerosas, buscar tudo o que possa trazer inspiração e encantamento para alimentar sua alma. 

LIBRA

É tempo de transformar, revitalizar, restaurar, reconstruir, superar velhas limitações para crescer. Invista na força de vontade, a vontade de curar, transformar e melhorar a vida. Com os aspectos tensos de Vênus, o cuidado deve ser redobrado ao tocar em assuntos delicados. Procure cultivar carinho, gentileza e disponibilidade. Essas atitudes podem abrir caminhos e fazer toda a diferença. Mudanças de ideia também estão em pauta: esteja aberto para pesquisar, dialogar, perguntar, tirar dúvidas. 

ESCORPIÃO

Período de insights, compreensões e libertações importantes. Vênus segue em seu signo e confronta Urano, pedindo liberdade de pensamento. Não é hora de posturas radicais, de controle e disputas de poder. Os conflitos podem ficar mais arriscados, a reações emocionais podem ficar mais exaltadas. Se esticar demais, a corda pode se romper. Portanto, de espaço para si mesmo e os outros. Ao invés de tentar mudar o mundo, prefira mudar a si mesmo. Lembre-se que pequenos gestos podem produzir grandes mudanças.

SAGITÁRIO

Liberdade e independência devem falar mais alto. As relações baseadas em dependências, expectativas irreais e carências desmedidas ficam mais evidentes. O desafio é equilibrar parcerias, respeitar o espaço e o livre-arbítrio de cada um, dialogar com calma e cordialidade para buscar o entendimento. Você pode promover curas, restaurações e limpezas. Júpiter segue em harmonia com Mercúrio, você pode também investir em estudos elevados, em tudo o que possa promover inspiração. Assim recupera suas energias.

CAPRICÓRNIO

Observe onde há orgulho, ambição, intolerância ou rigidez excessiva. Esteja aberto para mudar de ideia, cultivando a flexibilidade. É importante também que saiba se adaptar às circunstâncias, sem querer controlar tudo e todos. Vale buscar leituras edificantes, bons aprendizados, boas conversas e a companhia de pessoas positivas. Para refletir: em meio aos ruídos externos e internos (mentais), cobranças e inquietações, você consegue fechar os olhos, relaxar, encontrar a paz e o silêncio dentro de si?

AQUÁRIO

É tempo de realinhar interesses, fique atendo para possíveis, confusões, erros ou mal-entendidos. Você pode promover curas, limpezas, mudanças e libertações, substituir velhos comportamentos por algo novo. De deixar para trás o passado que não deu certo, perdoar e reconhecer o valor do aprendizado. E se não deu, é porque algo novo, maior e melhor o espera mais adiante. Momentos de meditação e música suave também são muito bem-vindos para apaziguar a inquietação mental.

PEIXES

É preciso equilibrar sua liberdade individual com o peso dos vínculos afetivos. Com o Sol em Libra, as lições sobre equilíbrio e harmonia continuam em destaque. Vênus segue com aspectos desafiadores, é importante observar a carência, evitar atitudes ou gastos imprudentes. Prefira estar em companhia de pessoas positivas, num ambiente que assegure o alto astral. Aproveite também para cultivar momentos de introspecção, avaliar o que deve ser deixado para trás para que possa viver de forma mais livre. 

Fonte: IG Mulher

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana