conecte-se conosco


Tribunal de Justiça MT

Comarcas mato-grossenses realizaram atividades em alusão ao mês da Adoção

Publicado

 As comarcas mato-grossenses também celebraram o mês da Adoção com a realização de diversas atividades. As equipes dos Fóruns vestiram camisas com as mensagens: “Adotar é legal” e “Adotar uma criança é um ato de amor”, realizaram atividades com os Grupos de Apoio a Adoção e promoveram até corrida. O objetivo principal foi chamar atenção para a temática.
 
Na Comarca de Cáceres (225 km a oeste de Cuiabá), os agentes da infância tiraram quase 200 fotos de pessoas que apoiam a adoção segurando uma placa com os dizeres “Eu apoio a adoção”. As fotos estão sendo divulgadas na televisão do Jus Indoor (sistema de tv com programação rotativa) e em um banner no hall de entrada do Fórum.
 
“Nosso intuito foi justamente chamar a atenção da população sobre adoção, nós ainda orientamos as pessoas que querem ser pretendentes a como realizar o cadastro on line na 1ª Vara Cívil. O que às vezes vemos são pessoas preocupadas com o financeiro na hora de adotar, mas o principal é o amor. E se você tem amor para dar, a adoção é para você”, disse a agente da Infância e Juventude de Cáceres, Liliam Sá.
 
Em Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá) o Grupo de Apoio à Adoção de Rondonópolis (Gaar) com suporte do Poder Judiciário promoveu a 1ª Corrida em Apoio à Adoção. A juíza da Vara Especializada da Infância e Juventude de Rondonópolis, Maria das Graças Gomes participou do evento.
 
“Se nós queremos mudar a sociedade futura do nosso país, nós precisamos trabalhar na criação das nossas crianças e adolescentes. E ela passa por uma postura de adoção. Adoção das nossas crianças, adoção do nosso vizinho, adoção do ser humano que todo mundo tem ainda criança dentro de si”, ressaltou a juíza.
 
O Poder judiciário também apoiou a realização do primeiro encontro do Grupo de Apoio a Adoção Entrelaçando Vidas (Gaaev) de Primavera do Leste (231 km ao sul), na sala de reuniões do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc). O Gaaev e o Projeto Padrinhos também foram apresentados em reunião a entidades religiosas. A juíza da Primeira Vara da Comarca de Primavera do Leste, Lidiane de Almeida Anastácio Pampado, ainda realizou durante o mês de maio analise dos processos de destituição, adoção, habilitação para adoção e apadrinhamento para serem priorizados.
 
No município de Tangará da Serra (239 km a médio norte) foi realizado o lançamento do Grupo de Apoio a Adoção de Tangará da Serra (Graatan), na Casa do Adolescente. O evento reuniu cerca de 50 pessoas, como a juíza da Segunda Vara Cível de Tangará da Serra, Leilamar Aparecida Rodrigues, o prefeito, Vander Masson, autoridades e habilitados. Para marcar a data foram entregues aos participantes mudas de plantas.
 
Em Feliz Natal (536 km ao norte) o juiz da Vara Única, Rodrigo Alfonso Campestrini, que assumiu recentemente, realizou durante o mês de maio levantamento dos processos envolvendo adoção em tramitação para serem priorizados. A equipe da vara ainda realizou a entrega de panfletos incentivando a adoção e vestiu a camisa “Adotar é legal”.
 
Já a Comarca de Marcelândia (710 km ao norte) e a da Vara da Infância e Juventude de Várzea Grande, do juiz, Carlos José Rondon Luz, vestiram as camisas que incentivam a adoção.

Essa matéria possui recursos de texto alternativo para promover a inclusão das pessoas com deficiência. 
Foto 1: colorida. Agentes da infância de Cáceres posam junto com o banner de fotos de pessoas que apoiam a adoção. 
Foto 2: colorida. Juíza e participante da corrida sobem ao pódio e mostram troféu de participação, em Rondonópolis. 
Foto 3: colorida. Servidoras da Comarca de Primavera do Leste usam a camisa “Adotar uma criança é um ato de amor” e apontam para panfletos de incentivo a adoção. 
Foto 4: colorida: Participantes do lançamento do grupo de apoio à adoção de Tangará da Serra estão perfilados, abaixados e em pé. 
Foto 5: Equipe da Comarca de Feliz Natal perfilados, em pé e abaixados. Todos utilizam a camisa com os dizeres “adotar é legal”. 
Foto 6: colorida: Equipe da Comarca de Marcelândia está em frente ao Fórum, perfilado em pé e utilizam a camisa com os dizeres “adotar é legal”. 
Foto 7: colorida. A equipe da Vara da Infância e Juventude de Várzea Grande está em pé e perfilados. Todos utilizam a camisa “Adotar uma criança é um ato de amor”.

 
Larissa Klein 
Assessoria de imprensa CGJ
 
 
 
 
 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Tribunal de Justiça MT

Avanços do Judiciário na área ambiental tiveram destaque em evento do Conselho Nacional de Justiça

Publicado

A evolução tecnológica contemporânea vem sendo acompanhada pelo Judiciário brasileiro e as diferentes experiências foram abordadas durante o “Seminário Internacional Brasil-União Europeia – Intercâmbio de experiências em e-Justice”, realizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e pela Delegação da União Europeia no Brasil, na última terça-feira (28/6). O Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) foi representado no evento pelo juiz auxiliar da Vice-Presidência, Aristeu Dias Batista Vilella.
 
De acordo com o magistrado, a troca de experiência foi muito positiva. Países como a Estônia e a Áustria, por exemplo, não apenas apresentaram suas discussões como conheceram o sistema de Justiça do Brasil, levando em conta as diferenças regionais, geográficas e históricas.
 
“Podemos destacar uma iniciativa que considero muito relevante que é a construção do sistema SireneJud, que é um sistema idealizado para monitorar o desmatamento e outras questões ambientais com dados de ações judiciais”, apontou o juiz, que ainda lembrou que o TJMT já vem participando e contribuindo com o envolvimento do juiz da Vara do Meio Ambiente (Vema) e do Juizado Volante Ambiental de Cuiabá, Rodrigo Curvo.
 
O objetivo é reforçar a transparência das questões ambientais. Na plataforma, basta clicar em algum ponto destacado no mapa do país para verificar as ações judiciais daquela área. “É importante para o Judiciário e para os atores do sistema judicial, pois é uma das novidades de grande impacto e é uma ação que representa a Justiça 4.0”, pontuou.
 
O evento tratou sobre a evolução da Justiça digital e as experiências desenvolvidas pelo Brasil e países da União Europeia. A programação do evento contou com a participação de especialistas brasileiros e europeus. Entre os temas em discussão, estiveram o uso de ferramentas tecnológicas e inovadoras para a sustentabilidade, para a proteção ao meio ambiente e para a garantia dos direitos humanos e suas aplicações no sistema penitenciário.
 
Por parte da Europa, uma das experiências apresentadas ocorre na Estônia com a iniciativa X-Road, na Estônia.
 
O evento foi presencial com transmissão simultânea no canal do CNJ no YouTube e podem ser acessadas por este link:
 
 
Andhressa Barboza
Coordenadoria de Comunicação da Presidência do TJMT
 
 
 

Fonte: Tribunal de Justiça de MT

Continue lendo

Tribunal de Justiça MT

Contatos de todas as unidades do Judiciário estão concentrados nos Canais Permanentes de Acesso

Publicado

Advogados, advogadas e partes encontram facilidade para entrar em contato com o Poder Judiciário de Mato Grosso por meio do novo Portal dos Canais Permanentes de Atendimento Digital, que traz também o Balcão Virtual. O espaço disponibiliza contatos de todas as comarcas e informações sobre as demais formas de atendimento virtual disponibilizada pelas unidades judiciárias de Primeiro e Segundo Graus de jurisdição. 
 
Se o cidadão o cidadã precisa falar em alguma unidade do Judiciário, basta clicar no banner que está na capa do Portal do Tribunal de Justiça de Mato Grosso: Canais Permanentes de Acesso e procurar pela comarca, Tribunal de Justiça, Turmas Recursais ou o Plantão do Judiciário. 
 
Em Primeiro Grau de jurisdição, as unidades judiciárias disponibilizam, por regra geral, atendimento por telefone e e-mail. As secretarias realizam atendimento pelo Balcão Virtual e gabinetes, por meio de agendamento. Além disso, algumas unidades judiciárias disponibilizam atendimento por aplicativo de mensagens de texto (WhatsApp). 
 
Balcão Virtual – Uma ferramenta tecnológica que permite o atendimento dos advogados, advogadas e partes diretamente pelo servidores e servidoras que estão nos fóruns.
 
É possível realizar o agendamento para atendimento com magistrados e magistradas. Para acessar o agendamento, ao entrar no hotsite, no menu superior, é só procurar a comarca e a vara onde o advogado e advogada precisa agendar com o juiz, por exemplo. Cada juíza ou juiz disponibiliza um calendário com os dias e horários disponíveis para atendimento, que pode ocorrer de forma presencial ou virtual, por meio de videoconferência.
 
Para agendar, o advogado ou advogada deve realizar um cadastro e, caso o encontro seja virtual, na hora ele/ela recebe o link para acessar a reunião no horário agendado. 
 
Portal dos Canais de Atendimento Digital do Poder Judiciário – Em um único ambiente, o usuário e usuária tem acesso a todos os canais de atendimento, podendo optar por aquele que lhe for mais conveniente: e-mail, telefone, WhatsApp, Balcão Virtual, atendimento por agendamento. 
 
Eventuais falhas identificadas, como quedas de conexão ou indisponibilidade do serviço, poderão ser informadas em um formulário de reclamações. Essas informações serão coletadas diretamente pela Corregedoria-Geral da Justiça para melhoria dos serviços. 
 
 
Coordenadoria de Comunicação da Presidência do TJ

Fonte: Tribunal de Justiça de MT

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana