conecte-se conosco


Policial

Comando Especializado da PM lança ‘Operação Guardião III’ em Cuiabá

Publicado

O Comando Especializado da Polícia Militar (Cesp) lançou nesta quinta-feira (14.11), em Cuiabá, a ‘Operação Guardião III’. Da Arena Pantanal, local do lançamento, centenas de policiais dos batalhões Bope, Rotam, Ambiental, Trânsito e Cavalaria saíram às ruas para ações de saturação, bloqueios, abordagens e revistas.

Os bairros e pontos onde as tropas especializadas estarão

Semelhante a outras operações especiais, a idéia é sufocar a bandidagem

presentes, reforçando as ações do policiamento de rotina, foram definidos com base nas análises criminais feitas pela PM, ou seja, nos estudos das estatísticas sobre os locais, incidência e tipos de crimes.

A ‘Guardião III’ se estenderá até o dia 31 de dezembro em diferentes regiões de Cuiabá, Várzea Grande e cidades vizinhas. Ontem, durante o dia todo e parte da noite, os policiais atuaram em bairros como Santa Izabel, Cidade Alta, Cidade Verde e Coophamil.

Nas duas primeiras edições dessa operação a PM prendeu 1.170 pessoas, desses 339 em flagrante delito e 99 foragidos da justiça. Também apreendeu 480 quilos de droga e 179 armas de fogo, recuperou 43 veículos roubados e apreendeu 205 por irregularidades diversas.

No lançamento, o coronel Carlos Eduardo Pinheiro, comandante do Cesp, destacou que essa operação tem como foco a repressão aos crimes de roubo,  homicídio, tráfico de droga, homicídio, porte ilegal de armas de fogo entre outros.

Pinheiro reforçou a importância das tropas especializadas nas ruas citando como exemplo um dos resultados das primeiras edições: “tiramos de circulação quase meia tonelada de drogas”.

O comandante geral da PM, coronel Jonildo José de Assis, disse que a ‘Operação Guardião’ nasceu com o propósito de tornar o Comando Especializado mais proativo no sentido do emprego operacional, de não se limitar ao apoio das atividades operacionais das demais unidades militares.

Assis assinalou que as tropas atuam nos locais onde os índices estão alterados e dentro de planejamentos estratégicos feitos a partir de análises criminais, ou seja, de dados estatísticos.

De acordo com o comandante, esse reforço que está nas ruas será agregado a operação de final de ano que a PM lançará semana que vem. “A ‘Guardião’ é uma importante inovação do Comando Especializado nas ações de segurança em 2019”, avaliou Assis.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policial

PRF retira de circulação 34 kg de pasta base e continua acumulando prejuízos ao crime organizado

Publicado


Prejuízo ao narcotráfico, com a apreensão, foi de mais de 4 milhões de reais

Uma mulher, de 34 anos, foi presa e 34,35 kg de pasta base de cocaína foram apreendidos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), na tarde desta terça-feira (29), em Campo Novo do Parecis/MT.

Através de policiamento orientado por inteligência, as equipes da PRF visualizaram o veículo Fiat/Strada, com placas de Goiânia/GO, na BR-364, por volta do Km 878. Ao ser questionada sobre os motivos da viagem, a condutora entrou em contradições, sem conseguir encontrar uma justificativa.

Em uma busca minuciosa, os PRFs encontraram, sob a proteção de caçamba do veículo, 33 tabletes do entorpecente. Segundo a envolvida, a droga estava sendo transportada de Nova Lacerda/MT até Uberlândia/MG e um pagamento seria efetuado pela entrega do entorpecente.

A ocorrência foi encaminhada para Polícia Civil de Campo Novo do Parecis, em princípio, por tráfico de drogas.

SECOM PRF MT
e-mail: [email protected]
Instagram: @prf_mt
Para emergências e denúncias, ligue 191

 

 

Fonte: PRF MT

Continue lendo

Policial

Em aula de campo, novos delegados conhecem atuação das forças de segurança na fronteira

Publicado


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

Os novos delegados que estão em formação pela Academia da Polícia Civil de Mato Grosso participaram no último final de semana de uma aula diferente de campo e tiveram a oportunidade de conhecer um pouco da dinâmica da fronteira do estado e a atuação dos órgãos de segurança pública na região.

Durante três dias, os integrantes do 16º Curso de Formação Técnico Profissional para Delegado de Polícia visitaram unidades policiais que atuam especificamente no combate a crimes na fronteira, como a Defron (Delegacia Especializada de Fronteira) e o Grupo Especial de Fronteira (Gefron). As visitas começaram em Porto Esperidião, seguindo para os postos de policiamento da fronteira nas localidades de Corixa e Corixinha e na cidade de Cáceres.

Na oportunidade, os novos delegados acompanharam também uma ocorrência registrada durante patrulhamento na região do rio Jauru, em Cáceres, em que foram apreendidos quase 100 quilos de entorpecentes com ‘mulas’ do tráfico, que morreram após confronto com policiais do Gefron.

O diretor adjunto da Academia de Polícia, delegado Joaquim Leitão Jr., explicou que a aula de campo foi importante para que os profissionais que, futuramente, venham a trabalhar na região possam entender a dinâmica e os principais delitos combatidos pelas instituições, em especial o crime organizado e o tráfico de drogas.

A delegada em formação, Bruna Caroline de Laet, destaca que o trabalho na fronteira é um desafio para os profissionais de segurança pública, em razão da complexidade dos crimes. “Foi bastante relevante para nós podermos acompanhar parte do trabalho da Defron e do Gefron, que exige do profissional muita dedicação, pois é um trabalho árduo, mas também muito satisfatório”, pontua a nova delegada, que já conhece a região, pois trabalhou como investigadora da Polícia Civil por cinco anos na fronteira.

A fronteira de Mato Grosso com a Bolívia tem mais de 900 quilômetros de extensão e inclui 28 municípios. Além das delegacias instaladas em diversos municípios da região, a Polícia Civil conta com uma unidade especializada que atua exclusivamente na investigação de crimes fronteiriços, a Defron, ligada à Diretoria de Atividades Especiais.

Para o novo delegado José Ramon Leite, a expedição promovida pela Acadepol à região da fronteira mato-grossense foi, sem dúvida, um importante instrumento para a formação dos novos profissionais, que muito em breve será revertida em serviços prestados à população mato-grossense. “Nos propiciou conhecer as peculiaridades da região na qual é praticamente impossível atuar sem a integração das forças policiais e inteligência qualificada. A experiência corroborou para o desenvolvimento e aprimoramento do raciocínio investigativo que alicerça a apuração de crimes ligados às leis de drogas”, observou o novo delegado.

As visitas e aulas de campo foram acompanhadas também pelos delegados Mário Dermeval (delegado-geral), Welber Franco (diretor da Acadepol), Walfrido Nascimento (diretor de Interior), Newton Braga (chefe de gabinete da Diretoria).

A 16ª Turma formada por 30 novos delegados conclui o curso de Formação Técnico-profissional para Delegado de Polícia no final de outubro, quando se formarão. 

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana