conecte-se conosco


AMM

Concurso Cultural Nacional é aderido pela Escola Municipal Três de Novembro

Publicado

A Escola Municipal Três de Novembro realizou, nos dias 19 a 21 de agosto, a explanação do Concurso Cultural Nacional, que traz como tema “Todo Mundo Ganha com a Cooperação”. O projeto é desenvolvido pelo Sistema de Cooperativas de Crédito (Sicoob), e tem como iniciativa o consumo consciente dos recursos naturais. O concurso tem inscrito aproximadamente 100 alunos, entre os períodos matutino e vespertino.

O projeto teve alcança dos alunos do 3º e 5º anos do Ensino Fundamental e a escola Três de Novembro, além das turmas do 3º ano, que participam do concurso com a produção de um desenho que sintetiza a ideia proposta. Já os alunos do 5º ano produziram uma redação.

Com o apoio da gestão escolar e dos professores das quatro turmas envolvidas, a equipe do Sicoob, palestrou aos alunos fazendo uso dos mais diversos recursos didáticos disponibilizados pelo programa, como vídeos, cartilhas e outros materiais, que auxiliaram em um estudo prévio da proposta do concurso, além de constituírem um espaço de debate onde são expostas pelos ministrantes, docentes e alunos, as mais diversas questões e observações sobre o objeto estudado.

As abordagens pedagógicas do concurso vão desde a descoberta do que são recursos naturais até sua utilização consciente, buscando trabalhar o cooperativismo entre os discentes, concretizando a ideia de que juntos, com hábitos de consumo melhorados, pode-se se alcançar impactos positivos no meio ambiente.

O concurso traz três etapas e em todas há premiações tanto para os alunos, quanto para os professores e escolas. A primeira fase será a escolar, havendo a seleção de três desenhos e três redações que partirão para a fase regional.

O gerente da unidade do Sicoob local, Volmir Bassani, explicou que a própria escola montará uma banca para avaliar as produções: “A escola tem profissionais capacitados que poderão avaliar melhor as produções dos alunos. A instituição tem até o próximo dia 29 para nos entregar as redações e os desenhos selecionados, a fim de que possamos encaminhá-los à fase regional”, comenta Bassani.

Na fase regional, que abrange o Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, também três desenhos e três redações serão escolhidos e encaminhados para a fase nacional, onde uma nova banca será composta para essa avaliação, havendo um vencedor para cada categoria, com a divulgação do resultado final dia 11 de novembro.

A diretora da escola municipal Três de Novembro, Graciele Borelli, avalia positivamente projetos e concursos que levem os alunos a desenvolverem a cidadania, além de adquirirem conhecimentos multidirecionais: “Os alunos são levados à pensar sobre determinada situação, analisar criticamente, expor seus pensamentos e ideias, ouvir os colegas e ao final sintetizarem esse aprendizado com uma produção que será premiada, o que para eles é uma motivação muito maior”, afirma Graciele.

 

Leia Também:  Programa de regularização fundiária já contemplou cerca de 3.500 famílias em Rondonópolis

Bassani ressaltou que desenvolver o trabalho na escola Três de Novembro foi gratificante, pois, segundo o mesmo, desde o início, a direção, a coordenação, os professores e os alunos abraçaram a causa com muita disposição e durante o desenvolvimento dos trabalhos a dedicação e o interesse foram notórios.

Fonte: AMM
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

AMM

Administração recupera estradas em Gaúcha do Norte

Publicado

A administração de Gaúcha do Norte através da secretaria de Infraestrutura e Obras tem desenvolvido importantes trabalhos nas estradas do município. Com diversas frentes de trabalho, equipes tem executado ações na região do Pontal do Piranha, na linha Três Coqueiros, no Território Indígena do Xingu e recentemente foi encerrada a recuperação de cerca de 60 km da MT-129 com ações de patrolamento.

Segundo o responsável pela secretaria, Ronaldo Ribeiro, na linha Três Coqueiros serão cascalhados cerca de seis km, sendo dois km já realizados. Na região do Pontal do Piranha já foram patrolados mais de 20 km e cinco km receberam ações de cascalhamento.

No Território Indígena do Xingu, ações de reabertura de estrada concentram-se na região da aldeia Utawana onde 44 km de estradas já foram reabertos.

Fonte: AMM
Leia Também:  Aroldi defende aprovação do repasse adicional do FPM em setembro em audiência na Câmara
Continue lendo

AMM

Prefeitura apoia leilão do Sindicato Rural para ajudar Hospital de Câncer

Publicado

Neste domingo (20.10), a partir das 11 horas, no tatersal do Parque de Exposições, o Sindicato Rural de Colíder realiza o 11º Leilão Unidos pela Vida, cuja renda será revertida ao Hospital de Câncer de Mato Grosso. Será servido almoço. A entrada custará R$ 15. A expectativa da diretoria é arrecadar cerca de R$ 300 mil com a comercialização de 300 cabeças de gado.

A Prefeitura de Colíder apoia o evento. O Secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico, Ronaldo Vinha, diz que os animais foram doados por produtores rurais e empresários da cidade. “A prefeitura sempre apoia essa boa causa, que é ajudar o Hospital de Câncer. Todos os anos, a instituição realiza uma ação em Colíder, faz uma triagem e encaminha as pessoas com casos suspeitos para exames em Cuiabá”.

Vinha informa que a campanha de prevenção atende mais de mil moradores no município. “E essa campanha em Colíder acontece graças a esse leilão. Todos podem ajudar. Não precisa só ser gado. Aquela pessoa que não tem uma bezerra pode doar em dinheiro ou qualquer outro produto. Toda doação será muito bem-vinda”, comenta.

DOAÇÃO DE CABELO

A empresária Luciane Gonçalves Valente, proprietária de uma loja de acessórios, mantém há três anos um projeto que incentiva a doação de cabelos. “No ano passado tivemos um grande sucesso. Recebemos a doação de um grande número de cabelos e de lenços, que vendemos aqui e cujo dinheiro é revertido ao Hospital de Câncer, junto com o cabelo”.

Nesse ano, Luciane deu nome ao projeto: Cobrindo com Amor. “Porque as mulheres que estão em tratamento, que perdem os cabelos, elas ficam muito frágeis, sensíveis, pela própria quimioterapia e pela doença em si. E nós podemos dar um abraço nela com a doação de um lenço e dos cabelos, que são usados para a confecção de perucas. As pessoas que recebem ficam muito felizes”, afirma.

A empresária diz que todas as mulheres podem doar o seu cabelo. Basta ir ao salão de beleza de sua preferência e pedir para cortar o cabelo a partir de 20 centímetros. “A cabeleireira vai amarrar e cortar. Aí, a pessoa pode trazer o cabelo aqui na Linda Acessórios ou entregar, domingo, no leilão”, orienta.

Ela lembra que neste domingo várias cabeleireiras estarão à disposição no tatersal do Sindicato Rural, durante o 11º Leilão do Hospital de Câncer, para fazer o corte de cabelo. Quem ainda não tiver o cabelo no comprimento necessário, pode doar um lenço, que está à venda na Linda Acessórios por R$ 12.

Fonte: AMM
Leia Também:  Aroldi defende aprovação do repasse adicional do FPM em setembro em audiência na Câmara
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana