conecte-se conosco


Registro Geral

Contrariando tese de Bolsonaro, cidade minúscula de MT consegue superávit de R$ 1,1 milhão, diz TCE

Publicado

Presidente, Jair Bolsonaro (PSL): extinção de 30 cidades de Mato Grosso

Considerado um dos menores municípios do Brasil, Canabrava do Norte, com apenas 4,7 mil habitantes, contrariou a tese do presidente, Jair Bolsonaro (PSL), que defensa a extinção desta e outras 29 pequenas cidades de Mato Grosso. Segundo o Tribunal de Contas do Estado, o minúsculo município conseguiu fazer superávit na execução orçamentária no valor de R$ 1,1 milhão, diagnosticado a partir da comparação entre a receita, de R$ 18.698.444,26, e a despesa, de R$ 17.540.262,34. Foi um dos motivos que levaram o Pleno do TCE a emitir parecer favorável à aprovação das contas anuais de governo de Canabrava do Norte, exercício de 2018. De acordo com o voto da relatora, conselheira interina Jaqueline Jacobsen, acompanhado pela unanimidade do Pleno, do superávit total, R$ 899 mil corresponderam à arrecadação da Receita Tributária Própria, servindo como exemplo aos demais municípios do estado.

Leia Também:  Gasto de R$ 5,6 milhões com fretamento de aviões entra no radar dos capas-preta; valor daria para comprar 10 aeronaves
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Registro Geral

Animado para disputar sucessão de Lucimar, empresário “cola” no governador; Russi aposta alto para vencer em VG

Publicado

Empresário, Flávio Vargas (PSB), pré-candidato a prefeito de Várzea Grande pega “carona” na alta popularidade do governador, Mauro Mendes (DEM)

O empresário Flávio Vargas (PSB) aproveitou o jogo do Cuiabá contra o América, na Arena Pantanal, nesta segunda-feira (11), para alavancar a pré-candidatura dele ao Paço Couto Magalhães, em 2020. Esperto, Flávio posou para fotografia ao lado do governador, Mauro Mendes (DEM). O primeiro-secretário da Assembleia Legislativa, Max Russi (foto), é o grande incentivador da candidatura de Vargas na terra de Couto Magalhães. Detalhe: na mesma imagem aparecem ainda o deputado estadual, Paulo Araújo (PP), chefe de gabinete de MM, Beto do Dois a Um, além do suplente de deputado estadual, Jajah Neves, que obteve quase 16 mil votos nas últimas eleições gerais, sendo o mais votado em Várzea Grande.

Leia Também:  Aumento para Educação gera impacto de R$ 200 milhões na folha; Governo faz apelo e pede paciência ao Sintep
Continue lendo

Registro Geral

Figurões devem mover ações contra juízes e promotores por abuso de autoridade; Bacenjud e prisões são maiores queixas

Publicado

PRIMEIRA MÃO: réus famosos, em Mato Grosso, preparam ofensiva contra juízes e promotores, com base na novíssima Lei de Abuso de Autoridade

A Lei 13.869, de 5 de setembro de 2019, entrará em vigor nos próximos dias, em meio a polêmica discussão sobre os seus artigos e reflexos que, deles, decorrerão. Em Mato Grosso, por exemplo, ao menos duas dúzias de figurões da política, segundo fonte da coluna, já estariam prontos para representar contra juízes e promotores, com a acusação de abuso de autoridade. O “x” da questão são dois pontos: prisões e cautelares “abusivas”, bem como a penhora de bens. Quando se decreta a busca de bens pelo BACENJUD é comum que se alcancem ativos financeiros em contas múltiplas, o que afeta, por exemplo, terceiros em uma empresa de sociedade LTDA. Já no artigo 9º, parágrafo único, atribui-se ao juiz o crime de deixar de relaxar prisão manifestamente ilegal, deixar de conceder medida substitutiva ou de deferir liminar em habeas corpus, impondo-lhe pena de 1 a 4 anos de reclusão. O contra-ataque dos réus seria patrocinado por advogados de renome nacional. Como diz o velho ditado popular: “chumbo trocado não dói”.

Leia Também:  Ex-gestores da Secretaria de Saúde de Mato Grosso terão que restituir R$ 6 milhões ao erário público

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana