conecte-se conosco


Turismo

Confira os destinos seguros de Pernambuco e se encante com a beleza do estado

Publicado


source

Todos os anos, com a chegada do verão , os destinos turísticos do  Nordeste ficam ainda mais cobiçados. Praias, cachoeiras, cidades e atrações históricas – com  culinária típica e culturas tradicionais da região espalhadas por toda a parte – recebem turistas  vindos de todas as regiões do Brasil e do mundo.

praia
Reprodução/ YouTube

Praia de Boa Viagem é um dos cartões postais de Pernambuco


Neste ano, por causa da pandemia, foram necessárias algumas mudanças para garantir a segurança dos turistas. Pernambuco é um dos estados que vem aplicando protocolos sanitários no turismo para conter o novo coronavírus e possibilitar lazer sem riscos. O estado é o primeiro na lista da  retomada do turismo nacional.

Só para o turismo, o governo de Pernambuco determinou  12 protocolos de segurança, para que a retomada aconteça de forma gradual e sem riscos. Além dos protocolos, a Secretaria de Turismo e a Empresa de Turismo de Pernambuco (Empetur) lançou um selo, o Turismo Seguro , que é concedido às empresas e profissionais que apresentam todas as licenças de funcionamento em dia e se comprometem a respeitar os protocolos estaduais. 

Os protocolos e o selo vem dando tão certo que, somente em julho deste ano, quando a pandemia da Covid-19 começava a estagnar em Pernambuco, o turismo pernambucano cresceu 18,9%, em relação ao mês de junho, muito acima da média nacional, que foi 4,8%, segundo o IBGE. O dado coloca Pernambuco como o primeiro do Brasil na retomada do turismo .

“Fizemos um trabalho em conjunto com o trade turístico, que culminou na elaboração dos 12 protocolos de segurança para o turismo e no lançamento do selo Turismo Seguro. Isso foi essencial para conscientizar todo o empresariado local da importância dos protocolos na reativação do turismo do Estado”, declarou o secretário de Turismo e Lazer de Pernambuco Rodrigo Novaes.

CONHEÇA ALGUNS DOS DESTINOS TURÍSTICO DE PERNAMBUCO:

Recife
A capital do estado tem paisagens de tirar o fôlego. Tem sol, mar, cultura, história e alta gastronomia. A  Praia de Boa Viagem é a principal da cidade. Com os arrecifes naturais, diversas piscinas naturais se formam, com águas mornas e cristalinas, ao longo da faixa de areia. Recife conta com várias opções de mergulho em naufrágio e passeios de barco pelos seus rios.

No Marco Zero, que fica no coração do Recife Antigo, o turista encontra história e cultura em todos os lugares. Os caboclinhos, macaratus e o frevo estão espalhadas por toda a cidade. Recife ainda fica perto de Olinda e Porto de Galinhas . Em pouco tempo, dá para visitar mais duas cidades turísiticas. A cidade é o terceiro polo gastronômico do Brasil e tem o maior centro tecnológico do Nordeste, o Porto Digital.

Praia de Porto de Galinhas, em Ipojuca
Divulgação/Secretaria de Turismo de Pernambuco/Guga Matos

Porto de Galinhas


Porto de Galinhas
Dentro do município de Ipojuca fica a praia de Porto de Galinhas que, há 10 anos, é considerada a melhor praia do Brasil. A praia fica dentro de uma vila charmosa, com muitas lojinhas, restaurantes e cafés. A apenas 43 Km do Recife, o lugar é ideal para quem gosta de aproveitar  o verão nas praias do Nordeste.

O mar permite esportes náuticos e forma muitas piscinas naturais. Uma rede hoteleira muito preparada, com alguns dos melhores resorts e pousadas do Estado estão em Porto. Por lá, o projeto Praia Sem Barreiras proporciona banho de mar assistido para deficientes ou os que têm mobilidade reduzida.Em Ipojuca também tem outras praias que valem a pena conhecer: Maracaípe, Serrambi são duas delas, principalmente para quem gostar de surfar.

Praia da Atalaia, Fernando de Noronha
Hans von Manteuffel/divulgação

Praia da Atalaia em Fernando de Noronha

Fernando de Noronha
O arquipélago é considerado território nacional anexado ao estado de Pernambuco. Por lá, os cuidados são ainda mais rígidos para garantir que o coronavírus não entre. Testes para a Covid-19 são exigidos na entrada . Patrimônio Mundial Natural, Noronha é formada pelo Parque Nacional Marinho e pela Área de Proteção Ambiental.

Nesse santuário ecológico dá para fazer trilhas, passeios de barco e mergulho.  O mar é verde-esmeralda e azul-turquesa de suas praias e baías, distribuídas entre o “mar de dentro” e o “mar de fora”. Não por acaso, a Baía do Sancho conquistou, mais de uma vez, o título de melhor praia do mundo (Traveler’s Choice).

Bonito
As  cachoeiras de Bonito são as grandes atrações da cidade. Dá para relaxar nas águas doces ou experimentar fazer rapel, tirolesa, arvorismo e voo de balão . A cachoeira mais famosa é a Véu de Noiva, com 32 metros de altura que atraem os que gostam e atividades radicais. Bonito também tem o maior teleférico do Nordeste, que faz uma viagem que dura 12 minutos.

Turistas praticando rapel em cachoeira de Bonito
GUGA MATOS/DIVULGAÇÃO

Turistas praticando rapel em cachoeira de Bonito

Caruaru
Saindo do litoral e indo para o interior do estado , no agreste, encontra-se a cidade que os pernambucanos chamam de Capital do Forró . Caruaru tem uma forte produção cultural. É um polo econômico, acadêmico, cultural e turístico do agreste. O atrativo mais famoso é a feira livre, cantada por Luiz Gonzaga. A feira é Patrimônio Cultural e Imaterial do Brasil. Caruaru é ainda terra do artesanato em barro, e tem, na região do Alto do Moura, o maior centro de artes figurativas das Américas, título concedido pela Unesco. O bode assado é um prato famoso por lá.

Esta matéria é parte de uma série que o iG Turismo preparou sobre destinos nacionais na retomada do Turismo. Na próxima semana falaremos sobre mais destinos no Nordeste. Aguarde e confira.



Fonte: IG Turismo

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Turismo

Cearense se revolta ao visitar o Grand Canyon: “Em Quixadá tem isso tudo”

Publicado


source
Cearense se revolta ao visitar o Grand Canyon
Reprodução/Twitter

Cearense se revolta ao visitar o Grand Canyon

O Brasil tem destinos truísticos que não perdem em nada para os internacionais, como um rapaz do Ceará bem descobriu. Viralizou nas redes sociais um vídeo de um jovem que foi visitar o Grand Canyon e decepcionou muito com o que encontrou por lá. Na opinião dele, é possível ver tudo aquilo em Quixadá, cidade do interior cearense conhecida por suas formações rochosas.

“O povo: ‘vai lá no…, não sei nem o nome. Ai Utah, Estados Unidos’. Oh besteira. Vim lá da casa do caralh* para ver essa porr*. Paguei 30 dólares para entrar. Quixadá tem isso aqui também. Tem um monte de besta ali atrás para tirar foto. Quixadá tem tudo isso, tem até ET lá e eu vim aqui feito besta”, reclamou o cearense em um vídeo que já tem mais de 470 mil visualizações.


Fonte: IG Turismo

Continue lendo

Turismo

O que você nunca deve fazer em diversos países do mundo, segundo quem mora lá

Publicado


source
holanda
Divulgação

Cuidado com que pergunta ou por onde anda se estiver em Amsterdã, na Holanda

Antes de vijar, mais do que decidir  o que colocar na mala , vale entender um pouco sobre o comportamento e a cultura locais dos países que pretende visitar. Para ajudar os futuros turistas, que pretendem retomar as viagens internacionais quando a pandemia passar, um tópico no fórum online Reddit tem feito sucesso reunido dicas de moradores locais de diversos lugares do mundo. 

A thread começa com a seguinte pergunta: “O que os turistas nunca devem fazer em seu país?”. O jornal britânico Daily Mail destacou as melhores respostas – e algumas podem significar colocar ou não a sua vida em risco!

Vai para a Austrália? Não toque em nada! 

Segundo o jornal, quem começou com as dicas foi um australiano – e ele colocou um certo medo nos turistas que pensam conhecer o seu país. “Não toque em nada na Austrália porque tudo quer matar você”, escreveu o usuário. Logo outro completou: “Não fique perto de um crocodilo, não toque em uma cobra, não tente comer uma aranha vermelha”. 

Alerta de perigo nos Estados Unidos

Para aqueles que pretendem trocar as metrópoles norte-americanas por viagens que explorem a vida selvagens e as regiões mais áridas dos Estados Unidos, algumas dicas. 

“Aqui nos Estados Unidos, na região sul de Utah, temos muitas esculturas rochosas incríveis. Não escreva nelas! São estruturas raras, formadas por anos e anos de erosão, não são algo que você possa escrever seu nome nelas”, postou um usuário. 

Outros lembraram que Yellowstone é um parque maravilhoso, mas cheio de animais selvagens, melhor não se arriscar por lá. E também nada de pisar em fontes de águas quentes termais ou seu pé vai “torrar”. 

Cuidado como que fala e por onde anda na Holanda

Holanda é um local no qual se anda muito de bicicleta e, segundo os locais, vale lembrar que as ciclovias são feitas para quem está sob duas rodas, e não pedestres. “Os holandeses agradecem”, completou um usuário. 

E mais um alerta: “Nunca pergunte: Você é da Holanda! Você é de Amsterdã? Fuma maconha o tempo todo?”. 

Mais respeito na Alemanha

Um usuário do Fórum se mostrou indignado com pessoas que visitam os campos de concentração da Alemanha e ficam tirando selfies para postar em seus perfis nas redes sociais. Segundo ele, tudo bem registrar aquele momento, mas é preciso respeito pela história e nada de selfies ou fotos exageradas. 

Fonte: IG Turismo

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana