conecte-se conosco


Esportes

Copa Verde: Luverdense lava alma, dá chocolate no União e avança na competição

Publicado

O LEC, que considera eliminação da Série B coisa do passado, agora foca o bicampeonato da competição

De olho no segundo título da Copa Verde – foi em campeão em 2017 – , o Luverdense goleou o União ABC-MS por 6 a 2, avançou para a fase seguinte e eliminou os sul-matogrossenses, em partida de volta disputada na noite desta terça-feira, em casa, no Passo das Emas. No primeiro confronto, o Luverdense já havia vencido por 3 a 2 e precisava apenas do empate.

Com novo técnico, Maico Gaúcho, que acumula a direção de futebol do clube, o Luverdense saiu na frente, logo aos 23 minutos, num belo gol de Douglas, que bateu quase de voleio, sem chances para o goleiro Breno. Apesar da folga no placar, o time da casa continuou em cima e controlando as jogadas.

Com o resultado adverso, o técnico Daniel Franklin inverteu a posição de ataque, levando Alemão para a esquerda, adiantando Luan e Matues. Foi aqui que o Luverdense dominou o meio campo e passou a subir com mais velocidade. Aos 42, Tozin entrou tabelando com Anderson, recebeu e bateu firme, ampliando o placar.

Leia Também:  Brasileirão Série D: quatro confrontos sofrem alterações

CHUVA DE GOLS

Na volta, o União foi mais agressivo e passou a forçar o ataque, explorando a velocidade de Mateus e Alemão. Numa dessas investidas, Alemão diminuiu, com gol aos oito minutos. Mas Tozin tratou e jogar água fria no time visitante. Ele recebeu um passe açucarado de Douglas, deixou o zagueiro no chão e colocou na esquerda: 3 a 1.

Mas aí que começou a enxurrada de gols, com um passeio do Luverdense: Anderson ligeiro fez 4 a 1, aos 23 minutos, Luan fez o segundo dos visitantes aos 24 minutos, Helder fez aos 30 e Abu, entrou  que entrou no lugar de Tozin: final 6 a 2.

A vitória com direito à goleada serviu para atenuar o rebaixamento para a Série D, após a derrota diante do Paysandu. Agora, o foco do Luverdense é o bicampeonato da Copa Verde, para o time principal, e a Copa FMF, competição sub-23 que garante ao campeão uma vaga na Copa do Brasil, no ano que vem.

 Copa Verde – 2ª Rodada

Luverdense-MT x União ABC-MS

Data: 20/08/2019

Leia Também:  Internacional vence Palestino e carimba classificação na Libertadores

Local: Passo das Emas (Lucas do Rio Verde)

Horário: 21 horas

Público:105 pagantes

Renda: 1.050,00

Árbitro: Valdicleuson Silva da Costa (AP)

Assistentes: Roberto Soares dos Santos Junior (AP) e
Luan Patrique Pereira da Silva
(AP)

Cartões: Luberto, e Raylan (União ABC), Kaique (Luverdense)

 Gols: Douglas, aos 23 1T, e Tozin, aos 42 1T e aos 18 do 2T, Helder, aos 23 2T e Helder, aos 30 2T e Abu, aos 42 2T (Luverdense) e Alemão, aos 8 do 2T e Luan, aos 41 do 2T  (União ABC), Anderson  

 LUVERDENSE-MT: Edson;

Pedro, Helder, Kaique e Jeferson Recife; Evandro, Léo

Goteira (Gabriel Honório), Samuca e Douglas; Anderson Ligeiro (Igor) e Tozin  (Abu). Técnico: Maico Gaúcho.

  UNIÃO ABC -MS: Breno;

Luberto, Luiz, Jaime e Gabriel; Raylan, Marcelinho, Agnaldo e Luan; Alemão e Mateus (Osvaldinho). Técnico: Daniel Franklin

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Esportes

Na mesmice, Brasil toma show da Argentina e permanência de Tite começa a ser questionada

Publicado

Brasil teve uma tarde para se esquecer nesta sexta-feira, na derrota para a Argentina por 1 a 0, no estádio Universitário Rei Saud, na Arábia Saudita. A seleção, comandada pelo técnico Tite, foi facilmente neutralizada pelos hermanos, que não fizeram muito esforço para vencer o arquirrival.

Após um bom início, o Brasil caiu de produção drasticamente com o pênalti perdido por Gabriel Jesus. O atacante do Manchester City foi o que mais finalizou, já que Roberto Firmino passou em branco, Willian pouco produziu pelos lados de campo e Lucas Paquetá, jogou?
O meio de campo da seleção brasileira também deixou a desejar. O Brasil perdeu todas as divididas e as chamadas ‘segunda bola’. Arthur ficou muito abaixo. Mas quem teve atuação desastrosa, novamente, foi Alex Sandro. O lateral-esquerdo fez uma partida pífia e aumenta a preocupação no setor, já que Filipe Luis e Marcelo dificilmente terão condições para a Copa do Mundo de 2020.

O ponto positivo vai para Alisson. O goleiro fez importantes defesas durante o duelo e ainda defendeu o pênalti cobrado por Messi. No entanto, teve azar. No rebote, o argentino deu a vitória para sua seleção.

Leia Também:  'Mesa redonda' da Rádio ODOC bate novo recorde de audiência com debate "quente" sobre futebol

Os reservas que entraram também não conseguiram mudar o destino do duelo e pouco chamaram a atenção. No entanto, a maioria das mudanças foi feita tarde demais.

INTERROGAÇÃO

Há um ponto de interrogação também no trabalho de Tite. O treinador segue sem fazer muitas experiências, fazendo com que a seleção continue ‘mais da mesma’. O Brasil parece ser um time cansado e sem qualidade. O ex-corintiano parece ter perdido mão e, talvez, não mereça mais um ciclo à frente da ‘amarelinha’.

ARGENTINA A Argentina fez uma partida segura, sem muito brilho, é verdade, mas fez o suficiente para vencer o Brasil, sem correr qualquer risco de ver a vitória ir por água abaixo. O goleiro Andrada praticamente assistiu o jogo.

Continue lendo

Esportes

Copa Verde: Cuiabá domina, mas vacila, perde e decisão fica para a volta, no Mangueirão

Publicado

Paysandu deu um importante passo rumo ao tri da Copa Verde na noite desta quinta-feira ao vencer o Cuiabá, por 1 a 0, na Arena Pantanal, no primeiro jogo da final. Nicolas, de cabeça, foi o autor do único gol.

A partida de volta está marcada para a próxima quarta-feira, às 21 horas, no Estádio Mangueirão, em Belém. O Paysandu tem a vantagem do empate, enquanto o Cuiabá precisa ganhar por dois ou mais de vantagem.

Como o gol fora de casa não vale como critério de desempate, uma vitória simples do time mato-grossense leva a decisão para os pênaltis.

A vitória coroou o poder de superação do Paysandu, que encontrou problemas de voo e chegou na capital do Mato Grosso horas antes da bola rolar. A partida só aconteceu graças a um voo fretado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

O JOGO Atuando em casa, o Cuiabá dominou todo o primeiro tempo e criou algumas boas oportunidades. Jefinho finalizou colocado e a bola passou perto da trave. Depois, Felipe Marques exigiu defesa de Giovanni. O Paysandu chegou com perigo no contra-ataque, mas Vinícius Leite mandou para fora.

Leia Também:  Após viralizar mundialmente, árbitra Fernanda Colombo recebe proposta indecente

A etapa final começou mais equilibrada e o castigo ao Cuiabá pelas chances desperdiçadas veio aos 23 minutos. Leandro Lima cobrou falta para dentro da área e Nicolas abriu o placar de cabeça. O empate quase veio na sequência. Ednei cabeceou nas mãos de Giovanni.

O goleiro bicolor voltou a trabalhar em finalização de Gutiérrez. O gol marcado pelo Paysandu deixou a partida aberta. Aos 28, Nicolas quase fez o segundo ao cabecear para fora. Na sequência, Vinícius Leite chutou colocado e a bola passou raspando a trave.

Nos minutos finais, os jogadores do Cuiabá reclamaram de um pênalti não marcado, mas o árbitro mandou o lance seguir após consultar o VAR. Na sequência, Léo recebeu o segundo amarelo e deixou os donos da casa com um homem a menos.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana