conecte-se conosco


Política Nacional

Comissão debate riscos da atuação das oficialas de Justiça

Publicado

A Comissão Permanente Mista de Combate à Violência Contra a Mulher promove na terça-feira (12) audiência pública para debater os riscos profissionais para mulheres que exercem a função de oficial de Justiça.

De acordo com senadora Zenaide Maia (Pros-RN), que propôs a audiência e preside a comissão, o debate é importante em razão “das grandes dificuldades que essas profissionais enfrentam no exercício de seu oficio em defesa da mulher que sofre a violência”.

A senadora ressalta que as oficiais de Justiça saem exclusivamente para cumprir a medida judicial de afastar o agressor do lar. São diligências que podem acontecer em vários momentos, inclusive durante a madrugada e em lugares inóspitos ou de difícil acesso.

“Normalmente, para oficializar o agressor, a servidora vai desacompanhada, colocando-se em risco. Portanto, faz-se necessária a discussão, tanto para conhecimento dessa realidade, quanto para busca de soluções”, esclarece Zenaide.

Foram convidados para o debate o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli; o secretário nacional de Segurança Pública, Guilherme Cals Theophilo; o representante da Federação das Entidades Sindicais dos Oficiais de Justiça do Brasil, Fernanda Garcia Gomes; a juíza auxiliar da presidência do Conselho Nacional de Justiça, Flávia Moreira Guimarães Pessoa; a oficial de Justiça do TJDFT, Renata Dornelles; e a presidente da Comissão Nacional da Mulher, advogada do Conselho Federal, Daniela Lima de Andrade Borges.

A reunião será realizada no plenário 3, da Ala Senador Alexandre Costa, no Anexo II do Senado Federal, e terá transmissão interativa.

Da Redação – GM
Com informações da Agência Senado

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política Nacional

Senado aprova diretoria da Autoridade Nacional de Proteção de Dados

Publicado


O Plenário do Senado aprovou nesta terça-feira (20) as indicações de cinco diretores para a recém-criada Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD). Entre os nomeados está Waldemar Gonçalves Ortunho Junior, que será o diretor-presidente do conselho diretor do novo órgão. Ouça mais informações no áudio. A reportagem é de Hérica Christian, da Rádio Senado.

Continue lendo

Política Nacional

Eduardo Gomes exalta Bolsonaro e aplaude clima de entendimento entre os Poderes

Publicado


O líder do governo no Congresso, senador Eduardo Gomes (MDB-TO), comemorou nesta terça-feira (20) o clima de entendimento entre os Poderes da República, que, segundo ele, têm mostrado “grandeza e união pelo desenvolvimento” e também no enfrentamento das consequências da pandemia da covid-19. Ele disse ser necessário reconhecer no presidente da República, Jair Bolsonaro, um “papel fundamental no avanço de agendas relevantes para o país”.

Nunca um presidente da República teve a compreensão e o diálogo que o governo federal vem aos poucos assumindo com a sociedade e com o Congresso Nacional — declarou o líder do governo.

Comando

Para Eduardo Gomes, a relevância de Bolsonaro é “difícil de compreender por algumas pessoas”, mas as pesquisas de opinião têm mostrado o reconhecimento da população a um governo que “surpreende positivamente”. Ele avalia que a assistência a mais de 60 milhões de cidadãos afetados economicamente pela pandemia é uma ação promovida prioritariamente pelo chefe de Estado, ainda que tenha a participação do Congresso. O líder do governo também comemorou o acordo celebrado hoje entre o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, e 23 governos estaduais sobre a vacinação para covid-19.

O líder do governo também mencionou a aprovação, em 2019, da reforma da Previdência, sem a qual, continuou, as consequências econômicas neste ano teriam sido imprevisíveis.

Nada disso pode acontecer se não tiver no comando do país um democrata, um parlamentar experimentado — afirmou, referindo-se a Bolsonaro e admitindo que no início do ano o cenário institucional apontava o risco de ruptura entre os Poderes da República.

Política

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, cumprimentou Eduardo Gomes pelo trabalho para buscar o entendimento entre o Legislativo e o Palácio do Planalto, e registrou a função da política como instrumento necessário para “mudarmos as vidas de milhões”.

Neste Plenário, mesmo com as diferenças ideológicas e partidárias, a altivez do correto pelo Brasil foi sempre a prioridade e foi sempre o que pautou todos os congressistas, senadores e senadoras, no debate institucional, republicano, democrático – definiu.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana