conecte-se conosco


Esportes

Confira 6 países onde o futebol feminino é superior ao masculino

Publicado

Seleção sueca feminina comemorando
Getty Images

A Suécia é um dos países em que o futebol feminino é superior ao masculino.

Além de ser considerado um dos melhores times do futebol masculino, o Brasil também possui uma ótima equipe de futebol feminino . Atualmente, o time liderado por Marta é o décimo do ranking da Fifa. Apesar de ser uma realidade no Brasil, essa igualdade de qualidade entre os times dos dois gêneros não é vista no mundo todo. Em vários países, por exemplo, o futebol feminino é superior ao masculino. Confira seis casos em que as mulheres são melhores que os homens.

Leia também: Suécia goleia Tailândia e se classifica para as oitavas do Mundial Feminino

Suécia

Atualmente no 9º lugar do ranking mundial, a seleção da Suécia feminina é superior à Masculina. Embora os suecos tenham chegado nas quartas da Copa do Mundo de 2018, a seleção feminina tem um histórico de ótimas campanhas nos torneios. Mesmo sem ter vencido nenhuma edição, chegou às semifinais em três oportunidades, conseguindo o vice em 2003.

Leia Também:  Oito jogos encerram a segunda rodada do Brasileirão Sub-17

Noruega

Enquanto a seleção masculina de futebol da Noruega é pouco relevante no cenário europeu, a feminina ostenta um passado de vitórias. Com um título mundial em 1995 e um ouro olímpico conquistado em 2000, a seleção Norueguesa é uma das mais respeitadas do futebol feminino. Enquanto as mulheres estão na 12ª posição do ranking, os homens ocupam apenas o 47º lugar no ranking masculino.

Leia também: Nas oitavas! Lloyd brilha e Estados Unidos vence o Chile no Mundial feminino

Estados Unidos

Atacante Americana
Getty Images

Atacante Lloyd, da seleção americana, em ação durante a Copa do Mundo.

Maior campeã da Copa do Mundo Feminina , a seleção dos Estados Unidos é uma das potências do esporte. Além dos três títulos, as americanas também conseguiram chegar nas semifinais em todas as demais edições. Enquanto isso, a seleção masculina é apenas coadjuvante nas Copas do Mundo e não tem nenhum título além da Copa Ouro (organizada pela CONCACAF).

Canadá

Atuais quintas colocadas do ranking, as canadenses também possuem um histórico superior em relação à equipe masculina. Enquanto as mulheres já chegaram às semifinais do mundial e conseguiram dois bronzes olímpicos, os homens disputaram apenas uma Copa do Mundo: 1986, no México. Na ocasião, foram a pior campanha de todo o torneio.

Leia Também:  Liga das Nações de Vôlei: Brasil leva virada dos EUA, mas tem o que comemorar

Japão

Com um título mundial, vencido em 2011, e uma prata olímpica conquistada em 2012, a seleção japonesa feminina possui desempenho muito melhor que a masculina. As melhores participações dos homens em Copas do Mundo foram em 2002, 2010 e 2018, quando chegaram até as oitavas de final.

Leia também: Canadá vence a Nova Zelândia e se classifica para as oitavas do Mundial feminino 

China

Por fim, temos a China, que, assim como outras seleções na lista, não possui nenhum título mundial. Entretanto, as campanhas das chinesas nos mundiais de futebol feminino (um vice-campeonato e um quarto lugar) tornam a seleção feminina muito superior à masculina; que tem como melhor – e única – resultado em Copas o 31º lugar de 2002.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Esportes

Na mesmice, Brasil toma show da Argentina e permanência de Tite começa a ser questionada

Publicado

Brasil teve uma tarde para se esquecer nesta sexta-feira, na derrota para a Argentina por 1 a 0, no estádio Universitário Rei Saud, na Arábia Saudita. A seleção, comandada pelo técnico Tite, foi facilmente neutralizada pelos hermanos, que não fizeram muito esforço para vencer o arquirrival.

Após um bom início, o Brasil caiu de produção drasticamente com o pênalti perdido por Gabriel Jesus. O atacante do Manchester City foi o que mais finalizou, já que Roberto Firmino passou em branco, Willian pouco produziu pelos lados de campo e Lucas Paquetá, jogou?
O meio de campo da seleção brasileira também deixou a desejar. O Brasil perdeu todas as divididas e as chamadas ‘segunda bola’. Arthur ficou muito abaixo. Mas quem teve atuação desastrosa, novamente, foi Alex Sandro. O lateral-esquerdo fez uma partida pífia e aumenta a preocupação no setor, já que Filipe Luis e Marcelo dificilmente terão condições para a Copa do Mundo de 2020.

O ponto positivo vai para Alisson. O goleiro fez importantes defesas durante o duelo e ainda defendeu o pênalti cobrado por Messi. No entanto, teve azar. No rebote, o argentino deu a vitória para sua seleção.

Leia Também:  Sem paciência, presidente do PSG diz: “Quem não quiser estar aqui, adeus”

Os reservas que entraram também não conseguiram mudar o destino do duelo e pouco chamaram a atenção. No entanto, a maioria das mudanças foi feita tarde demais.

INTERROGAÇÃO

Há um ponto de interrogação também no trabalho de Tite. O treinador segue sem fazer muitas experiências, fazendo com que a seleção continue ‘mais da mesma’. O Brasil parece ser um time cansado e sem qualidade. O ex-corintiano parece ter perdido mão e, talvez, não mereça mais um ciclo à frente da ‘amarelinha’.

ARGENTINA A Argentina fez uma partida segura, sem muito brilho, é verdade, mas fez o suficiente para vencer o Brasil, sem correr qualquer risco de ver a vitória ir por água abaixo. O goleiro Andrada praticamente assistiu o jogo.

Continue lendo

Esportes

Copa Verde: Cuiabá domina, mas vacila, perde e decisão fica para a volta, no Mangueirão

Publicado

Paysandu deu um importante passo rumo ao tri da Copa Verde na noite desta quinta-feira ao vencer o Cuiabá, por 1 a 0, na Arena Pantanal, no primeiro jogo da final. Nicolas, de cabeça, foi o autor do único gol.

A partida de volta está marcada para a próxima quarta-feira, às 21 horas, no Estádio Mangueirão, em Belém. O Paysandu tem a vantagem do empate, enquanto o Cuiabá precisa ganhar por dois ou mais de vantagem.

Como o gol fora de casa não vale como critério de desempate, uma vitória simples do time mato-grossense leva a decisão para os pênaltis.

A vitória coroou o poder de superação do Paysandu, que encontrou problemas de voo e chegou na capital do Mato Grosso horas antes da bola rolar. A partida só aconteceu graças a um voo fretado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

O JOGO Atuando em casa, o Cuiabá dominou todo o primeiro tempo e criou algumas boas oportunidades. Jefinho finalizou colocado e a bola passou perto da trave. Depois, Felipe Marques exigiu defesa de Giovanni. O Paysandu chegou com perigo no contra-ataque, mas Vinícius Leite mandou para fora.

Leia Também:  Toronto Raptors bate Warriors fora e é o 1º time canadense campeão da NBA

A etapa final começou mais equilibrada e o castigo ao Cuiabá pelas chances desperdiçadas veio aos 23 minutos. Leandro Lima cobrou falta para dentro da área e Nicolas abriu o placar de cabeça. O empate quase veio na sequência. Ednei cabeceou nas mãos de Giovanni.

O goleiro bicolor voltou a trabalhar em finalização de Gutiérrez. O gol marcado pelo Paysandu deixou a partida aberta. Aos 28, Nicolas quase fez o segundo ao cabecear para fora. Na sequência, Vinícius Leite chutou colocado e a bola passou raspando a trave.

Nos minutos finais, os jogadores do Cuiabá reclamaram de um pênalti não marcado, mas o árbitro mandou o lance seguir após consultar o VAR. Na sequência, Léo recebeu o segundo amarelo e deixou os donos da casa com um homem a menos.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana