conecte-se conosco


Policial

Condenado por estupro de vulnerável é localizado e preso pela Polícia Civil

Publicado

Assessoria | PJC-MT 

A Polícia Judiciária Civil cumpriu no sábado (09.11), em Pontes e Lacerda, um mandado de prisão contra um homem condenado a 9 anos pelo crime de estupro de vulnerável ocorrido no município de Vila Bela da Santíssima Trindade. 

O mandado de prisão contra Bruno da Silva Santos, 35 anos, foi expedido em 07 de outubro pela comarca de Vila Bela da Santíssima Trindade em decorrência da condenação à pena de nove anos e quatro meses de reclusão pelo crime cometido. Desde então, ele era procurado pela Polícia Civil de Vila Bela, com apoio da Delegacia de Pontes e Lacerda. 

Coordenada pelo delegado Maurício Maciel, a equipe recebeu informações no sábado sobre um veículo utilizado por pessoas que estariam dando guarida a Bruno. O veículo foi localizado transitando no centro de Pontes e Lacerda e, após diligências, os policiais identificaram a casa em que o foragido estaria se escondendo. Quando o veículo chegou ao local, a condutora teve dificuldade em manobrá-lo para estacionar, momento em que Bruno saiu da casa para fazer a manobra, sendo identificado pelos policiais, que o abordaram e deram cumprimento ao mandado de prisão. 

Leia Também:  Polícia Civil prende jovem acusado de roubos em Nova Monte Verde

O criminoso já havia cumpriu pena por tráfico de drogas e a polícia recebeu informação de que ele estava aguardando oportunidade para fugir para a Bolívia, local onde mora um familiar e teria uma rede de contatos.

 

Fonte: PJC MT
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Policial

Quadrilha vendia drogas pelo “disque entrega” em Cuiabá e VG e tinha clientes de alto poder aquisitivo

Publicado

Oito pessoas foram presas durante a manhã desta quarta-feira em operação [F-PJC]

Deflagrada pela Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE), na manhã desta quarta-feira (11), a “Operação Deliveryman” resultou na prisão de oito pessoas (entre mandados de prisão cumpridos e flagrantes), e na apreensão de dinheiro e de 7 veículos pertencentes ao grupo criminoso que atuava com a venda de drogas na modalidade “Disque entrega”.

Entre os alvos da operação que tiveram mandados de prisão cumpridos estão, Natasha Montiny Barbosa, Edson Silva de Almeida, Franquis Paulo dos Santos, Douglas Guilherme Silveira cahves de Moraes, Yrverson Gonçalves Ribeiro (que já estava preso na Penitenciária Central do Estado por outro crime). Três alvos com prisões decretadas não foram localizados e continuam procurados pela Polícia.

Outras duas pessoas, Tainara da Costa e Ruan Junior Botelho da Silva, foram presos em flagrante durante os trabalhos e o oitavo suspeito, Irlan Oliveira do Nascimento estava com mandado de prisão em aberto em decorrência de outra investigação.

De acordo com o delegado titular da DRE, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, os suspeitos identificados como integrantes do grupo responderão pelos crimes tráfico de drogas, associação para o tráfico e possível lavagem de dinheiro (que ainda será apurado) e receptação de produto furtado.

Leia Também:  Polícia Civil cumpre mandados para apurar homicídio cometido a mando de facção criminosa

As 24 ordens judiciais (8 de prisão e 16 de busca e apreensão) expedidas pela 13ª Vara Especializada de Delitos Tóxicos com base em investigações da Delegacia de Repressão a Entorpecentes, foram cumpridas, nos bairros Pedregal, Renascer e Liberdade, em Cuiabá e bairro da Manga, em Várzea Grande.

Os mandados tinham como alvo a desarticulação do grupo criminoso que atuava na venda de entorpecentes na modalidade “delivery”, quando o usuário entre em contato por telefone com o traficante que realiza a entrega da droga no local combinado.

Segundo Vitor Hugo, a venda do entorpecente era realizada por cartão de crédito, tendo como público-alvo pessoas de alto poder aquisitivo, servidores públicos e jovens de classe média-alta. “As entregas eram realizadas nos arredores de escolas, faculdades, bairros de classe média-alta, condomínios de luxo, Centro Político Administrativo, motéis, restaurantes, entre outros locais.”, disse o delegado.

As investigações iniciaram no mês de junho e desde então a equipe da DRE fez vários flagrantes contra o grupo criminoso. Em das ações, realizada no mês de julho, em um salão de beleza, utilizado para camuflar a atuação ilícita, foram apreendidas diversas sacolas com itens furtados de uma loja de produtos infantis.

Leia Também:  Polícia Civil prende dois fiscais da vigilância sanitária por concussão e associação criminosa

Em outro caso, o jovem que comercializava droga nas proximidades de uma escola em Cuiabá, foi preso pela Polícia Judiciária Civil, resultando na apreensão de porções de cocaína, maconha, dinheiro e quatro notebooks.

Durante os 6 meses de investigação, foram apreendidos cinco veículos relacionados a atuação do grupo. Nesta quarta-feira (11), a equipe da DRE apreendeu mais um veículo Honda CRV e uma motocicleta, totalizando 7 veículos apreendidos em poder dos criminosos.

Com base nas investigações da DRE, também foi solicitado o bloqueio das contas bancárias dos suspeitos, totalizando R$ 50 mil apreendidos, além da apreensão de R$ 3 mil em dinheiro durante as buscas realizadas nesta quarta-feira (11) e de aproximadamente R$ 10 mil durante o período da investigação.

Continue lendo

Policial

Polícia Civil deflagra operação contra grupo envolvido na venda de drogas modalidade delivery

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE), da Polícia Judiciária Civil, deflagrou na manhã desta quarta-feira (11.12), a operação “Deliveryman”, com objetivo de dar cumprimento a 24 ordens judiciais, entre mandados de busca e apreensão e de prisão, relacionados à venda de drogas, na modalidade “disque entrega”.

Os mandados judiciais, sendo oito ordens de prisão e 16 de busca e apreensão, foram expedidos pela 13ª Vara Especializada de Delitos Tóxicos de Cuiabá e são cumpridos nas cidades de Cuiabá e Várzea Grande, visando à desarticulação do grupo envolvido com o esquema.

Além dos mandados, foi pedido pelo bloqueio judicial de mais de R$ 50 mil das contas dos investigados e o trabalho de buscas visa à apreensão de bens adquiridos com atividade ilícita.

A ação conta com a participação de 64 policiais civis da DRE, Gerência Estadual de Polinter e Capturas (Gepol) e Gerência de Operações Especiais (GOE).

As investigações iniciaram no mês de junho deste ano, após análise de denúncias sobre a comercialização de entorpecentes em sistema “delivery”, quando o usuário solicita a substância por telefone e recebe no local combinado para entrega.

Leia Também:  Carga com 20 mil pacotes de cigarro contrabandeado é apreendida em posto de combustível em Cuiabá

Durante as investigações, foi constatada a intensa comercialização de drogas nessa modalidade, demonstrando que as entregas eram realizadas nos arredores de escolas, faculdades, bairros de classe média-alta, condomínios de luxo, Centro Político Administrativo, motéis, restaurantes, entre outros locais. 

Aos interessados, mais informações e imagens serão passadas pelos delegados, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira e Wilson Cibusky,  às 9 horas, na DRE, no endereço Rua Havana, nº 215 – Bairro Jardim das Américas – Região Leste Cuiabá/MT.

 

 

Fonte: PJC MT
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana