conecte-se conosco


Esportes

Comitê Organizador dos Jogos projeta Paralimpíada otimizada em 2021

Publicado


.

Uma Paralimpíada otimizada, simplificada, com redução de custos e que priorize a saúde dos atores envolvidos. Ao menos no papel, é esse o objetivo do Comitê Organizador dos Jogos de Tóquio, segundo o planejamento montado em parceria com os governos do Japão e da capital do país e com o Comitês Olímpico Internacional (COI) e com o Comitê Paralímpico Internacional (IPC, na sigla em inglês). O evento, assim como a Olimpíada, foi adiado para 2021 por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19).

O projeto foi dividido em três frentes: posicionamento, princípios e roteiro. Nesta última, que inclui também o planejamento olímpico, é indicado o cronograma até 5 de setembro do ano que vem, quando termina a Paralimpíada (o evento começará em 24 de agosto). O calendário prevê a realização de testes de covid-19 entre março e maio, com o revezamento da tocha olímpica iniciando no fim de março e o da tocha paralímpica ocorrendo após 8 de agosto (quando termina a Olimpíada).

Quanto ao posicionamento, o Comitê entende que o cenário apresenta, ao movimento paralímpico, uma “enorme oportunidade de mostrar a força e a amplitude da resiliência humana” e de desenvolver uma sociedade “diversa e inclusiva”. Ainda segundo os organizadores, “com isso em mente”, os Jogos serão preparados com base no tripé de “prioridade à saúde e à segurança de atletas, espectadores, parceiros, voluntários e staff; redução dos custos do impacto do adiamento, com promoção do interesse público; e redução da complexidade dos Jogos, para garantir que eles sejam realizados de uma forma segura e sustentável nesse novo contexto”.

Tornar o evento menos complexo (e caro) também é abordado na definição de princípios. Um deles fala em “promover a colaboração entre as partes interessadas” em busca de “soluções criativas que simplifiquem a entrega dos Jogos, do ponto de vista de redução de custos e implementação de medidas contra a covid-19”. Entre as soluções estão “encorajar que os parceiros otimizem as delegações de trabalho em Tóquio” e “reconsiderar elementos culturais não essenciais aos Jogos”.

Segundo nota divulgada no site do Comitê Organizador, a entidade e o IPC revisaram “minuciosamente” o planejamento definido em 10 de junho e o atualizaram “para refletir os valores únicos dos Jogos Paralímpicos”. A nova versão foi levada ao Conselho Administrativo do Comitê Paralímpico Internacional na última terça (7). “O Comitê Tóquio 2020 permanecerá em estreita colaboração com todas as partes interessadas, continuando a envidar todos os esforços para uma entrega bem-sucedida dos Jogos”, encerra o comunicado.

Edição: Fábio Lisboa

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esportes

Natação brasileira disputa primeiro torneio desde início da pandemia

Publicado


.

O Brasil será representado por 14 atletas no Open de natação de Loulé, em Portugal, que vai desta sexta-feira (14) a domingo (16). Trata-se da primeira competição entre seleções da modalidade desde a interrupção dos eventos internacionais por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Os nadadores brasileiros fazem parte da Missão Europa, do Comitê Olímpico do Brasil (COB), que levou atletas do país, com potencial olímpico, para treinos em Portugal, onde a covid-19 está mais controlada. A delegação estava concentrada em Rio Maior, a 257 quilômetros de Loulé.

“Quando o COB e a CBDA [Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos] sugeriram a viagem, a ideia era termos tranquilidade para os treinos. Paralelo a isso, recebemos o convite da federação portuguesa. Os atletas estavam em uma condição física boa, de certa maneira, pelo que conseguiram fazer em suas casas. Claro, ainda longe do ideal. Mas, mentalmente, a gente achou importante sugerir a participação. Mesmo que não venha um grande resultado, a competição serve para avaliar como eles estão”, avaliou o treinador-chefe da seleção, Alberto Pinto, o Albertinho.

O torneio reunirá 78 atletas de cinco nacionalidades. Além das seleções de Brasil e Portugal (23 nadadores), participará uma delegação da Espanha (32), dois competidores de Andorra e oito (seis portugueses e dois argelinos) que representarão clubes lusitanos (Porto, Sporting, Benfica, Alges, Braga e Gafanha da Encarnação).

Segundo a CBDA, nadadores e comissão técnica brasileiros foram submetidos a testes de covid-19 e tiveram resultado negativo. “Está sendo ótimo em Rio Maior, mas vimos a felicidade dos atletas de poderem nadar contra outros atletas, que recomeçaram os treinos um, dois meses antes do Brasil, entendendo que será uma avaliação bacana”, analisou Albertinho.

Confira a relação de brasileiros inscritos no Open de Loulé: Marcelo Chierighini, Pedro Spajari, Breno Correia, Gabriel Santos, Fernando Scheffer, Marco Antonio Ferreira Junior, Felipe França, Guilherme Guido, Leonardo Santos, Murilo Sartori, Viviane Jungblut, Diogo Villarinho, Alexandre Finco e Fernando Ponte.

Edição: Fábio Lisboa

Continue lendo

Esportes

Remo vence no primeiro confronto da semifinal do Parazão

Publicado


.

Os estaduais ainda não chegaram ao fim. No Pará, o Remo venceu o Castanhal por 1 a 0 nesta quinta-feira (13) no Mangueirão, pelo primeiro duelo da semifinal do campeonato local. O gol do Leão saiu logo aos 3 minutos da etapa inicial e foi contra. Gélson é lançado na área e Lucão exagera na marcação e manda a bola para as próprias redes. A vitória garante a vantagem do empate para os azulinos chegarem à final na busca pelo tricampeonato paraense.

As duas equipes voltam ao mesmo estádio, na próxima quinta (20), para saber quem vai à decisão. O Castanhal, se devolver o resultado de hoje, força a disputa dos pênaltis, mas caso vença por diferença de mais de um gol, avança na competição. Além do primeiro título estadual da história, o Aurinegro também está de olho numa vaga para a Copa do Brasil.

Disputando simultaneamente o Brasileirão da Série C, o Remo, que conta com 46 campeonatos, pode-se igualar ao Paysandu em número de títulos estaduais caso leve a taça para casa este ano. O Papão está na outra semifinal e perdeu a primeira partida, na última quarta (12), para o Paragominas por 3 a 2.

Veja a classificação atualizada do Campeonato Paraense.

Edição: Fábio Lisboa

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana