conecte-se conosco


Esportes

Com ultrapassagem espetacular no final, queniano vence São Silvestre e crava recorde

Publicado

Kibiwott Kandie ultrapassa Jacob Kiplimo, de Uganda, nos metros finais e quebra recorde da prova

GloboEsporte.com – Uma ultrapassagem espetacular nos metros finais da prova masculina marcou a 95ª Corrida de São Silvestre, nesta terça-feira (31), em São Paulo. O estreante de Uganda, Jacob Kiplimo, liderava a prova na reta final e estava seguro de que terminaria campeão, quando foi surpreendido pelo queniano Kibiwott Kandie. Numa arrancada inesperada, Kandie cruzou na frente com o tempo de 42min59s, quebrando o recorde da prova e deixando Kiplimo para trás. O recorde era de Paul Tergat, de 1995, de 43min12s.

Os dois atletas africanos disputaram as primeiras posições durante toda a prova, alternando a liderança. O jovem estreante na São Silvestre, de 19 anos, o ugandense Kiplimo mostrava segurança e por diversos trechos se distanciava do segundo colocado, o queniano Kandie. Nos metros finais, quando se aproximava da faixa de campeão, o ugandense foi ultrapassado após a arrancada surpreendente de Kandie. Com a diferença de apenas um segundo, Jacob Kiplimo terminou em segundo, com 43m00s.

Leia Também:  Advogado de Najila ameaça deixar o caso se ela não apresentar as provas

O pódio africano foi completado por Titus Ekiru, do Quênia, com 43m54s. O brasileiro Daniel Ferreira do Nascimento terminou a prova em décimo primeiro, com o tempo de 46min32s, com a melhor colocação para o Brasil.

Feminino


Queniana Brigid Kosgei vence São Silvestre

Na prova feminina, Brigid Kosgei, do Quênia, atual recordista mundial da maratona, confirmou o favoritismo e dominou a prova do início ao fim. A estreante da São Silvestre correu todo o percurso sozinha e chegou muito próximo do recorde da prova, de 2016, com o tempo de 48m56s. O recorde de 48m35s pertence a Jemina Sumgong, também queniana.

Kosgei, de 25 anos, obteve a melhor marca feminina da história das maratonas ao completar os 42,195km em 2h14min04s na Maratona de Chicago, em Outubro. A marca anterior durava 16 anos (da britânica Paula Radcliffe – 2h15m25s).

O segundo e terceiro lugares ficaram com Sheila Chelangat, do Quênia, e Tisadk Nigus , da Etiópia. A brasileira mais bem colocada foi Graziela Zarri, terminando a prova em 11º com 54min56s.

Masculino:
1º Kibiwott Kandie (Quênia) – 42s59s
2º Jacob Kiplimo (Uganda) – 43m00s
3º Titus Ekiru (Quênia) – 43m54s

Leia Também:  Copa do Nordeste: Náutico vence o Ceará no Castelão e vai à semifinal

Feminino:
1º Brigid Kosgei (Quênia) – 48m56s
2º Sheila Chelangat (Quênia) – 50m10s
3º Tisadk Nigus (Etiópia) – 50m12s

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Esportes

estadios

Publicado

Faltando poucos dias para a largada do Campeonato Mato-grossense de Futebol 2020, quatro dos dez estádios ainda não apresentaram laudos de segurança – conforme exige o Estatuto do Torcedor – à Federação Mato-grossense de Futebol (FMF).

A situação mais grave é no Municipal Zeca Costa, em Barra dos Garças. Muros em estado de erosão, mato sob as arquibancadas e alambrados sem sustentação são parte da imagem do estádio cujo mandante é o Araguaia.

A prefeitura promete terminar os serviços de restauração em sete dias, aproveitando que o time local joga com o Sinop, no extremo norte do Estado.

Na segunda rodada, dia 26, o Araguaia recebe o Operário e a prefeitura garante que o estádio vai estar em ordem.

VAI DAR TEMPO?

O detalhe é que o Gigantão do Norte, onde o Sinop manda seus jogos, também passa por reparos na iluminação, gramado e cabines de rádios e TV.

A prefeitura iniciou os trabalhos há dez dias e o cronograma de obras prevê a entrega na segunda-feira, véspera do jogo de abertura do campeonato.

Leia Também:  Após derrota para o Flamengo, Alberto Valentim é demitido do Vasco

CORRERIA

Outra situação preocupante é no Luthero Lopes, ao Sul do Estado. Estádio sede do União, que recebe dia 21 o Mixto, na abertura do certame, o local apresenta uma série de problemas, inclusive com o gramado.

As cabines de rádios e TV estão ainda em obras de ampliação e alguns reforços na cobertura e portões estão sendo implementados.

Em ritmo acelerado, numa época de muita chuva na região, os engenheiros torcem para que tudo termine neste fim de semana e haja condições de jogo. Por fim, o Estádio Municipal Valdir Wolz, do debutante Nova Mutum, está em reconstrução desde o último trimestre do ano passado.

QUASE PRONTO

Com obras de construção das arquibancadas em andamento, mas faltando apenas acabamento, e outros setores bem adiantados, tudo deve ficar pronto, dizem os engenheiros da prefeitura, em uma semana.

O Nova Mutum estreia no campeonato fora de casa e faz a sua primeira partida contra o Cuiabá, na quarta-feira. Na segunda rodada, recebe o Luverdense, já com o estádio pronto.

Leia Também:  Top 10: Veja quanto os clubes brasileiros receberam com direitos de TV em 2018

INTERESSE DOS CLUBES

O prazo de entrega expirou na última sexta-feira, mas a FMF evita pressão. Segundo a assessoria da entidade, a responsabilidade de fiscalização é da Policia Militar, Corpo de Bombeiros e Vigilância Sanitária.

“Se tudo estiver nos conformes até a véspera do jogo e tudo aprovado pelos órgãos de fiscalização, haverá jogos. No caso de atraso e envio tardio dos laudos, os jogos acontecem da mesma forma, mas de portões fechados”, diz FMF.

Continue lendo

Esportes

Juiz mineiro autoriza contratação do goleiro Bruno para atuar pelo Operário

Publicado

Com a decisão, o CEOV deverá anunciar a contratação do atleta nas próximas horas [F-Reprodução]

A contratação do goleiro Bruno Fernandes pelo Clube Esportivo Operário Várzea-grandense (CEOV) foi autorizada nesta sexta-feira (17) pelo juiz Tarciso Moreira de Souza, da Vara de Execução em Meio Aberto e Medidas Alternativas da Comarca de Varginha, em Minas Gerais. Com a decisão, o processo será encaminhado pela Justiça de Minas Gerais para o Tribunal de Justiça de Mato Grosso, que deve distribuí-lo para a comarca de Execuções Penais de Várzea Grande.

Bruno já tem um acerto financeiro para atuar no Operário e aguardava apenas a liberação da Justiça. Com a decisão, o atleta deverá ser anunciado nas próximas horas como novo contratado do Tricolor Várzea-grandense.

O goleiro foi preso em setembro de 2010 e condenado em março de 2013 pelo homicídio triplamente qualificado de Eliza Samudio, pelo sequestro e cárcere privado do filho Bruninho. Ele também havia sido condenado por ocultação de cadáver, mas esta pena foi extinta, porque a Justiça entendeu que o crime prescreveu sem ser julgado em segunda instância. As penas válidas somadas, então, são de 20 anos e 9 meses.

Leia Também:  Jornalista crava que Filipe Luís aceitou proposta do Flamengo

Atualmente o goleiro cumpre pena em regime semiaberto domiciliar em Varginha, onde está desde abril de 2017. Ele conseguiu a progressão de pena em 19 de julho após uma decisão da 1ª Vara Criminal e de Execuções Penais do município.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana