conecte-se conosco


Política MT

Coronel Fernanda visita 25 municípios em menos de 30 dias de campanha

Publicado

Em 25 dias de campanha a candidata ao Senado pelo Patriota, coronel Fernanda, número 511, visitou 25 municípios mato-grossenses, localizados nas regiões Centro-sul, Leste, Sul e Norte do estado.
A média é de um município ao dia, entretanto, as agendas se intensificaram nas últimas semanas quando foram visitadas até três cidades num único dia.
As atividades eleitorais se iniciaram em 27 de setembro, em Cuiabá quando foi realizado o lançamento oficial de Fernanda ao Senado com um adesivaço.
A candidata do presidente Jair Bolsonaro, esteve presente em 14 cidades, entre os dias 15 e 20 de outubro.
Na lista constam Primavera do Leste, Barra do Garças, Lucas do Rio Verde, Sorriso, Paranaíta, Itaúba, Ribeirão Cascalheira, Peixoto de Azevedo, Matupá, Nova Santa Helena, Canarana, Água Boa, Colíder e Querência.
Municípios onde recebeu apoios importantes como do vice-governador, Otaviano Pivetta (sem partido), do deputado estadual Sílvio Fávero (PSL), de prefeitos em exercício, ex-prefeitos e adesões de candidatos a prefeitos e vereadores de diversas siglas.
De volta à base, na Baixada cuiabana, as reuniões também ocorreram a vizinha Poconé, nesta quarta-feira (21).
A maratona eleitoral continua nesta sexta-feira(23) com agenda prevista para cidades das regiões Sul e Oeste do Estado, até o final do mês de outubro.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política MT

Faissal pede a construção de Hospital Regional em Tangará da Serra

Publicado


Deputado Faissal Calil apresentou indicação em sessão plenária da ALMT

Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

O deputado estadual Faissal Calil (PV), na sessão plenária desta quarta-feira (25), apresentou indicação ao secretário da Casa Civil e ao secretário de Saúde sobre a necessidade de construção e implantação de um Hospital Regional em Tangará da Serra para atender toda a região oeste de Mato Grosso.

Segundo a justificativa, o zoneamento sócio-econômico-ecológico do estado definiu doze macrorregiões de planejamento. A região denominada RP Oeste possui Tangará da Serra como cidade polo e abrange os seguintes municípios: Brasnorte, Campo Novo do Parecis, Santo Afonso, Nova Olímpia, Denise, Barra do Bugres e Porto Estrela, possuindo população estimada em 190.836 (cento e noventa mil e oitocentos e trinta e seis) habitantes, segundo o IBGE de 2010.

“A construção desse hospital atenderá a necessidade de realização de procedimentos médicos de média e alta complexidade, além de ser um dos primeiros passos para descentralizar a saúde do estado, além de movimentar a economia local tornando a cidade um polo de atendimento na região”, justificou o deputado.     

Fonte: ALMT

Continue lendo

Política MT

Botelho apresenta projeto que amplia diagnóstico do teste do pezinho

Publicado


PL do deputado Eduardo Botelho foi apresentado em sessão e aguarda parecer da CCJR

Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), apresentou o Projeto de Lei nº 946/20, que dispõe sobre a ampliação do Teste de Triagem Neonatal em Mato Grosso – Teste do Pezinho. Objetivo é ampliar o número de doenças raras que podem ser diagnosticadas por esse exame, assegurado a todos recém-nascidos, tornando possível o tratamento precoce, caso haja a constatação de alguma doença, e acompanhamento dos serviços de referência, garantindo assim que as crianças se desenvolvam bem e tenham qualidade de vida.

Se aprovada, a nova lei tornará obrigatória a análise do teste do pezinho das seguintes patologias: fenilcetonúria e outras aminoacidopatias; hipotireoidismo congênito; hiperplasia adrenal; galactosemia; deficiência de biotinidase; deficiência de G6PD; fibrose cística; anemia falciforme e outras hemoglobinopatias; leucinose; imunodeficiência combinada grave (SCID); doenças lisossomais; acidúria glutárica e atrofia muscular espinhal.

Além disso, determina que o material para a triagem neonatal será colhido na alta hospitalar, independentemente das condições de saúde do recém-nascido. E os resultados encaminhados aos pais ou responsáveis pela criança, imediatamente, no caso de resultados positivo ou em que for necessário realizar nova coleta; e no prazo de 15 dias contados da data da coleta do material, nos demais casos.

Botelho destaca a importância da proposta para salvar vidas. Já que a ampliação da triagem neonatal contribui para prevenção de doenças genéticas ou congênitas, logo nos primeiros dias de vida do bebê, permitindo o tratamento precoce. 

Por isso defende a ampliação, já que atualmente o sistema de saúde oferece apenas o diagnóstico de seis doenças: fenilcetonúria, hipotireoidismo congênito, síndromes falciformes, fibrose cística, hiperplasia adrenal congênita e deficiência de biotinidase.

No projeto, o parlamentar também cita a Lei 13.146, de 2015 – Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência – que prevê que o Sistema Único de Saúde deva aprimorar e expandir o programa de triagem neonatal, pois há ainda doenças que poderiam ser diagnosticadas e tratadas precocemente. E cita que compete ao SUS desenvolver ações destinadas à prevenção de deficiências por causas evitáveis, inclusive por meio do aprimoramento e expansão dos programas de imunização e de triagem neonatal. Serviços de saúde privados já disponibilizam versões ampliadas do teste do pezinho, que chegam a detectar mais de 50 doenças.

Além disso, no projeto Botelho destaca que, no Distrito Federal, o SUS já realiza o teste do pezinho ampliado, embora ainda não abranja todas, mas progressivamente está incorporando novas doenças ao rol daquelas já triadas.

“Trabalhamos para viabilizar esse projeto e ajudar a salvar vidas, com o diagnóstico precoce de doenças raras através do teste do pezinho. Assim, submeto aos nobres pares e solicito o devido apoio para análise e aprovação”, justifica Botelho no projeto.

Em âmbito nacional, há manifestação pujante para consolidar a ampliação do teste do pezinho. A campanha denominada Pezinho do Futuro está na luta para conseguir levar adiante a petição on-line que trata sobre essa reivindicação. Esse documento precisa de 1 milhão de assinaturas para ganhar força e apoio do governo.

Fonte: ALMT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana