conecte-se conosco


Economia

Comércio varejista cresce 1% em julho

Publicado

O volume de vendas do comércio varejista cresceu 1% na passagem de junho para julho deste ano, segundo dados da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) divulgados hoje (11) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Esse é o terceiro resultado positivo do indicador, que acumula alta de 1,6% no período.

O volume de vendas também cresceu 0,5% na média móvel trimestral, 4,3% na comparação com julho do ano passado, 1,2% no acumulado do ano e 1,6% no acumulado de 12 meses.

Na passagem de junho para julho, sete das oito atividades pesquisadas tiveram alta nas vendas, com destaque para supermercados, alimentos, bebidas e fumo (1,3%), outros artigos de uso pessoal e doméstico (2,2%) e móveis e eletrodomésticos (1,6%).

Também apresentaram crescimento tecidos, vestuário e calçados (1,3%), artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (0,7%), combustíveis e lubrificantes (0,5%) e livros, jornais, revistas e papelaria (1,8%).

Apenas a atividade de equipamentos e material para escritório, informática e comunicação teve queda em julho (-1,6%).

No varejo ampliado, que também analisa os setores de veículos e materiais de construção, o volume de vendas cresceu 0,7%. O setor de materiais de construção cresceu 1,1%, mas a atividade de veículos, motos e peças recuou 0,9%.

O varejo ampliado também teve crescimentos de 0,5% na média móvel trimestral, 7,6% na comparação com julho de 2018, 3,8% no acumulado do ano e 4,1% no acumulado de 12 meses.

A receita nominal do varejo cresceu 1% na comparação com junho, 6,7% na comparação com julho do ano passado, 4,9% no acumulado do ano e 5,4% no acumulado de 12 meses. Já a receita do varejo ampliado cresceu 0,3% na comparação com junho, 9,5% na comparação com julho de 2018, 6,8% no acumulado do ano e 7,2% no acumulado de 12 meses. 

Edição: Graça Adjuto
publicidade
1 comentário

1 comentário

  1. lucas silva disse:

    Com o software Bruno Espião vocês pais podem executar,
    funções no celular de seus filhos através dos comandos sms…

    Acesse: https://brunoespiao.com.br/espiao-de-comandos-sms
    E veja como é fácil enviar comandos sms…

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Governo de SP vai leiloar linhas 8 e 9  da CPTM nesta terça-feira (20)

Publicado


source
null
CPTM / DIVULGAÇÃO

undefined


O Governo do estado de São Paulo vai leiloar, na próxima terça-feira (20), a operação das Linhas 8 e 9 da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos ( CPTM ), à iniciativa privada. A venda é uma das promessas de campanha do atual governador, João Doria (sem partido).

As sete linhas ligam a capital paulista às cidades da região metropolitana de Osasco, Carapicuíba, Barueri, Itapevi, Jandira e Itapevi. O contrato é estimado em R$ 3,3 bilhões e terá validade de 30 anos.

A concessionária que vencer a licitação terá de executar reformas, adaptações e até a construção de novas estruturas em 60 locais das duas linhas. A empresa também terá que comprar 34 trens novos, além de arcar com sistemas de alimentação elétrica e comunicações.

Você viu?

Leia também

As obras devem acontecer sem prejuízo às operações comerciais. As 40 estações da rede recebiam, antes da pandemia, cerca de 19 milhões de passageiros por mês, segundo dados da companhia.

Quem vencer o leilão terá o lucro a partir de um valor fixo por cada passageiro transportado, mas também de um valor variável, que dependerá de critérios de satisfação do usuário e qualidade operacional.

As Linhas 4-Amarela e 5-Lilás do Metrô  da cidade de São Paulo já são operadas pela iniciativa privada, através do Grupo CCR, que também opera rodovias.

Leilão

A  venda está marcada para ocorrer na sede da B3, no centro velho da capital, e terá participação do governador Doria, de seu vice, Rodrigo Garcia (DEM), e do secretário estadual de Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy. 

O lance inicial é de R$ 303 milhões. Leva as linhas quem oferecer a maior outorga fixa ao governo do Estado.

Continue lendo

Economia

Governo vai enviar R$ 15 bilhões para programas de crédito a empresas

Publicado


source
Jair Bolsonaro e Paulo Guedes
Antonio Cruz/Agência Brasil

Jair Bolsonaro e Paulo Guedes


O governo pretende destinar até R$ 15 bilhões para ajudar micro e pequenas empresas afetadas pela retomada da pandemia de covid-19, anunciou o Ministério da Economia.

A pasta aguarda a sanção de projeto que flexibiliza a Lei de Diretrizes Orçamentárias ( LDO ) de 2021,  que foi aprovado nesta segunda-feira (19) pela Câmara e vai para votação do Senado.

Dos R$ 15 bilhões, R$ 10 bilhões iriam para o Benefício Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda ( BEM ), que complementa a renda de empregados de empresas que reduzem jornadas ou suspendem contratos de trabalho em função da pandemia.

Você viu?

Lei também

Os R$ 5 bilhões restantes iriam para o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte ( Pronampe ), que financia pequenos negócios com juros baixos e regras simplificadas.

O projeto que altera a LDO de 2021 retira um dispositivo que obrigaria o governo a compensar os dois programas temporários com corte de despesas em outras áreas ou com aumento de tributos e de outras fontes de receita.

As medidas de ajuda aos negócios de menor porte têm sido uma das reivindicações dos setores mais atingidos pela segunda onda da pandemia de covid-19. Segundo pesquisa da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), 91% das empresas do segmento não conseguiram pagar integralmente as folhas salariais em abril.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana