conecte-se conosco


Turismo

Conheça o restaurante mexicano que contrata apenas ex-presidiários e imigrantes

Publicado

Localizado em uma rua movimentada na região norte de São Francisco, o restaurante Cala passa despercebido aos olhos menos atentos. Pequeno e com uma fachada discreta, o mexicano acabou virando um dos queridinhos da cidade por conta de seus pratos criativos e, principalmente, de seu método pouco ortodoxo de contratações.

Leia também: Americana de 21 anos se torna a pessoa mais jovem a viajar pelo mundo inteiro

Cala
Divulgação

Restaurante mexicano Cala, em São Francisco, ganhou notoriadade por seu regime de contratação

Liderado pela premiada chef Gabriela Cámara, que já faz sucesso há duas décadas com o Contramar, na cidade da México, o restaurante conta com uma equipe formada apenas por imigrantes e/ou ex-presidiários.

A iniciativa é da própria Cámara, que diz acreditar que “todos merecem uma segunda chance”. A cozinheira, que é bastante ativa politicamente, também adota outras práticas incomuns, como plano de saúde, dental e seguro de vida para funcionários que trabalham 20 horas por semana. “Já passou da hora das pessoas pensarem em como tratam seus funcionários, e não apenas os clientes”, disse o cozinheira em uma entrevista para a revista Food e Wine.

Leia Também:  Cordilheira na Eslováquia lidera lista de melhores destinos da Europa em 2019

A história do Cala chamou tanta atenção da mídia local, que acabou se transformando em um documentário da Netflix. “A Tale of Two Kitchens” explora a cultura de trabalho no restaurante em São Francisco e também do Contramar, no México.

No filme, Gabriela Cámara diz que a cultura mexicana é “desprezada” pelos americanos, mas que a comida do país é parte integral da alimentação dos Estados Unidos. A produção também falou com vários funcionários do local, que elogiam a política. “No Cala, todos são aceitos”, diz uma das garçonetes do local, identificada apenas como Dru.

Na visita da nosso equipe ao local, fomos coincidentemente atendidos pela “personagem” do filmes. Ao invés de olharmos o menu, pedimos por uma recomendação. Nos foi servido o sopes playeros, uma tradicional massa folhada mexicana recheada com feijões pretos, um creme branco leve e salada de ricota. O prato é acompanhado por um delicioso e bastante apimentado molho salsa verde.

Leia também: Filas, calor e mais: como sobreviver nos parques da Disney em julho?

Leia Também:  Cruzeiro pelo Japão e Coreia do Sul? Sim! Saiba quais pontos turísticos conhecer

Misturando política e gastronomia durante toda sua carreira, Gabriela Cámara deixou São Francisco no início do ano. Ela voltou ao México, onde trabalha como “conselheira” do presidente Andrés Manuel López Obrador, famoso por suas posições de esquerda e seu antogonismo ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Apesar da ausência da chef, o Cala segue funcionando normalmente e atraindo um bom público. A veia política do local também parece ter sido mantida. Ao pedirmos a conta, percebemos um recado em letras garrafais na parte de baixo da nota fiscal. “Imigrantes fazem a América grande. Nós nos orgulhamos de preparar e servir sua comida”, diz a nota, em uma clara resposta às declarações controversas do presidente norte-americano sobre imigração.

Fonte: IG Turismo
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Turismo

Viajar pelo mundo? Sim! Homem que já visitou 134 países indica os mais incríveis

Publicado

Você já imaginou ter a possibilidade de viajar pelo mundo e conhecer diferentes destinos e culturas? O empreendedor Ricardo Mello é uma das pessoas que já passou por essa experiência. Ao longo dos anos, ele visitou 134 países e enfrentou 400 voos e, por conta disso, tem muitas dicas para compartilhar com outros viajantes.

Leia também: Homem visita todos os 198 países do mundo e recomenda os 12 imperdíveis 

São Miguel do Gostoso
Arquivo pessoal/Ricardo Mello

Ricardo Mello experimenta viajar pelo mundo e, por isso, já visitou 134 países; na foto, ele está em São Miguel do Gostoso

Mello, que é autor do blog “O Mundo Aos Seus Pés”, é apaixonado por viagens e caminha para ser o primeiro brasileiro a visitar todos os países. Ao iG Turismo , o profissional lista quais os lugares mais marcantes e inesquecíveis que passou em sua trajetória ao viajar pelo mundo – e traz detalhes sobre eles. Confira!

1. Brasil

Fernando de Noronha
Arquivo pessoal/Ricardo Mello

Fernando de Noronha é um dos locais que Mello mais gosta aqui no Brasil

“Sei que pode parecer meio contraditório para alguém que conhece mais de 130 países , mas o nosso País é o mais bonito do mundo. E, por aqui, Fernando de Noronha é o meu destino preferido, pelas praias que são as mais lindas, pelo clima e vida tranquila.  

Outra região que me chama atenção é São Miguel do Gostoso . Ainda no Nordeste, tem a Praia do Forte e  Barra Grande (Bahia). Eu adoro. Pelo Brasil, ainda temos as chapadas, como Diamantina, dos Veadeiros e dos Guimarães e, em todas elas, você econtra um monte de cachoeiras e montanhas.

Tem também os Lençóis Maranhenses, uma beleza única com as dunas e as lagoas no meio. O Jalapão, para mim, é uma região que também merece a visita. Além disso, o Brasil tem as metrópoles que respiram cultura e gastronomia como São Paulo e Rio de Janeiro. Resumindo, nosso País é o mais incrível do mundo!”

2. Maldivas

Maldivas
shutterstock

Para ele, Maldivas é um local incrível e com um clima bem romântico, ideal para passar a lua de mel

“Maldivas é o melhor destino para lua de mel do mundo. Não é à toa. O lugar é incrível e tem uma atmosfera muito romântica. O legal lá é escolher um hotel e você tem que obrigatoriamente ir de hidroavião, porque voar de avião é uma experiência muito bacana.

As praias são muito bonitas. A cor do mar é fantástica. A temperatura da água é muito gostosa para um mergulho que você pode fazer no norte ou até um passeio para ver golfinhos. Além disso, vale um passeio para ver o pôr do sol de barco”.

3. Myanmar | Bagan e Inle Lake

  • Bagan
Leia Também:  Cordilheira na Eslováquia lidera lista de melhores destinos da Europa em 2019
Myanmar, Bagan
shutterstock

Bagan, em Myanmar, tem muitos templos para que os turistas possam visitar

“Myanmar é um país que foi aberto para turismo há pouquíssimos anos e tem regiões de que valem muito a pena. Uma delas é Bagan, que é a porta de entrada do país porque tem um dos principais aeroportos e, por lá, você conhece muitos templos.”

  • Inle Lake
Myanmar, Inle Lake
shutterstock

Inle Lake é um lago que, apesar de ser demorado para atravessar, vale a visita

“Um lago enorme deve demorar algumas horas para atravessar, mas você pode fazer passeios e conhecer todas as comunidades ribeirinhas. E também conhece um pouco do artesanato do local e experimenta as comidas típicas da região. Tem também aquelas mulheres com colares no pescoço que o deixam bem alongado. Vale a visita.”

4. Caribe | Saint Barth

Saint Barth%2C Caribe
shutterstock

No Caribe, Saint Barth é um local que não pode ficar de fora da programação dos visitantes

“Que o Caribe têm as praias com um azul impressionante não é segredo pra ninguém, mas eu sou especialmente fã de Saint Barth. Um local mais chique e com muito conforto, boa gastronomia e uma praia de areia branca que dá aquela paz quando visitamos.”

5. Tahiti

Tahiti
shutterstock

Tahiti é um destino para quem procura tranquilidade e águas cristalinas

“Tem várias outras regiões francesas fora do continente europeu que devem ser visitadas. Uma delas que vale muito a pena na Polinésia Francesa é o Tahiti. O lugar é maravilhoso e tem ainda ilhas como Bora Bora e hotéis com águas de cor cristalina. É uma tranquilidade impagável.”

6. França | Paris

França, Paris
Arquivo pessoal/Ricardo Mello

Paris está entre as cidades mais visitadas por Ricardo Mello

“Paris é uma das cidades que visito muito. É uma das mais belas do mundo e com um ar especial. É possível conhecê-la de várias maneiras, seja por um passeio de barco pelo rio Siena, a pé pelas charmosas ruas, de bicicleta ou de carro no trânsito caótico.

Todo canto de Paris tem um bistrô. Os locais são aconchegantes e tem aquela comida que só os franceses sabem preparar. A cultura da cidade também é incrível: tem o Museu do Louvre, um dos mais famosos do mundo, e a Torre Eifel. Ah, e não posso deixar de comentar sobre os melhores vinhos do mundo para regar boas noites de diversão.”

7. Egito

Egito
shutterstock

No Egito, Mello recomenda navegar no Rio Nilo e conhecer as pirâmides

“O Egito é um país da África que mais me impressiona. É muito legal poder navegar no Rio Nilo. É possível alugar barcos por lá. Fora isso, você vai conhecer a Esfinge e a pirâmide de Queóps. A cidade de Cairo é muito doida: tem restaurante aberto às 2h da manhã e loja aberta até depois da meia-noite. Já em Luxor, você conhece o Vale dos Reis, com sarcófagos e muito mais.”

Leia Também:  7 segredos que os pilotos de avião não compartilham com os passageiros

8. Estados Unidos | Nova York e outras cidades

Central Park, Nova York
shutterstock

O Central Park, em Nova York, é um dos pontos turísticos mais populares na cidade
  • Nova York

“Nova York é um dos meus lugares favoritos no mundo. Para mim, todo mundo deveria conhecer. A atmosfera da cidade é única e você encontra lá um misto de quase tudo que tem no mundo. O Central Park é um cartão postal da cidade, que muda de acordo com a estação do ano e é sempre um passeio diferente.

Além disso, NY é um local que respira cultura e a quantidade de museus que existem lá me encantam. A Estátua da Liberdade sempre vale a visita também, seja num passeio de barco ou conhecê-la de pertinho. A Broadway tem que estar na lista. Assistir um espetáculo por lá é incrível.”

  • Outras regiões dos EUA

“Adoro Chicago, com sua arquitetura impressionante e os passeios pelos rios. Uma segunda região que o adoro é Orlando. Fico maluco com a Disney. Outro lugar que gosto muito e tem gastronomia legal é Hollywood. Em Santa Mônica, a roda gigante é super bacana. São Francisco tem um clima muito bom também.

Além disso, tem o Colorado. Já fui muitas vezes para quem ia tanto para Vail como para Telluride. Possui hotéis para todos os gostos e o clima nas estações de esqui é super bacana e recomendado para famílias com crianças maiores também. Elas adoram esquiar!”

9. Nova Zelândia | Waitomo Caves e Hobbiton

  • Waitomo Caves
Waitomo Caves, NZ
shutterstock

Esse é mais um local apontado por Mello como um dos melhores pelos quais passou

“Essa região, que fica localizada a cerca de 200 km ao sul de Auckland, traz belezas inacreditáveis. São, aproximadamente, 300 cavernas na região e existem passeios leves para conhecê-las ou, para o mais aventureiros, fazer rapel e explorar as profundezas a pé. Lá também é possível encontrar os glowworms, que são como vaga-lumes que deixam os tetos das cavernas parecendo um céu estrelado.”

  • Hobbiton
Hobbiton
shutterstock

Vale conhecer Hobbiton, na Nova Zelândia, é uma cidade cenográfica usada nem filmes como “O Senhor dos Anéis”

“Outra região encantadora na Nova Zelândia é Hobbiton, uma cidade cenográfica usada nos filmes “O Senhor dos Anéis” e “O Hobbit”. A região atrai turistas de todos os tipos, tanto das sagas como aqueles que se encantam com a cidadezinha saída das telas do cinema. Vale muito a visita e o lugar rende muitas fotos legais.”

10. Chile | Atacama e Patagônia

  • Atacama
Atacama
shutterstock

Esse é um ótimo local para lotar a memória da câmera com fotos e mais fotos

“Salar de Tara é imperdível. As cores do local, suas lagoas e belezas naturais são incríveis e um excelente lugar pra lotar a memória da câmera com fotos e mais fotos. Para quem tem mais tempo de viagem, vale também fazer a travessia para o Salar de Uyuni, que fica na Bolívia.

Além disso, o Geiser de Tatio é uma visita super interessante de se fazer. Fica em uma região vulcânica e é um passeio que começa pela madrugada, onde é possível ver as fumaças gasosas se formando no horizonte. Para completar a beleza desse deserto, as lagoas também são de tirar o fôlego.”

  • Patagônia
Patagônia, Chile
shutterstock

Patagônia é outro local que não pode ficar de fora das viagens

“Na Patagônia chilena, é muito legal conhecer o parque nacional Torres del Paine, cercado por belíssimas montanhas e possui umas das vistas mais lindas do mundo. Os animais selvagens também são companhia nesse passeio, como o puma, raposa cinzenta, flamingos, condores, e outros que, inclusive, estão ameaçados de extinção.

Além disso, é possível encontrar pinguins e, com sorte, ver baleias no Estreito de Magalhães. Por lá, também se encontra a única geleira do mundo que não está diminuindo – pelo contrário, ela cresce a cada ano: a Geleira Perito Moreno, que fica na divisa do país com a Argentina.”

Leia também: Homem larga o emprego para viajar pelo mundo – e receber por isso

Fonte: IG Turismo
Continue lendo

Turismo

Quer viajar para Serra Negra? Conheça e aproveite 8 pontos turísticos da cidade

Publicado

Localizada a 150 quilômetros de São Paulo, Serra Negra é uma estância hidromineral paulista, com direito parques, fontes medicinais, contato com a natureza e muitas outras atrações de turismo rural. Nos finais de semana, feriados e em época de férias, a região costuma ficar lotada de turistas que desejam aproveitar as atividades disponíveis por lá.

Leia também: O frio chegou? Aproveite para conhecer as maravilhas da cidade de Monte Verde

Serra Negra
shutterstock

Serra Negra oferece diversas atrações para os que gostam de estar em contato com a natureza e apreciar belas paisagens

A fama de Serra Negra , que faz parte do Circuito das Águas Paulista, vem da sua produção e venda de malhas e artigos em couro e outros materiais. Por lá, o visitante encontra uma ampla diversidade de opções de compras pelas ruas, com um verdadeiro “shopping a céu aberto” para atender todos os gostos e perfis.

turismo em Serra Negra ainda conta com bares e restaurantes aconchegantes, que permitem que o visitante curta o clima da montanha da melhor forma possível. No geral, o roteiro é composto por oferecer lazer, atividades rurais, aventura, compra e gastronomia para quem for viajar em família, com crianças, em casal e aqueles que são amantes da natureza.

Pontos turísticos em Serra Negra

Se você está com viagem marcada para a cidade ou pretende conhecê-la em breve, é importante saber o que é possível fazer por lá. Diante disso, conheça oito locais que você precisa visitar. Aproveite para fazer várias fotos e ter várias lembranças registradas dos momentos sempre por perto. Confira!

1. Cristo Redentor

Cristo Redentor de Serra Negra
Divulgação/Prefeitura de Serra Negra

Cristo Redentor de Serra Negra é um dos pontos turísticos mais recomendados pelos visitantes para conhecer na cidade

O Cristo Redentor não está somente no Rio de Janeiro. O monumento está espalhado por algumas regiões do Brasil – e Serra Negra é uma delas. Na cidade, a atração turística está no alto do Pico do Fonseca e, segundo avaliações do tripadvisor , a vista lá de cima é maravilhosa, sendo uma parada obrigatória.

Leia Também:  Cruzeiro pelo Japão e Coreia do Sul? Sim! Saiba quais pontos turísticos conhecer

Para subir, é possível ir de teleférico ou também de carro pela rua Antonio Jorge José. Ao chegar, o viajante encontra um mirante e uma lanchonete. “Vale muito a pena a visita. Além de apreciar a natureza, traz muita paz e tranquilidade. A vista lá de cima é muito bonita. É um local ótimo para tirar fotos”, escrevem nos comentários.

2. Teleférico

Teleférico de Serra Negra
Divulgação/Teleférico de Serra Negra

O Teleférico de Serra Negra, com cadeira individual, é uma atração que não pode ficar de fora do roteiro do turista

O teleférico oferece a possibilidade de avistar de toda a cidade e leva até o Cristo Redentor. A cadeira é individual. Visitantes que passaram por lá indicam o passeio e afirmam que é possível ter uma vista belíssima a região e aproveitar a “sensação de liberdade.” É necessário pagar uma taxa para utilizá-lo.

3. Alto da Serra

Alto da Serra
Divulgação/Prefeitura de Serra Negra

Alto da Serra oferece uma das “mais belas vistas” da cidade, de acordo com turistas que já passaram pelo local

O ponto mais alto da região, com 1.310 metros de altura, garante “uma das mais belas vistas”, de acordo com visitantes. O local, que pode acessado pela Rua 14 de julho, está na lista de lugares que não podem faltar no roteiro. O cenário é ideal para tirar fotos e, mais uma vez, admira a paisagem que a cidade proporciona.

4. Parque dos Macaquinhos

Seja para relaxar ou ter um dia mais agitado e cheio de aventuras, o Parque dos Macaquinhos é a opção ideal. Por lá, o visitante pode fazer piqueniques, andar a cavalo, fazer tirolesa e muito mais.

Leia Também:  Passageira é barrada em voo por causa de traje “inapropriado”

Leia também: 5 destinos nacionais em que o principal atrativo é a natureza

No Lago, várias atividades podem ser feitas, como pedalinho e navegar de canoa. Ainda é possível avistar macacos, patos e gansos. O acesso ao parque é feito pela Rodovia Serra Negra Amparo, a 6 Km do centro da cidade.

5. Parque Fonte Santo Agostinho

FONTE SANTO AGOSTINHO
Divulgação/Prefeitura de Serra Negra

Parque Fonte Santo Agostinho conta com duas fontes, com água medicinais, que chamam a atenção dos turistas por lá

Esse é mais um ponto turístico de Serra Negra. No local, o visitante encontra um bosque de vegetação nativa. Além disso, há duas fontes, Santo Agostinho e Santa Luiza, com água oligomineral, que apresenta ação diurética, sendo especialmente indicada para as doenças de pele. Essas e outras informações podem ser encontradas ao lado, em uma placa fixa.

Visitantes que avaliaram o local no tripadvisor dizem que o local é muito bonito e que, para quem não quiser ir de carro, é possível contratar os serviços de trenzinho que saem da Praça João Pessoa. Ainda há um lago e um pequeno playground, que possui alguns brinquedos à disposição das crianças.

6. Trenzinho Maria Fumaça

Este citytour passa pelos principais pontos turísticos da cidade, com duração média de 50 minutos. A saída acontece na Praça João Pessoa e na João Zelante. O passeio é aprovado pelos turistas, sendo indicado principal para quem está com crianças, uma vez que a atração ajuda a deixá-los entretidos.

7. Parque Represa Dr. Jovino Silveira

Visitantes recomendam o lugar, que conta com uma extensa área verde, para fazer uma caminhada ou até mesmo correr. O espaço também possui quadras, lanchonetes, quiosques para churrascos e piqueniques, playground e a fonte Nossa Senhora de Lourdes. O local chama atenção por sua mensagem e costuma render belas fotos.

8. Disneylândia dos Robôs

Disneylândia dos Robôs
Divulgação/Disneylândia dos Robôs

Pedrinho Tomé construiu cerca de 40 atrações feitas de sucatas e materiais recicláveis para entreter o público por lá

O lugar reúne robôs e engenhocas montadas, ao longo de mais de 20 anos, por Pedrinho Tomé. São cerca de 40 atrações mecânicas, construídas a partir de sucatas e materiais recicláveis.

Leia também: Como planejar uma viagem? Dicas para hospedagem, passagens, documentação e mais

De acordo com avaliações do tripadvisor , as atrações deste espaço em Serra Negra  fazem os visitantes viajarem no tempo. Além disso, as peças prendem a atenção e, ao mesmo tempo, descontraem. É necessário pagar a entrada e, ao final, recebe-se um certificado de participação.

Fonte: IG Turismo
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana