conecte-se conosco


Internacional

Corpo de uma pessoa está há 15 dias flutuando no mar Mediterrâneo

Publicado


source
ong
Divulgação ONG Sea Watch

ONG Sea Watch capturou fotos do corpo que está há dias à deriva.


Em mais um episódio da crise migratória no Mediterrâneo, o corpo de uma pessoa não identificada completou 15 dias à deriva no mar , apesar dos recorrentes apelos de entidades humanitárias para resgatá-lo.


As primeiras imagens do cadáver , que está preso no que sobrou de um bote inflável, foram feitas pelo avião de monitoramento Seabird, da ONG Sea Watch, em 29 de junho.

“Ontem, em sua primeira missão, o Seabird avistou na área de resgate líbia aquilo que nunca gostaríamos de lhes mostrar: o corpo sem nome de uma pessoa nos restos de um bote semiafundado e do qual não sabemos nada”, diz uma mensagem postada pela ONG no Twitter no dia seguinte.

Desde então, o avião já avistou o cadáver quatro vezes, mas ele continua à deriva no Mediterrâneo. “Um corpo no mar há duas semanas na costa da Líbia. Ninguém quer dar a ele uma sepultura “, lamentou a Cáritas, organização beneficente da Igreja Católica.

A hipótese é de que a pessoa tenha morrido em uma das ” viagens da morte ” de migrantes e refugiados em barcos e botes superlotados. A região do Mediterrâneo Central, entre Líbia e Itália, tem tido uma intensificação dos fluxos migratórios nas últimas semanas, coincidindo com o início do verão no Hemisfério Norte, quando o mar fica mais calmo.

2020

O número de migrantes forçados que cruzam o Mediterrâneo rumo à Itália vinha caindo desde 2017, quando o governo de Paolo Gentiloni, de centro-esquerda, assinou um acordo para treinar, equipar e financiar a Guarda Costeira da Líbia para conter os fluxos na região.

Em 2016, o país europeu acolheu 181,4 mil deslocados internacionais via Mediterrâneo, cifra que baixou para 119,4 mil no ano seguinte e 23,4 mil em 2018, quando o líder de extrema direita Matteo Salvini assumiu o Ministério do Interior e endureceu as políticas migratórias.

Em 2019, cerca de 11,5 mil migrantes concluíram a travessia, de acordo com dados do Ministério do Interior. No entanto, as estatísticas oficiais mostram que a cifra voltou a subir neste ano: a Itália contabiliza a chegada de 9.771 deslocados internacionais em 2020, um aumento de 206% na comparação com o mesmo período do ano passado.

Além disso, o acordo da Itália com a Guarda Costeira da Líbia é alvo de críticas de entidades humanitárias, já que o chamado “governo de união nacional” controla apenas a porção ocidental do país africano e é acusado de violar os direitos humanos de migrantes e refugiados em suas prisões. 

Fonte: IG Mundo

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Internacional

Trump diz que homens podem se sentir ‘insultados’ caso Biden escolha vice mulher

Publicado


source
Donald Trump, presidente dos Estados Unidos.
Dougs Mills/Getty Images

Donald Trump, presidente dos Estados Unidos.

O presidente dos Estados Unidos , Donald Trump , afirmou hoje (11) que homens poderiam se sentir “insultados” com a promessa de Joe Biden de escolher uma mulher como candidata à vice-presidência.

A declaração foi dada nesta terça-feira (11) a uma rádio americana, segundo informou O Globo . Biden é o adversário democrata de Trump nas eleições que ocorrem em novembro de 2020.

Quanto à promessa de Biden de escolher uma mulher como vice para refletir a diversidade do país, Trump comentou que “algumas pessoas diriam que os homens se sentem insultados por isso”.

“Outras pessoas acham que está tudo bem”, ele acrescentou. O presidente disse também que “estaria inclinado a seguir um caminho diferente do que ele [Biden] tem feito”.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Internacional

Google transforma smartphones Android em sensores de terremotos

Publicado


.

Os smartphones Android do Google, de propriedade da Alphabet, começaram nesta terça-feira (11) a detectar terremotos em todo o mundo para fornecer dados que poderiam dar a bilhões de usuários preciosos avisos de um tremor próximo, com o recurso de alerta sendo lançado inicialmente na Califórnia.

Se a abordagem do Google para detecção e alerta de terremotos for eficaz, os avisos chegarão a mais pessoas, incluindo pela primeira vez a Indonésia e outros países em desenvolvimento com poucos sensores de detecção tradicionais.

Especialistas em sismologia consultados pelo Google disseram que transformar smartphones em minissismógrafos marcou um grande avanço, apesar dos inevitáveis alertas errados de um trabalho em andamento e da dependência de algoritmos de uma empresa privada para segurança pública. Mais de 2,5 bilhões de dispositivos, incluindo alguns tablets, rodam o sistema operacional Android, do Google.

“Estamos no caminho certo para enviar alertas de terremotos onde quer que haja smartphones”, disse Richard Allen, diretor do laboratório sismológico da Universidade da Califórnia em Berkeley.

O programa do Google surgiu há mais de quatro anos, de um teste para verificar se os acelerômetros de telefones podiam detectar acidentes de carro, terremotos e tornados, disse o engenheiro de software principal Marc Stogaitis.

Atualmente, os telefones Android podem diferenciar terremotos de vibrações causadas por trovões ou uma queda do dispositivo apenas quando eles estão carregando, parados e têm permissão do usuário para compartilhar dados com o Google.

Se os smartphones detectarem um terremoto, eles enviam a localização da cidade ao Google, que pode triangular o epicentro e estimar a magnitude com algumas centenas de registros, disse Stogaitis.

O Google espera enviar seus primeiros alertas com base nas leituras dos telefones no próximo ano. Também planeja fornecer alertas gratuitamente para empresas que desejam desligar elevadores, linhas de gás e outros sistemas automaticamente antes que o tremor ocorra.

Os alertas serão enviados para terremotos de magnitude 4,5 ou superior, e nenhum download de aplicativo é necessário

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana