conecte-se conosco


Várzea Grande

Comitê refuta posição de conselheira e assegura que medicamentos reduziram óbitos por Covid – 19

Publicado


.

11/08/2020    2

O Comitê de Enfrentamento ao Novo Coronavirus (COVID 19) de Várzea Grande refutou o posicionamento da área técnica do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso – TCE/MT, bem como da conselheira substituta, Jaqueline J. Marques que apontam para um possível, ou indício, de sobrepreço, na compra de 50 mil comprimidos de Azitromicina 500mg, medicamento considerado essencial para o tratamento e a cura de pacientes com Covid- 19 em conjunto com a Ivermectina e a Cloroquina.

O Comitê lembrou que consta do processo licitatório (Pregão Eletrônico 32/2020) da qual a área técnica do Tribunal de Contas e a própria conselheira substituta tem conhecimento, que a empresa vencedora do certame a Multifarma por reiteradas vezes confirmou não ter a medicação para entrega imediata, sendo que desde junho último, Várzea Grande figurava com a classificação de contágio “de Risco Muito Alto” conforme decreto do Governo do Estado que por três vezes balizou decisão judicial de paralisação das atividades não essenciais na segunda maior cidade de Mato Grosso.

“As recomendações diuturnas da prefeita Lucimar Sacre de Campos é que tudo seja feito dentro das normas legais, com rigor, transparência e eficiência, mas acima de tudo que seja resguardado o direito das pessoas aos tratamentos e medicamentos necessários para se enfrentar a pandemia da Covid – 19 que já contaminou mais de 20 milhões de pessoas no mundo e já levou a óbito 740 mil seres humanos mas já temos 12,5 milhões de curados, muitos deles graças aos medicamentos utilizados de forma precoce como a Azitromicina”, disse o secretário de Comunicação, Marcos Lemos, que compõe o Comitê de Enfrentamento.

Portanto, com número crescente de contaminação e consequentemente com aumento de pessoas que precisavam de medicação para o tratamento, fizemos a compra necessária da Azitromicina por meio da dispensa 53/2020, sendo que para isto foram realizadas diversas pesquisas de preço, inclusive no próprio Radar TCE-MT, e ao final de 6 (seis) orçamentos cotados, o menor preço que atendia a necessidade imediata já que tínhamos um estoque muito baixo nesse período, foi o ofertado pela Empresa Lidyfarma que efetuou a entrega dos 50 mil comprimidos adquiridos.

Reforçamos que em todo Brasil, o medicamento Azitromicina tem demonstrado ser o mais eficaz ao combater as consequências causadas aos pacientes acometidos pela Covid-19, inclusive no último Informe Epidemiológico publicado pela Secretaria Municipal de Saúde de Várzea Grande em conjunto com a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e que pode ser consultado no portal Transparência COVID 19 da Prefeitura Municipal de Várzea Grande (www.varzeagrande.mt.gov.br), fica demonstrado claramente que o tratamento precoce evita que mais pessoas contaminadas sejam foco para as demais pessoas sadias.

Não há vacina, não há um remédio específico, já que tudo sobre a doença ainda é objeto de estudo, pesquisa e análise, mas as intervenções de medicamentos já utilizados em outras enfermidades têm demonstrado resultados mais do que satisfatórios, como salvar vidas.

“A empresa Lidyfarma é sediada em Goiânia e atende diversos outros estados além de Mato Grosso. É sabido que muitas empresas devido a pandemia tiveram os preços de seus produtos aumentados, prova disso é que no próprio sistema Radar TCE-MT existe registro de valores superiores ao encontrado por este município, então não se justifica a posição adotada pela conselheira substituta”, explicou o secretário de Saúde, Diógenes Marcondes.

O titular da Pasta de Saúde alertou que novas aquisições terão que ser realizadas e que a prefeita em audiência de conciliação com a Justiça e o Ministério Público alertou publicamente da necessidade dos Poderes Constituídos e dos órgãos de controle unirem esforços no sentido de impedir a prática abusiva de preços em tempo de pandemia.

“Apesar de encontramos preços menores, essas empresas não dispunham de pronta entrega. Então nós já tínhamos uma situação delicada com uma empresa vencedora do Pregão Eletrônico que na data de hoje, 11 de agosto, ainda não entregou os medicamentos adquiridos pela Prefeitura de Várzea Grande, somado ao fato das outras empresas pesquisadas não possuírem condições de fazer a entrega imediata, considerando a urgência e necessidade, a decisão de comprar da empresa Lidyfarma foi a mais coerente”, explicou Diógenes Marcondes.

Ele sinalizou que não houve sobrepreço, pois outros municípios compraram inclusive o mesmo medicamento por valores superiores ao que nós compramos. “Não poderíamos nos prender ao extremo formalismo e deixar de prover medicação importante à nossa população para salvar vidas”, disse ele.

O secretário de Comunicação de Várzea Grande lembrou que na mesma proporção em que a conselheira substituta, Jaqueline Marques, notifica a Prefeitura de Várzea Grande para que dê mais transparência aos dados e atos da gestão referentes a Pandemia da Covid-19, divulga em sua decisão da aquisição de medicamentos que consultou o Portal Transparência da Prefeitura de Várzea Grande e verificou a publicação da dispensa de licitação, o empenho e a liquidação dos 50 mil comprimidos  de Azitromicina 500 mg no valor global de R$ 299 mil, o que significa que os medicamentos já foram entregues.

“Me parece que a área técnica do TCE/MT e a conselheira substituta estão meio que confusos diante da pandemia que acomete a todo mundo, pois reconhece a compra, insinua que pode haver um sobrepreço, o que de fato não aconteceu e cita outras cidades que teriam comprado por preços mais baratos, só que estes mesmos municípios reconhecem que as aquisições mesmo realizadas não obtiveram a entrega do volume todo de medicamentos adquiridos e enquanto os medicamentos não chegam vidas são perdidas”, sinalizou Marcos Lemos assinalando ainda que em outra reclamação que seria por falta de transparência a própria julgadora admite que consultou e encontrou as informações no site oficial de Várzea Grande.

“Prova real do nossas alegações, é que dos 50.000 mil comprimidos comprados, já houve a entrega de 100%, sendo que 98% do total foram aviados aos pacientes após atendimento médico por meio da Rede de Atenção Primária à saúde, além de ações como blitz e barreiras sanitárias em toda a cidade de Várzea Grande, o que está refletindo positivamente, tanto que o município detém, neste momento, o maior número de curados da Covid- 19. Portanto não há o que se falar em sobrepreço, vidas humanas estavam e estão em jogo e o preço pago foi com um único objetivo salvar vidas, o que não tem valor segundo as próprias palavras do conselheiro presidente do TCE, Guilherme Maluf acometido pela Covid- 19 e em tratamento. Tudo foi feito de forma transparente, com documentos idôneos e legais”, sinalizou Marcos Lemos.

 

Por: Da Redação – Secom/VG

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Várzea Grande

Praça do bairro Vila Sadia revitalizada ganha ar modernizado e volta aos torneios de vôlei de praia

Publicado


.

28/09/2020    0

A prefeita de Várzea Grande, Lucimar Sacre de Campos, entregou na noite de sexta-feira, 25 de setembro, a revitalização da praça “Edmar Ribeiro da Silva” no bairro Vila Sadia, região do grande Cristo Rei. Conhecida entre os desportistas do vôlei de praia por possuir uma quadra de areia, a praça de 3.071 m² teve suas quadras poliesportiva, de areia e de bocha, reformadas e cercadas com alambrados, além de ganhar um chuveiro público para após a utilização da quadra de areia.

O espaço de lazer também ganhou pista de caminhada sinalizada, academia ao ar livre, mesas com bancos para jogos de tabuleiros, espaço para apresentações culturais, pintura nova e decorativa com jogos para o desenvolvimento motor das crianças, paisagismo com gramado e palmeiras em volta da quadra de vôlei de praia, caminho decorativo em pedras para jardim, calçamento novo, lixeiras e bancos.

“Este espaço totalmente reconfigurado mostra o comprometimento da gestão na melhoria na qualidade de vida da população. Demonstra também que não nos preocupamos somente em fazer as obras, nos preocupamos com as vidas das pessoas, pois, quando modernizamos um espaço público como este, melhoramos a qualidade de vida das pessoas. Temos que comemorar muito com essas melhorias. Estamos muito honrados e felizes por mais uma obra entregue na cidade e que pudemos colaborar. Estamos juntos, pois certamente entregaremos ainda outras obras ao longo da gestão, seja na área de saúde, asfalto, educação, saneamento e de infraestrutura em geral. Quem ama cuida”, disse a prefeita Lucimar Sacre de Campos durante a entrega.

De acordo com o secretário de Serviços Públicos e Mobilidade Urbana, Breno Gomes, está é a 12ª praça revitalizada e entregue à sociedade na atual gestão. “O trabalho de reconstrução a praça é resultado dos esforços das secretarias de Obras, Educação, Serviços Públicos, Administração do Cristo Rei e Gabinete da Prefeita. União que resultou em uma reforma aguardada por mais de 20 anos pelos moradores da Vila Sadia. A associação de moradores bem como a população local ajudou na reforma apontando suas prioridades, a exemplo a reforma da quadra de bocha, que foi um pedido dos moradores aposentados e também o chuveirão, solicitado pelos jovens que utilizam a quadra de areia. Também trabalhamos com palmeiras para completar o paisagismo da modalidade vôlei de praia. Com certeza essa é uma das mais belas praças da cidade”, disse o secretário.

Para o presidente da Associação de Moradores da Vila Sadia e diretor comercial dos Correios e Telégrafos, Edilson Francisco, a praça trará mais que lazer e esporte à comunidade. “Com certeza trouxe valorização imobiliária para o entorno. Utilizaremos o espaço não somente para os torneios esportivos, mas também para feiras e eventos, a exemplo das exposições do Clube do Carro Antigo de Mato Grosso e até para o entretenimento dos funcionários dos Correios que ficam aqui ao lado”, disse.

Segundo o superintendente de esportes do município, Jadir Pereira, além de orientação à pratica esportiva e de exercícios através do programa “Qualidade de Vida” onde professores de educação física visitam as praças públicas e orientam a sociedade principalmente na utilização das academias ao ar livre, já está previsto para o próximo ano a inserção da modalidade ‘vôlei de areia’ nos jogos estudantis municipais. “Agora temos uma quadra com dimensões oficiais para a prática e traremos os estudantes para aprender. Também já estão previstas para as segundas, quartas e sextas-feiras a presença dos professores de educação física aqui nesta praça para orientar a população na prática de exercícios físicos”.

O presidente da Federação dos Atletas de Vôlei de Praia de Mato Grosso, Ricardo Queiroz prestigiou a inauguração e além de estrear a quadra anunciou eventos federados a serem realizados no local. A atleta profissional e arbitra profissional de vôlei de praia, Daniele Rodrigues, também jogou a partida de inauguração da quadra e afirmou que a reforma da quadra é um incentivo ao esporte.

HOMENAGEM – A praça antes conhecida apenas por ‘Vila Sadia’, recebeu o nome de praça “Edmar Ribeiro da Silva”. Falecido em 1991, Edmar era morador do bairro e jovem que gostava da prática de esportes. “Meu irmão era uma pessoa alegre e, por isso, após sua morte incentivamos a prática de esportes e até realizamos vários torneios nesta praça. Recebemos atletas de Mato Grosso do sul, Goiás e até de São Paulo. O torneio aqui ganhou destaque e essa quadra já integra o circuito anual de vôlei de praia estadual. Estão presentes aqui hoje meu pais com 82 anos e minha mãe com 76 anos. Com certeza sentimos muitas saudades do Edmar e essa homenagem é especial. Agradeço em nome da família”, falou o juiz de direito Edilson Ribeiro, irmão do homenageado.

A quadra de bocha leva o nome de um morador o Sr. “Tranquilo Pires”, morador também já falecido do bairro. Segundo o presidente do bairro, Edilson Francisco, a pratica do esporte bocha é conhecido por ser jogado pelos aposentados e idosos, mas atualmente tem recebido a adesão de jovens também. “Nossos aposentados terão prioridade nos torneios, mas é claro estará à disposição de toda a comunidade, inclusive os jovens”.

POPULARES – O morador Celso Cajuru aprovou a reforma e acrescentou que o espaço de lazer atenderá também moradores de bairros vizinhos. “Ficou ótima. Gostei da pista de caminhada. Com certeza moradores dos bairros próximos como Manga, Alameda, Construmat, Vista Alegre e Dom Orlando Chaves também frequentarão aqui.

Maria Auxiliadora, afirmou que vai utilizar toda a semana e deve trazer o neto. “Trabalho aqui perto em uma  policlínica e sempre que sair do trabalho virei caminhar e fazer exercícios. E, sempre que puder trarei meu neto para brincar”.

ASFALTO E ILUMINAÇÃO – Além da revitalização da praça, a prefeita Lucimar Sacre de Campos entregou na noite de sexta-feira (25) o recapeamento de todas as ruas da Vila Sadia.  

“As ruas do bairro foram 100% recapeadas, ao todo foram cerca de 1,8 km de extensão o que representa pelo menos R$ 800 mil. Além da sinalização viária, horizontal e vertical, e a instalação de luzes de led em todos os postes do bairro”, informou o secretário de Viação e Obras, Luiz Celso de Moraes.

A gestora também anunciou durante a entrega que já teve início o serviço de recapeamento de todas as ruas do bairro Cristo Rei. “Recapearemos nos próximos dias todas as ruas do bairro Cristo Rei. Queremos levar qualidade de vida aos cidadãos e valorização imobiliária à cidade. Para isso, temos hoje, o maior programa de asfaltamento de vias públicas que o município de Várzea Grande já recebeu. Até o final deste ano serão 200 km de novas ruas e avenidas pavimentadas além de 100 km em recapeamento”, destacou a prefeita Lucimar Sacre de Campos.  

A entrega contou também com a participação do coral “Canto e Encanto” da escola municipal de Educação Básica “Salvelina Ferreira da Silva”, e da banda municipal.

 

Por: Rafaela Maximiano – Secom/VG

Continue lendo

Várzea Grande

Programação no Hospital e Pronto Socorro debate o suicídio no cotidiano profissional e junto à pacientes

Publicado


.

25/09/2020    3

A administração do Hospital e Pronto Socorro Municipal de Várzea Grande (HPSMVG) realizou nesta sexta-feira, 25 de setembro, o dia D da campanha de prevenção ao suicídio presente durante todo o Setembro Amarelo na rede pública de saúde do município. Em parceria com a coordenação de Saúde Mental da secretaria de saúde, três apresentações abordaram o assunto aos servidores do HPSMVG. 

“Durante todo este mês distribuímos panfletos, fizemos pequenas palestras e abordagens junto aos pacientes aqui do Pronto-Socorro bem como seus acompanhantes. Esta foi apenas uma das ações realizadas pela Secretaria de Saúde com foco no Setembro Amarelo”, disse o diretor geral do Hospital e Pronto Socorro, Ney Provenzano. 

A importância da qualificação das práticas desenvolvidas no Hospital e Pronto Socorro Municipal de Várzea Grande diante de uma tentativa de suicídio e de situações de crise e urgência em saúde mental foi o tema abordado na abertura do encontro, pela enfermeira do Núcleo de Educação Permanente (NEP), Gessica Fernanda Colnago. 

A coordenadora da Saúde Mental da secretaria, Soraya Danniza Barbosa Miter Simon contextualizou sobre a Rede de Atenção Psicossocial de Várzea Grande. “Falamos sobre nossas potencialidades e desafios. Atualmente Várzea Grande possui profissionais e unidades especializadas de atenção psicossocial, tanto infanto-juvenil quanto para adultos”, informou.  

Os profissionais de saúde também conheceram o projeto “Suicídio: não dá mais para deixar de falar” apresentado pela enfermeira do Núcleo Hospitalar de Epidemiologia (NHE), Monara Moreira Maciel Pot e assistiram a palestra “Saúde mental dos profissionais de saúde. Quais cuidados tomar” realizada pela psicóloga Cálita Medeiros Machado de Oliveira. 

“O projeto tem como objetivo intervir nos casos de tentativas de suicídio e nas situações de crise e urgência em saúde mental de forma efetiva por meio da organização dos serviços, dos processos de trabalho e do fortalecimento da articulação entre os pontos de atenção à saúde. Para isso as unidades de saúde possuem profissionais preparados para realizar abordagem adequada dos pacientes e intervir nas situações de crise e urgência em saúde mental; realizar a vigilância, o manejo clínico e escuta psicológica; e, promover a continuidade do cuidado por meio de ações integradas entre os vários pontos de atenção psicossocial”, detalhou a enfermeira do NHE, Monara Pot, sobre o projeto “Suicídio: não dá mais para deixar de falar”. 

“O mês de setembro ficou conhecido como Setembro Amarelo em alusão ao dia mundial de prevenção do suicídio que é um chamamento para que se voltem os olhares dos gestores, profissionais e da população de um modo geral para esse complexo problema de saúde pública. Por ser considerado um fenômeno multicausal, ou seja, não decorrente de uma única causa, mas sim, de questões afetivas, familiares, sociais, territoriais, psíquicas, entre outras, o suicídio é um fenômeno de elevada complexidade por isso a necessidade de ações de prevenção contínuas inclusive no cotidiano dos profissionais de saúde”, justificou o diretor do PSMVG. 

Confira a Rede de Atenção Psicossocial de Várzea Grande que atende de segunda a sexta-feira das 7h às 17h: 

– CAPS 2 – Tratamento para pessoas a partir de 18 anos, com transtornos mentais graves. Localizado na rua Fenelon Muller, 608, centro. (65) 3688-3112. 

– CAPS AD – Tratamento para pessoas a partir de 18 anos, em uso e abuso de álcool e outras drogas. Localizado na avenida Castelo Branco, 2.333, Jardim Imperador. (65) 3688-3045. 

– CAPS Infanto Juvenil – Tratamento para crianças e adolescentes com idade abaixo de 18 anos, que apresentem transtornos mentais graves ou uso de álcool e outras drogas. Localizado na rua Presidente Prudente de Moraes, 1.130, Ipase. (65) 3688-3046. 

– Clinica de Atenção Primária à Saúde Miguel Baracat – Localizada na Avenida Praia Grande, s/n, 24 de Dezembro. Telefone funcional (65) 98476-6717. 

– Clinica de Atenção Primária à Saúde Moacyr D’Lannes – Localizada na rua Harmonia s/n, Jardim Glória II. Telefone funcional (65) 98476-6708. 

– Clinica de Atenção Primária à Saúde Arminda Guimarães Sato – Localizada na rua Governador General Mallet, quadra 16, s/n, Marajoara. Telefone funcional (65) 98476-6559. 

– Clinica de Atenção Primária à Saúde Parque do Lago – Localizada na Avenida Julião de Brito, s/n, Parque do Lago. Telefone (65) 3694-8731. 

– “Consultório na Rua” – Atendimento itinerante para pessoas em situação de rua. Ocorre de segunda à quinta-feira das 19n às 23h. Telefone funcional (65)98476-6419. 

 

Por: Rafaela Maximiano – Secom/VG

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana