conecte-se conosco


Economia

Com saques do FGTS e PIS, consumo tem o 2º melhor resultado do ano em Cuiabá

Publicado


Expectativa é que mais de R$ 800 milhões sejam injetados na economia mato-grossense, por meio dos recursos do FGTS/PIS/Pasep

A liberação do dinheiro do FGTS e do PIS/Pasep, associada à expectativa de aceleração das vendas nos próximos meses, surtiu efeito positivo na pesquisa que mede a Intenção de Consumo das Famílias (ICF), em Cuiabá, atingindo no mês de setembro 86 pontos, aumento de 4,4% sobre o mês anterior e 19,4% na comparação com setembro do ano passado.

A pesquisa realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e divulgada pela Fecomércio-MT, na sexta-feira (20), atingiu o segundo melhor resultado no ano – atrás somente da pesquisa elaborada no mês de fevereiro: 87,5 pontos.

A Federação acredita no aumento gradual do índice até o final do ano, principalmente no mês de dezembro, período em que se comemora o Natal – principal data para o comércio brasileiro. O potencial de aumento no consumo se confirma pelo componente “Perspectiva de Consumo”, que teve alta de 4,1% na variação mensal, atingindo 68,3 pontos. No mesmo período do ano passado, o mesmo componente registrou 51,5 pontos. Um aumento de 32,6%.

Leia Também:  Ações da Taurus sobem mais de 20% após decreto de armas assinado por Bolsonaro

Com a expectativa de injetar mais de R$ 800 milhões na economia mato-grossense, por meio dos recursos do FGTS/PIS/Pasep, segundo dados da própria Caixa Econômica Federal, o componente da pesquisa “Nível de Consumo Atual” apresentou a maior alta no mês, de 10,4%, contabilizando 69 pontos. Para as famílias que recebem até 10 salários mínimos, o percentual foi maior (12%), alcançando 66,2 pontos.

O componente que avalia o acesso ao crédito do consumidor também teve alta expressiva em relação ao mês anterior, de 9,2% sobre agosto, somando 85,4 pontos. Em setembro de 2018, o indicador computava 70,1 pontos. O aumento observado foi de 21,8%.

Situação do emprego

A situação do emprego das famílias em Cuiabá apresentou alta mensal de 2,4% e de 5,4% sobre setembro do ano anterior, somando 123,3 pontos, único componente acima da zona de indiferença, de 100 pontos. A pesquisa tem variação de zero a 200 pontos, onde que acima de 100 indica o grau de satisfação.

Ainda assim, a pesquisa em Cuiabá completou 51 meses abaixo de 100 pontos, em zona considerada de insatisfação pelo consumidor. Em junho de 2015, foi a última vez que o ICF atingia patamares de satisfação, quando registrou 102,8 pontos.

Leia Também:  BC aumentará uso de reservas internacionais para intervir no câmbio

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Economia

Senado inicia discussão de projeto que divide dinheiro dos blocos de pré-sal

Publicado

source
congresso nacional arrow-options
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Sessão solene do Congresso Nacional que promulgou a Emenda Constitucional que permitirá o leilão do Pré-sal

O plenário do Senado começou a discutir, nesta terça-feira (15), o projeto de lei que estabelece as regras para distribuição do dinheiro que será arrecadado com o  megaleilão de petróleo para estados e municípios.

A proposta foi aprovada, mais cedo, pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) da Casa. Caso o projeto seja aprovado sem alterações, ele segue direto para sanção presidencial .

Entenda o que é a cessão onerosa do megaleilão de petróleo do pré-sal

O governo espera arrecadar R$ 106,5 bilhões  com o leilão. Desse total, R$ 33,6 bilhões serão destinados à Petrobras pela revisão do contrato de cessão onerosa — que permitiu a licitação.

Os estados ficarão com R$ 10,9 bilhões, e os municípios, também com R$ 10,9 bilhões. O  Rio  de Janeiro receberá, no total, R$ 2,3 bilhões, por ser o estado que abriga os campos que serão leiloados.

Senadores têm dito que a aprovação do projeto é crucial para que sigam em frente com a votação da  reforma da Previdência  na Casa, que vinha sendo contaminada pela discussão da cessão onerosa.

Leia Também:  IBGE: São Desidério (BA) é o maior município agrícola do país em 2018

A votação da reforma em segundo turno está marcada para o dia 22, na última etapa antes das mudanças nas regras no sistema de aposentadorias passar a valer.

O projeto é fruto de um acordo fechado na semana passada, envolvendo Câmara e Senado, que estabeleceu um critério de divisão do dinheiro entre estados e municípios. O objetivo foi beneficiar tanto estados do Norte e do Nordeste quanto de Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

Artigo: E por falar em valores cristãos…

Os prefeitos poderão os recursos livremente. Já os governadores terão que usar a sua fatia inicialmente para cobrir o rombo dos seus regimes de Previdência .

O que sobrar, poderá ser usado para investimentos . O relatório aprovado pela CAE também manteve os requisitos para repartição entre os entes regionais que haviam sido definidos pela Câmara.

No caso dos estados, dois terços dos recursos serão distribuídos conforme coeficientes do Fundo de Participação dos Estados (FPE), critério que beneficia estados mais pobres , situados nas regiões Norte e Nordeste.

O terço restante será dividido segundo índice que considera as regras da Lei Kandir, o que contemplará principalmente estados do Centro-Sul .

Leia Também:  Custo da cesta básica em setembro diminuiu em 16 capitais

Já para os municípios, os recursos serão distribuídos de acordo com os coeficientes do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), que também beneficia principalmente cidades mais pobres .

Depois da aprovação do projeto, o governo terá pela frente dois outros desafios para concretizar os pagamentos. As transferências para a Petrobras e para os governos regionais não estavam previstas no Orçamento.

Exploração de petróleo vai render R$ 210 milhões da Petrobras ao governo

Projeto do governo

Por isso, o Palácio do Planalto enviará dois projetos com abertura de crédito especial com esse objetivo. O crédito é necessário para inserir essas despesas no Orçamento. Só depois da aprovação do texto, os pagamentos poderão ser feitos.

Jair Bolsonaro anuncia décimo terceiro para beneficiários do Bolsa Família

O leilão foi viabilizado pela revisão do contrato da cessão onerosa , pelo qual a Petrobras , em 2010, recebeu da União o direito de explorar até 5 bilhões de barris de petróleo nessas áreas, como parte do seu processo de capitalização.

Como estudos geológicos mostraram mais tarde que pode haver até 15 bilhões de barris ali, esse excedente será levado a leilão agora.

Fonte: IG Economia
Continue lendo

Economia

Jair Bolsonaro anuncia décimo terceiro para beneficiários do Bolsa Família

Publicado

source

Agência Brasil

cartão bolsa família arrow-options
Divulgação/Caixa Econômica Federal

Benefício do décimo terceiro para beneficiários do Bolsa Família já tinha sido prometido por Jair Bolsonaro

O décimo terceiro salário para beneficiários do programa Bolsa Família foi anunciado na tarde desta terça-feira (15) em uma solenidade com a presença do presidente Jair Bolsonaro.

Guedes aumenta limite de compras em free shops de U$ 500 para U$ 1 mil

O presidente já havia adiantado a medida no início do governo. O pagamento do décimo terceiro será feito no mês de dezembro .

À época, o Ministério da Cidadania , responsável pela gestão do programa, informou que o custo total com o pagamento extra seria de R$ 2,5 bilhões. Atualmente, mais de 13 milhões de famílias recebem o benefício.

Loteria ficará mais cara a partir de novembro, confirma Caixa

Irmã Dulce

Irmã Dulce arrow-options
Reprodução

Presidente liberou recursos para obras de Irmã Dulce, que foi canonizada no último domingo

Na solenidade de hoje, o governo anunciou também a liberação de recursos para as obras da Irmã Dulce.  Canonizada no último domingo (13) pelo Vaticano, a Santa Dulce dos Pobres nasceu em 26 de maio de 1914, em Salvador.

Leia Também:  Projeção de crescimento da economia em 2019 cai pela 13º vez seguida

Casa da Moeda é incluída em programa de privatizações do governo

A soteropolitana dedicou a vida a cuidar dos mais pobres e morreu em 1992. O trabalho social iniciado por ela continua vivo e, atualmente, as Obras Sociais Irmã Dulce (Osid) contabilizam 2,2 milhões de procedimentos ambulatoriais por ano, e dispõem de 954 leitos em cinco hospitais.

Fonte: IG Economia
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana